/

Nova Zelândia pede aos turistas para pararem de imitar fotografias de viagens de outras pessoas

A Nova Zelândia lançou uma nova campanha de turismo em que pede aos viajantes que parem de imitar as fotografias que veem na Internet e que “partilhem algo novo”.

A campanha de turismo da Nova Zelândia foi lançada num vídeo de dois minutos, no qual surge o comediante Tom Sainsbury como membro do “Esquadrão de Observação Social (SOS). O funcionário acompanha os turistas em algumas das paisagens mais famosas do país e pede-lhes para pararem de viajar “sob a influência social”.

“Fui alertado para uma situação que está a contecer muito ultimamente”, diz Sainsbury no início da campanha, de acordo com a CNN. “As pessoas têm visto estas fotografias nas redes sociais e fazem de tudo para copiá-las.”

O vídeo faz parte da campanha “Faça algo novo” do departamento de turismo da Nova Zelândia. As campanhas anteriores incluíram uma canção das celebridades locais Madeleine Sami e Jackie van Beek.

A campanha surge num momento difícil para os turistas, com a maioria dos viajantes internacionais impedidos de entrar na Nova Zelândia.

A primeira-ministra Jacinda Ardern disse, esta terça-feira, que as fronteiras da Nova Zelândia permanecerão fechadas na maior parte deste ano, enquanto a pandemia de covid-19 se intensifica no mundo. Porém, o país vai tentar providenciar viagens com a vizinha Austrália e outras nações do Pacífico.

“Dados os riscos no mundo ao nosso redor e a incerteza do lançamento global da vacina, podemos esperar que as nossas fronteiras sejam impactadas durante grande parte deste ano”, disse Ardern.

Para que as viagens para a Nova Zelândia retomem, as autoridades precisam de ter confiança de que os vacinados não passariam o vírus que provoca a covid-19 a outras pessoas – o que ainda não é conhecido – ou uma quantidade suficiente da população precisava de estar vacinada para que as pessoas pudessem voltar com segurança à Nova Zelândia.

Uma bolha de viagens com a Austrália está em vigor desde outubro.

  Maria Campos, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.