Nova Democracia ganha vantagem sobre Syriza em sondagem

EPP / Flickr

Vangelis Meimarakis, líder da Nova Democracia

Vangelis Meimarakis, líder da Nova Democracia

A Nova Democracia registou pela primeira vez uma pequena vantagem sobre o Syriza, numa sondagem para a televisão MEGA, divulgada na noite desta quarta-feira, a dezoito dias das legislativas antecipadas na Grécia.

Na sondagem, a Nova Democracia obteve 25,3% das intenções de voto, contra 25% para o Syriza.

O ex-primeiro-ministro e líder do Syriza, Alexis Tsipras, mantém a popularidade (41,9%), mas o líder da Nova Democracia, Vangelis Meimarakis, obtém nesta sondagem mais opiniões favoráveis (44,3%), contrariamente a anteriores estudos de opinião.

O partido neonazi Aurora Dourada foi o terceiro em intenções de voto, com 5,5%.

Em quarto lugar figura a lista conjunta dos socialistas do Pasok e da esquerda moderada do Dimar, com 5,3%, seguida dos comunistas do KKE, com 5,1%, e do centrista To Potami, com 4,6%.

A Unidade Popular, formada por dissidentes do Syriza, reuniu 4% das intenções, e os nacionalistas Gregos Independentes, parceiros de coligação do Syriza, 3%, o mínimo para ter representação parlamentar.

matthew_tsimitak / Flickr

Alexis Tsipras, primeiro-ministro da Grécia

Alexis Tsipras, ex-primeiro-ministro da Grécia

A maioria dos inquiridos pronunciou-se por outro lado favoravelmente a um Governo de coligação (58,9%), apesar de Tsipras, que venceu as eleições de Janeiro com 36,3%, ter pedido uma maioria absoluta e rejeitado coligar-se com os principais partidos gregos.

Mais de dois terços (68,5%) manifestaram opinião negativa sobre o acordo para um terceiro resgate da Grécia.

Tsipras demitiu-se a 20 de agosto, abrindo caminho a eleições antecipadas a 20 de setembro, a terceira votação na Grécia desde o início do ano.

A sondagem, do instituto GPO, foi feita entre 31 de agosto e 2 de setembro através de entrevistas telefónicas a uma amostra de mil eleitores de todo o país.

/Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. O povo grego fez experiências com a utopia de uns e começa a dar sinais de pragmatismo a outros o que poderá ser entendido como sinal de credibilidade conferida depois dos riscos que assumiu não por Tsypras mas por Varoufakis. Estas sondagens sendo o que são poderão significar que o povo tende a perceber as suas próprias responsabilidades quando vota – Consciência nacional…

  2. Mas se o Syriza vier a ganhar já nada surpreenderá porque eles agora já viraram 360º e já estão mais do que convencidos de que afinal as suas promessas eleitorais não passaram apenas disso mesmo e que a tal afirmação do dracma e da saída da UE foi apenas um sonho de pouca duração, com isso acabaram por convencer os gregos de que afinal será mesmo necessário apertarem o cinto para tentarem sair do atoleiro onde estão metidos.

    • Apenas um ponto de vista: O syriza(Bloquista) pelo aventureirismo do Varoufakis(Tias) perdeu credibilidade – pelas razões que evoca – e Tsypras obrigado a distanciar-se ideologicamente tornou-se um dos iguais! O que fará os gregos não voltar a embarcar numa barcaça a braço humano cujo timoneiro, consciente do “casaco despido”, pressentiu que já ia nu! Logo a alternativa Nova Democracia inspira-lhes mais credibilidade e talvez mais consistência pelo interesse nacional.

Responder a Viés Cancelar resposta

Fundador da Amazon investe nove mil milhões de euros para combater alterações climáticas

O fundador da empresa tecnológica norte-americana Amazon, Jeff Bezos, revelou na segunda-feira que vai investir dez mil milhões de dólares (mais de nove mil milhões de euros) da fortuna pessoal para encontrar soluções para combater …

Conselho de Ética desfavorável a projetos de lei sobre eutanásia

O Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida (CNECV) deu "parecer ético desfavorável" a quatro projetos de lei para a despenalização da morte medicamente assistida, que vão ser debatidos no Parlamento esta quinta-feira. Os …

Portugal considera "inamistosa e injustificada" a decisão da Venezuela sobre a TAP

O ministro dos Negócios Estrangeiros Augusto Santos Silva já reagiu às acusações de Caracas sobre o alegado transporte de explosivos feito pela transportadora portuguesa. O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, considera “inamistosa” e “injustificada” …

Presidente do Afeganistão reeleito para segundo mandato

O Presidente do Afeganistão foi reeleito para um segundo mandato com 50,64% dos votos, anunciou a comissão eleitoral independente afegã, esta terça-feira, ao divulgar os resultados definitivos das eleições realizadas em setembro passado. "A comissão eleitoral …

Mário Ferreira torna-se o segundo maior acionista da Cofina

O empresário português vai investir 20 milhões de euros no aumento de capital da Cofina, o suficiente para tornar-se o segundo maior acionista da empresa. De acordo com o semanário Expresso, o empresário Mário Ferreira deverá …

Índia dá às mulheres direitos iguais aos dos homens em cargos militares

O Supremo Tribunal indiano decidiu que as mulheres têm os mesmos direitos que os homens para assumir funções de liderança no exército da Índia e criticou os argumentos do Governo que considera perpetuarem "estereótipos de …

Identificado 12.º caso suspeito de coronavírus em Portugal

A Direção-Geral da Saúde (DGS) informou, esta terça-feira, que foi validado um novo caso suspeito de infeção por novo coronavírus (Covid-19) em Portugal. De acordo com o comunicado da Direção-Geral da Saúde (DGS), citado pelo jornal …

Autoridade Tributária alerta contribuintes para novo e-mail fraudulento

A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) alertou, esta terça-feira, para um e-mail que está a ser enviado aos contribuintes, solicitando-lhes que regularizem dívidas fiscais e avisa que a mensagem é falsa e deve ser apagada. Num …

União Europeia acrescenta quatro paraísos fiscais à "lista negra"

Ilhas Caimão, Palau, Panamá e Seicheles juntam-se a Samoa Americana, Fiji, Guame, Samoa, Omã, Trindade e Tobago, Vanuatu e Ilhas Virgens Americanas na lista de não respeitadores das regras comunitárias. O Conselho da União Europeia (UE) …

"Relação estava cristalizada". PS satisfeito com retoma do "diálogo cordial" com CDS

O presidente do PS saudou, esta terça-feira, a "retoma" de um relacionamento "cordial" com a nova direção do CDS-PP em torno de matérias de interesse nacional, considerando que se verificou uma transição e acabou uma …