Novo Banco atribui prémios de 1,9 milhões à equipa de gestão, num ano em que perdeu 1329 milhões

José Sena Goulão / Lusa

António Ramalho, presidente do Novo Banco

O Novo Banco quer atribuir prémios de quase 1,9 milhões de euros à equipa de gestão executiva liderada por António Ramalho.

Segundo o semanário Expresso, a informação pode ser vista no relatório e contas do Novo Banco, que foi publicado, esta terça-feira, no site da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

“Para o ano de 2020, a remuneração variável foi atribuída condicionalmente, sujeita à verificação de condições diversas, de 1860 milhares de euros aos membros do conselho de administração executivo”.

Esta remuneração, que teve como base a avaliação individual e coletiva, não vai ser paga já e ainda não há certezas quanto ao seu valor final, podendo ser reduzido ou até anulado em 2022. Isto porque a Comissão Europeia impede o pagamento de prémios enquanto durar o plano de reestruturação, até ao fim deste ano.

O banco teve prejuízos de 1329 milhões de euros no ano passado, período em que solicitou uma nova capitalização ao Fundo de Resolução de 598 milhões, embora o Fundo de Resolução e o Governo só tenham aprovado cerca de 430 milhões, injeção que deverá acontecer nos próximos dias.

De acordo com o mesmo jornal, a estes valores variáveis juntam-se os 2,4 milhões de euros de salários fixos a pagar aos nove membros que estiveram em funções em 2020. António Ramalho recebe uma remuneração fixa de 367 mil euros, o valor máximo que pode receber. Tem ainda mais 32,5 mil euros de salário fixo, que como superam o teto imposto por Bruxelas, cujo pagamento é diferido.

Já no ano passado, relativamente ao exercício de 2019, o Novo Banco tinha decidido também atribuir um prémio semelhante, no valor de cerca de dois milhões de euros, o que gerou críticas. Neste caso, o pagamento também foi diferido até ao final do plano de reestruturação.

Fatura do Novo Banco pode recair sobre o Estado

Eduardo Stock da Cunha, antigo presidente do Novo Banco, foi ouvido, esta terça-feira, na Comissão Eventual de Inquérito Parlamentar às perdas registadas pelo Novo Banco e imputadas ao Fundo de Resolução.

O ex-presidente disse no Parlamento que o Banco Espírito Santo (BES) tinha uma rubrica de juros anulados para cada um dos devedores, que chegava a 10 milhões de euros por ano.

“Relativamente a todos os devedores, um a um, pedi que me dissessem a realidade dessa rubrica que se chamava juros anulados. Ou seja, o Novo Banco – o seu antecessor [BES] – tinha por tradição contabilizar uma série de juros que engordavam a margem financeira, e depois quando chegava o dia eles não se verificavam e tinham que se anular”, referiu o gestor.

Stock da Cunha detalhou um caso de um cliente “com uma exposição importante” em que os juros eram pagos de dois em dois anos. O antigo presidente estimou esses juros anulados em “montantes significativos” de cerca de 10 milhões de euros por mês. “Não há orçamento que resista”, referiu ainda.

“Não era muito difícil perceber, quando chegámos e passados seis meses, em março e abril, que os juros não iam ser pagos. Mas continuavam regularmente a ser periodificados, e portanto algures em 2016, ou final de 2015 ou meio de 2015, saber-se-ia que afinal tínhamos que anular 24 meses de periodificação de juros”, detalhou.

O gestor, que sucedeu a Vítor Bento na liderança do Novo Banco em 2014, classificou o sucedido como uma realidade que se foi “descobrindo numa viagem tormentosa”, mas que “correu bem” porque “o Novo Banco sobreviveu”.

“Quando comecei a descobrir isto – demora tempo, a primeira preocupação era a liquidez – foi a meio da viagem, comecei a descobrir em dezembro, depois mais um outro cliente em janeiro, outro em fevereiro, outro em março, e começámos a dizer: ‘a margem financeira não é isto que estamos aqui a ver'”, referiu.

O gestor referiu também que no seu período de presidência do Novo Banco constituiu cerca de 2400 milhões de euros em provisões, entre “provisões para crédito, para bancos, para títulos, para outros ativos”.

Stock da Cunha considerou também o crédito para aquisição de ações “um exemplo de má memória”, mas que “não atacou a todos os bancos portugueses”.

Porém, o gestor reconheceu que no período da sua presidência, até 2016, “ficou muita coisa por fazer” na área da “organização e mapeamento de controlo interno” do Novo Banco.

O ex-presidente considerou ainda que vai demorar mais “uns 20 ou 30 anos” para se saber quem vai pagar os custos relacionados com as injeções de capital no banco, mas não excluiu a hipótese de, no final, sobrar para os contribuintes.

“A ver vamos. Não podemos é concluir já. Vamos ver quem, no fim, vai ter de pagar isto tudo: se vão ser os bancos ou se vai ser o erário público“, declarou aos deputados, citado pelo Diário de Notícias.

O antigo banqueiro considerou ainda injusto dizer que o BES era “um bando de malandros”, frisando que “maçãs podres” pode haver em qualquer empresa.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

29 COMENTÁRIOS

  1. Fantástico, prémios para quem geriu dando mais uma vez prejuízos e pedem para injetar dinheiros públicos!
    Realmente ainda somos muito pacíficos, não sei é por quanto mais tempo!

  2. Em qualquer empresa ou instituição com prejuízo nunca se distribuem prémios, somente na república das bananas.

    • Já é típico na banca/alta finança, sobretudo nos EUA…
      A falência do Lehman Brothers (a maior de sempre no sector financeiro) ainda deu milhões de prémios aos gestores – que ainda continuam com os seus “esquemas” em Wall Street – e houve apenas um condenado para “inglês ver”!…

  3. Andam a gozar com quem trabalha… Declarem a insolvência dessa mer… de uma vez por todas, e o dinheiro desses “prémios” que deveriam era ser PENALIZAÇÕES pelo mau serviço prestado, pelo seu mau comportamento, que o devolvam ao Estado para não irem para a cadeia, que é o lugar dos ladrões.
    Temos de fazer como os antigos, guardar o nosso dinheiro em casa, pois assim os bancos fecham, os “gestores” terão de ir trabalhar noutra coisa, mas, pelo menos, não somos roubados À DESCARADA, nem temos de pagar por coisas que não são nossas.

  4. Um Banco que se não fosse os nossos impostos já tinha falido a dar prémios de quase 2 milhões de euros o que esta gente queria era um tiro entre os olhos para não gozarem mais com os contribuintes.

  5. Não fizeram pior do que a TAP!!! Essa é que é essa…
    O dinheiro dos tugas dá para tudo. O povo tem o que merece.

      • O teu neurónio não te permite acompanhar a conversa dos adultos, de modo que te recomendo que continues a brincar com os legos.
        Em tudo é comparável:
        – São ambos sorvedouros de dinheiro público.
        – Ambos pagam prémios à administração mesmo com resultados negativos.

        E é isso que aqui está em causa, independentemente de produzir salsichas ou os legos com que tu brincas.

  6. VERGONHA!
    Isto não pára! Depois carregam-nos com impostos, com preços elevados de tudo, para haver dinheiro para suportar os danos destes processos de gestão danosa, quer seja de bancos ou outrem… Que descalabro!

  7. Todos estes engravatados, tentam justificar o injustificável. Mesmo o “Ronaldo das Finanças”, hoje Governador do B.P, vem, com as suas sabias palavras, contar-nos historias de adormecer o Contribuinte!…….. O bicho está no fruto, e instalou-se comodamente !

  8. Prêmios e incentivos por bom desempenho.
    A atribuição de prêmios faz-se segundo critérios e objetivos. Assim é no setor privado. Este Banco ou “bando” de abutres teve lucros? Então os prêmios existem quer dê lucro ou prejuízo. Só mesmo neste paraíso para alguns.

  9. Num Pais progressista, os prémios são atribuídos “para todos os trabalhadores”, quando existem resultados positivos, o que infelizmente não é o caso.
    Como sempre, Empresa falida “Estado”, se fosse privada, não seria assim, dá-se à pouca vergonha de dar prémios de milhões a uma meia dúzia de boys .
    Não tem faltado dinheiro, o Zé paga .
    O Sr. 1.º Ministro arranja mas uma taxa.

    • “se fosse privada”??
      Ah?! Oh anjinho; o Novo Banco é o quê?
      Até fui verificar e confirma-se: o dono do NB continua a ser o fundo anericano Lone Star!…

  10. Mas esta gentalha a quem chamam de gestores já são muito bem pagos para gerir mal o o fazem e ainda querem um prémio? Gatunos é o que se pode chamar a isto porque todos estamos a contribuir para eta bandalheira. O mais estranho é que o governozito que temos não intervenha e ponha um ponto final no assunto. Gestores da treta que só são bons com o dinheiro dos outros.
    Roubar é o que está a dar….

  11. Nós alimentamos este Banco que quanto a mim nunca deveria ter visto a luz do dia e os descarados dos seus gerentes distribuem entre eles cerca de dois milhões de euros pelo péssimo serviço prestado à instituição, é caso para dizer que vivemos numa democracia faz de conta.

  12. António Ramalho recebe uma remuneração fixa de 367 mil euros, o valor máximo que pode receber. Tem ainda mais 32,5 mil euros de salário fixo, que como superam o tecto imposto por Bruxelas, cujo pagamento é diferido.

    Isto é vergonhoso demais para eu entender, dou prejuízos e recebo uma pipa dele, eu sou dono de uma empresa se uma pessoa destas me desse prejuízos e ainda queria bónus.. é claro que o despedia e queria explicações seja eu ou qualquer outra empresa, mas este SOCIALISMO que significa dá para nós todos, os outros que paguem,.. desisto e gosto tanto do meu Portugal, até regressei do estrangeiro para cá mas…

    • Não entendes porque confundes socialismo com que se passa no Novo Banco – que é neocapitalismo/neoliberalismo!!
      Ou seja, o que se tem passado no NB (e na banca em geral, pelo mundo fora) é exactamente o oposto do socialismo – é dinheiro público para “vícios” privados!…

  13. Aonde andam os indignados do BES?
    Até quando isto vai ser assim?
    Aonde andam os hérois do ultramar para correr com esta gente corrupta que está a roubar o futuro melhor a todos e aos netos.
    Revolta-me esta gente que se aproveita de tudo e todos. se estive sse com uma doença terminal levava uns comigo podem querer.

  14. As pessoas deviam ter direito a manifestar a sua indignação, direito a se revoltarem contra o abuso que está a ser esta gente do NB

RESPONDER

Espanha 0-0 Suécia | Muro amarelo trava fúria espanhola

A Espanha e a Suécia empataram hoje 0-0 em jogo da primeira jornada do Grupo E do Euro2020 de futebol, naquela que foi a primeira partida sem golos na competição até ao momento. No estádio La …

Covid-19. Variante indiana causa doença mais grave, dizem médicos chineses

A Delta está a causar doença mais grave e mais rapidamente do que durante a primeira vaga, informaram médicos na zona de Guangzhou, no sudeste da China, onde surgiu um surto recente provocado por esta …

Do café aos brinquedos. Preço do transporte de mercadorias vai atingir a nossa carteira mais cedo do que se pensava

Os preços exorbitantes do transporte de mercadorias pelo mundo poderão atingir a sua carteira mais cedo do que pensa. Mais de 80% de todo o comércio de mercadorias é transportado pela via marítima, mas o alto …

Tal é a qualidade de Portugal, que o treinador da Hungria "podia ser motorista ou roupeiro"

O selecionador da Hungria, o italiano Marco Rossi, afirmou hoje que "até podia ser o motorista ou rapaz dos equipamentos" da seleção portuguesa, tal é a qualidade dos jogadores lusos que vão disputar o Euro2020. “Estamos …

Destroços de avião descobertos no fundo de um lago nos EUA podem pôr fim a um mistério de 56 anos

Trabalhadores que testam equipamentos de investigação subaquática dizem ter encontrado os destroços de um pequeno avião nas profundezas do lago Folsom, na Califórnia. A confirmar-se, podem ter resolvido um mistério com 56 anos. As imagens de …

Norte-americanos envolvidos na fuga de Carlos Ghosn declaram-se culpados

Os dois norte-americanos acusados de ajudarem o ex-presidente da Nissan Carlos Ghosn a fugir do Japão quando aguardava julgamento em liberdade sob fiança declararam-se esta segunda-feira culpados perante a justiça japonesa. De acordo com fontes da …

Enfermeira tentou provar que as vacinas tornam as pessoas magnéticas (mas não correu como previsto)

Na semana passada, a enfermeira negacionista de Ohio Joanna Overholt tentou, durante uma sessão legislativa, provar que as vacinas contra a covid-19 tornam as pessoas magnéticas. Mas não foi bem sucedida. O teste do íman resulta …

Foda e Kostadinov: as recordações à volta do Áustria-Macedónia do Norte

O selecionador da Áustria e um dos jogadores da Macedónia do Norte trouxeram memórias dos anos 90. O jogo entre Áustria e Macedónia do Norte, que terminou com vitória austríaca por 3-1, não estava propriamente na …

Paquistão. Quem não se vacinar pode ficar sem acesso ao telemóvel

O governo regional de Punjab, no Paquistão, decidiu que os cidadãos que não se vacinarem contra a covid-19 "ao fim de um certo tempo" podem ver o cartão SIM do seu telemóvel bloqueado. "Estamos a fazer …

Seleção Nacional testa negativo na véspera da estreia no Europeu

Depois do susto de João Cancelo, que testou positivo ao novo coronavírus, a seleção nacional respira de alívio na véspera da estreia no Europeu, depois de ter testado negativo à covid-19. Esta segunda-feira de manhã, a …