Novo lay-off dá apoio adicional a empresas com quebras acima de 70%

Neil Hall / EPA

No novo lay-off, as empresas com quebras de faturação acima de 70% vão ter uma ajuda adicional para o pagamento dos ordenados devidos pelas horas trabalhadas.

O novo lay-off simplificado vai dar um apoio adicional às empresas que apresentem quebras de faturação acima de 70%. Estas empresas vão ter uma ajuda da Segurança Social para o pagamento dos ordenados devidos pelas horas trabalhadas, avança o jornal ECO.

O Governo discutiu esta quinta-feira em Conselho de Ministros as alterações ao regime de lay-off. A partir de agosto, este regime criado pelo Governo para responder à crise económica gerada pela pandemia continuará mas de “cara lavada”, isto é, com novas regras e limites de acesso e até como um novo nome.

O lay-off simplificado, que prevê a suspensão do contrato de trabalho ou a redução do horário de trabalho e o pagamento de dois terços da remuneração normal ilíquida, financiada em 70% pela Segurança Social e em 30% pela empresa, terminava inicialmente em junho, tendo sido prorrogado até final de julho.

A partir de agosto, este regime excecional ficará disponível, contudo, apenas para as empresas com atividade encerrada por imposição legal ou administrativa.

Para as demais empresas que ainda não consigam regressar à normalidade, criou-se o apoio à retoma progressiva, o “sucedâneo” do lay-off simplificado. Este regime, escreve o ECO, está disponível para empresas com quebras homólogas superiores a 40%, permitindo a redução dos horários dos trabalhadores.

Empresas com quebras de faturação entre 40% e 60% poderão reduzir os horários em 50%, entre agosto e setembro, e em 40% entre outubro e dezembro. Por sua vez, empresas com quebras superiores a 60% poderão reduzir os horários em 70% e 60%, respetivamente.

Além destes dois escalões, está previsto um terceiro. Empresas com quebra de faturação superior a 70% terão um apoio adicional da Segurança Social para o pagamento das horas trabalhadas, correspondente a 35% desse valor. Ao contrário da situação dos outros escalões, estas empresas não deverão ficar responsáveis pelo pagamento integral das horas trabalhadas.

Aos trabalhadores deverá ficar assegurado o pagamento mínimo de 77% da remuneração normal.

As empresas que se enquadrem neste escalão e que beneficiem deste apoio não deverão poder suspender contratos de trabalho como era permitido no anterior lay-off simplificado.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Tim Cook acaba de se juntar ao clube dos milionário à boleia de recorde histórico da Apple

O diretor-executivo (CEO) da Apple, Tim Cook, acaba de se juntar à lista de multimilionários do mundo, depois de a gigante tecnológica norte-americana atingir um valor de mercado histórico. De acordo com os cálculos da …

Cientistas calculam probabilidade de contágio ao viajar de comboio

Investigadores da Universidade de Southampton, no Reino Unido, calcularam a probabilidade de contrair covid-19 ao viajar numa carruagem de comboio com uma pessoa infetada. Em colaboração com a Academia Chinesa de Ciências, a Academia Chinesa de …

Hong Kong. Magnata da imprensa Jimmy Lai libertado sob caução

O magnata da imprensa e uma das principais figuras do movimento pró-democracia de Hong Kong Jimmy Lai foi esta terça-feira libertado sob caução, constatou a agência France-Presse. Jimmy Lai tinha sido detido na segunda-feira, ao …

Lar de Reguengos de Monsaraz diz ter feito tudo para salvar vidas

A direção do lar de Reguengos de Monsaraz (Évora) onde surgiu o surto de covid-19 que causou 18 mortos garantiu ter feito “tudo” ao seu “alcance” para “salvar vidas”, nesta “crise” com “contornos dramáticos”. A Fundação …

Israel fecha os olhos e deixa palestinianos cruzarem a fronteira para ir a banhos

As autoridades israelitas têm deixado milhares de palestinianos cruzar a barreira de separação entre os dois territórios para poderem ir às praias. Este foi um fim-de-semana muito especial para Siham e os seus cinco filhos. …

Diabéticos e hipertensos voltam a ter faltas justificadas

Os diabéticos e hipertensos sem condições para desempenharem funções em teletrabalho voltam a ter direito a justificar as faltas ao trabalho devido à pandemia de covid-19, segundo um diploma publicado em Diário da República. “Os imunodeprimidos …

Deputada da Coreia do Sul debaixo de fogo. Usou um vestido no Parlamento

Na semana passada, a deputada sul-coreana Ryu Ho-jeong usou um vestido numa assembleia legislativa, sendo bombardeada com críticas que gerou um debate sobre sexismo e a cultura patriacal do país. De acordo com a CNN, na …

SC Braga oficializa "top gun" Gaitán por duas temporadas

O internacional argentino Nicolas Gaitán assinou um contrato com o Sporting de Braga válido por uma época, com outra de opção, informou esta terça-feira o clube minhoto da I Liga de futebol. Formado no Boca Juniors, …

Vacina russa chama-se "Sputnik V" e foi já pedida por 20 países

A vacina russa contra a covid-19, cujo registo foi esta terça-feira anunciado pelo Presidente, Vladimir Putin, chama-se "Sputnik V", vai começar a ser fabricada em setembro e já foi encomendada por 20 países. De acordo com …

Rui Pinto no Twitter: "Travessia do deserto” terminou mas a “luta continua”

Rui Pinto assumiu que a “árdua e longa ‘travessia do deserto’” chegou ao fim, aludindo à sua libertação, mas avisou que “a luta continua”, pois Portugal “continua um paraíso para a grande corrupção” e branqueamento …