Novas leis da Internet podem dar ao Google (e ao mundo) o que quer

A nova legislação sobre a neutralidade da Internet, em consideração pelo governo norte-americano, poderá dar à Google a resposta por que tanto esperava.

A ser aprovado, este conjunto de normas permitirá à gigante tecnológica a tão cobiçada oportunidade de expansão para o setor do fornecimento de serviços de telecomunicações.

A Comissão Federal de Comunicações (FCC), a entidade reguladora do setor norte-americano, está a redigir novas leis, que deverão garantir a igualdade de navegação na Internet, sem constrangimentos nem discriminação.

Esta “fornada” de normas legislativas surge para colmatar o vácuo deixado pela remoção de leis prévias, eliminadas por um tribunal federal em janeiro de 2014.

Segundo consta, a nova legislação deverá colocar os fornecedores de serviços de Internet (ISP) sob a designação de empresas operadoras de telecomunicações.

Esta nova classificação colocaria a Google no caminho certo – e que muito tem desejado – para dar os primeiros passos no setor dos conteúdos televisivos, passando a oferecer serviços neste âmbito.

O Presidente norte-americano Barack Obama tem-se mostrado implacável, exigindo que as entidades reguladoras apliquem aos ISP medidas de regulamentação cada vez mais austeras, de forma a impossibilitar que estes discriminem os utilizadores, inviabilizando ou restringindo o acesso a determinados websites.

A Google está a esgrimir com rivais como a AT&T e a Comcast no fornecimento de Internet e de serviços televisivos, oferecendo velocidades de rede que podem chegar a ser cem vezes superiores às atualmente disponíveis.

Assim, as novas “regras do jogo” vão permitir à tecnológica de Larry Page dar maior força aos seus projetos de Fibra, tendo já selado acordos em várias cidades dos Estados Unidos, como Kansas City, Austin e Utah.

Para além disso, em fevereiro a Google disse que estaria a explorar novas oportunidades de expansão do seu programa em 34 cidades adicionais, de lés a lés do continente norte-americano.

Depois de no dia dez de novembro de 2014, Obama ter apelado a normas o mais severas possível sobre a Grande Rede, as ações de vários fornecedores de serviços, como a Comcast, caíram a pique.

A AT&T, ao lado da Comcast e da Verizon Communications afirmam que somente é necessária legislação leve, que assegure que os fornecedores de serviços não bloqueiem ou dificultem a navegação na Internet, avançando que normas demasiado austeras provocarão a diminuição dos investimentos no setor.

B!T

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Fenómeno extremo ameaça corais na Grande Barreira na Austrália. E já matou quase metade

A Grande Barreira de Coral da Austrália pode estar a enfrentar a terceira "descoloração" no espaço de cinco anos, fenómeno provocado por um aumento da temperatura das águas do mar. Como avançou o Expresso, este fenómeno …

Trump critica cerimónia dos Óscares, "Parasitas" e Brad Pitt

O Presidente norte-americano criticou a cerimónia dos Óscares, esta quinta-feira, nomeadamente a atribuição do prémio de Melhor Filme para o sul-coreano "Parasitas" e ainda o ator Brad Pitt. Na noite desta quinta-feira, num comício em Colorado …

Paris lança número de emergência para fazer frente à crise de percevejos

O Governo francês lançou uma campanha, esta quinta-feira, para fazer frente à crise de percevejos que se instalou em Paris. Segundo a agência France-Press, citada pelo The Guardian, casas e hotéis da capital francesa estão a …

"Radical chique" e "ressentido". Filho de Paulo Branco pode ter sido o pivot do escândalo sexual em França

Juan Branco, o filho do produtor de cinema Paulo Branco, é o homem do momento em França. O advogado de 30 anos saltou para as luzes dos média no âmbito da divulgação do vídeo sexual …

Alcochete. "Se Mustafá estivesse lá aquilo não tinha acontecido"

O arguido Emanuel Calças disse, esta sexta-feira, em tribunal que, se Mustafá estivesse com o grupo que invadiu a academia do Sporting, "aquilo não tinha acontecido". "Tenho a certeza de que se o Mustafá estivesse presente …

Coronavírus ameaça o têxtil português (mas também é uma "oportunidade")

O sector têxtil nacional está ameaçado e pode parar a produção já em Março. Tudo devido à falta de matéria-prima que vem da China e que se deve à epidemia do novo coronavírus. A "situação …

Governo diz que prejuízo da TAP "não foi um desvio qualquer" e que já devia ter tido lucro em 2018 e 2019

O ministro das Infraestruturas disse, esta sexta-feira, que o orçamento que a comissão executiva da TAP apresentou ao Conselho de Administração para 2018 e 2019 previa lucro e que o prejuízo de 105,6 milhões "não …

João Lourenço duplica valor de subsídio de antigos Presidentes de Angola

O Presidente angolano, João Lourenço, duplicou o valor do subsídio de fim de mandato pago a antigos chefes de Estado, mas cortou outras regalias, nomeadamente a nível da segurança e quadro de pessoal. O decreto-presidencial 32/20, …

FC Porto castigado com um jogo à porta fechada

O FC Porto foi punido com um jogo à porta fechada, esta sexta-feira, devido a "um ato de ofensa corporal a agente desportivo" na final da Taça de Portugal. A punição aplicada pelo Conselho de Disciplina …

Cientistas condenam teorias da conspiração sobre a origem do surto do coronavírus

Um grupo de 27 cientistas da área de saúde pública condenou, através de um comunicado, o fluxo de histórias e um artigo científico que sigerem que um laboratório em Wuhan, na China, pode ser a …