Nova pista surpreendente envolve neonazis na morte da “Maddie alemã”

(dr)

Peggy Knobloch, a "Maddie Alemã"

Peggy Knobloch, a “Maddie Alemã”

A investigação em torno do mistério de uma menina de 9 anos, conhecida como a “Maddie Alemã”, ganhou uma nova pista que pode revelar-se decisiva, depois de terem sido encontrados vestígios de ADN de um terrorista neonazi junto ao seu cadáver.

Conhecida como a “Maddie Alemã”, Peggy Knobloch tinha 9 anos quando desapareceu, em 2001, e só no passado mês de Julho, o seu corpo foi encontrado, por um apanhador de cogumelos que passava numa zona florestal, a cerca de 15 quilómetros da localidade onde a criança vivia.

Segundo o jornal alemão Der Spiegel, sabe-se agora que junto ao cadáver da menina foram encontrados vestígios de ADN de Uwe Böhnhardt, um dos três elementos do grupo neonazi Clandestinidade Nacional-Socialista (NSU), que esteve envolvido na morte de várias pessoas.

A descoberta vem adensar o mistério em torno da morte da criança.

Böhnhardt suicidou-se, juntamente com um colega da NSU, Uwe Mundlos, fazendo-se explodir antes de a polícia chegar, depois de terem atacado um banco. Além de assassino, surge a possibilidade de que tivesse afinal sido também pedófilo.

Neonazi tinha ligações a pedófilos

A possibilidade de Peggy ter sido assassinada no âmbito de um crime sexual foi uma das mais fortes seguidas pela polícia alemã, até porque a menina “vivia rodeada de pedófilos”, conforme sublinha o Der Spiegel, lembrando que há vários casos de suspeitos e de condenados nas redondezas da sua casa.

A mãe da criança também arrendava quartos a camionistas, colegas do seu companheiro e padrasto da menina, que passavam vários meses em casa dela.

CV Youtube

Uwe Böhnhardt, terrorista do grupo neonazi Clandestinidade Nacional-Socialista (NSU)

Uwe Böhnhardt, terrorista do grupo neonazi Clandestinidade Nacional-Socialista (NSU)

O próprio Uwe Böhnhardt esteve sob suspeita das autoridades, após o homicídio de um rapaz de 9 anos, em 1993.

A polícia encontrou também, nas instalações da NSU, brinquedos de criança e pornografia infantil num computador. O processo judicial em torno dos crimes por ele cometidos ligou-o a outros pedófilos.

Os ataques do grupo terrorista visavam sobretudo turcos e mataram nove menores estrangeiros e uma chefe de polícia alemã. Tinham o seu quartel-general a cerca de 85 quilómetros do lugar onde vivia a menina, o que reforça a ideia de que Böhnhardt pode ser o assassino que há muito se procura.

Os vestígios de ADN vêm enriquecer a investigação, mas não necessariamente dar certezas quanto à morte da “Maddie Alemã”.

A investigação vai centrar-se nesta nova pista, nomeadamente revendo antigos testemunhos que foram desvalorizados no início ou vistos como falsos.

Um centímetro de tecido e muitos “ses”…

A menina de 9 anos saiu da escola de Lichtenberg, uma localidade no norte da Baviera, a 7 de Maio de 2001 e nunca mais foi vista. O seu corpo só foi encontrado neste ano, a poucos quilómetros de onde morava, e junto dele estava um pequeno pedaço de tecido de cerca de um centímetro  que continha vestígios de ADN do neonazi.

A amostra pode ser de “um tecto” de um carro, segundo o Der Spiegel que salienta que “não estava caído directamente ao lado do esqueleto e só foi descoberto numa investigação posterior da cena do crime”.

As autoridades estão a ponderar várias hipóteses e admitem que “talvez o assassino conhecesse Uwe Böhnhardt” ou talvez estivesse a usar um carro comprado ao terrorista ou ainda que poderá ter pedido ajuda ao neonazi para se livrar do corpo da criança.

Outra possibilidade que surge em cima da mesa é estar em causa um erro no manuseamento dos corpos da menina e do neonazi, já que ambos foram analisados no mesmo Instituto – o terrorista em Novembro de 2011 e o cadáver da menina em Julho de 2016.

Mas o Instituto de Medicina Legal Alemã, contactado pelo Der Spiegel, nega essa hipótese, alegando que o tecido com ADN não foi analisado no mesmo local.

Todavia, a hipótese não pode ser totalmente excluída e não seria a primeira vez que a “contaminação de provas” motivava confusão no âmbito de investigações policiais na Alemanha.

Há ainda que considerar que o tecido pode ter surgido no local por mera casualidade, o que parece demasiada coincidência para ser verdade.

O promotor público Herbert Potzel salienta no Der Spiegel que é preciso “confirmar o caminho da pista de forma precisa e segura”.

E há um nome que surge como potencialmente decisivo para o caso. Trata-se da única sobrevivente dos crimes da NSU, Beate Zschäpe, que está detida e a ser julgada na Alemanha. As autoridades têm esperanças de que ela possa ter alguma informação que ajude a desvendar o mistério.

SV, ZAP

PARTILHAR

RESPONDER

Há 33 cursos com emprego garantido. Abandono no Ensino Superior aumentou

Este ano, há 30 licenciaturas e três mestrados integrados sem recém-diplomados inscritos no Instituto de Emprego e Formação Profissional. Segundo o Observador, o número total (33) é inferior ao de 2020 e de 2019, quando foram …

Chegada de emigrantes obriga autarcas do Interior a apertar as regras

Os autarcas do Interior do país, sobretudo de regiões onde a variante Delta ainda não se impôs e o número de novos casos de covid-19 não limita o quotidiano das populações, estão preocupados com o …

Jovens com menos de 20 anos vacinados numa "happy hour" em Lisboa

Alguns jovens com menos de 20 anos foram vacinados no centro de vacinação do Altice Arena, em Lisboa, depois de terem sido informados que havia "sobras". Task force já negou essa explicação. A situação foi denunciada, …

John Textor diz que reação da SAD do Benfica é "cómica"

O empresário norte-americano que chegou a acordo com o "rei dos frangos" para comprar 25% da Benfica SAD considera que a reação à sua aproximação é "cómica". Este mês, a Benfica SAD comunicou à Comissão de …

Rio acusa Cabrita de "mentir aos portugueses e no Parlamento" sobre festejos do Sporting

Rui Rio acusou o ministro da Administração Interna de "mentir aos portugueses e mentir no Parlamento" e justificou o motivo que levou o PSD a recorrer à figura da audição potestativa, a que os partidos …

Novo Banco não viu conflito de interesses na proposta sobre Imosteps

O Novo Banco defende que a proposta da Iberis para comprar a dívida da Imosteps, de Luís Filipe Vieira, não configurava conflito de interesses.  O Novo Banco defendeu, numa carta enviada ao Parlamento, que a proposta …

Restaurantes "expressamente proibidos" de guardar comprovativos de testes dos clientes

Os restaurantes dos concelhos em risco elevado e muito elevado, onde é necessário um teste negativo ou o certificado digital por parte dos clientes para poderem entrar, estão "expressamente proibidos" de guardar os comprovativos. A regra …

City pode ter de sacrificar Bernardo Silva para contratar Kane

O médio português poderá ter de ser "sacrificado" pelo Manchester City para financiar a contratação do avançado inglês ao Tottenham. Segundo o The Sun, para garantir a transferência de Harry Kane, o Manchester City terá de …

Não é só o BE, PCP e PAN que têm exigências. PS pressiona Leão com descida de IRS

As exigências para o próximo Orçamento do Estado (OE2022) não chegam apenas do Bloco de Esquerda, PCP e PAN. O PS também as tem e pressiona o ministro das Finanças por uma eventual mexida nos …

Alemanha não tem feito o suficiente para atingir metas do Acordo de Paris, diz Merkel

Chanceler alemã não está satisfeita com os esforços feitos pelo seu país ao longo das últimas décadas, defendendo que é preciso "acelerar o ritmo" para cumprir os objetivos estabelecidos pelo Acordo de Paris. Na tradicional conferência …