Notre Dame. Vento pode fazer desabar paredes

Christophe Petit Tesson / EPA

Notre Dame está altamente instável. Um perito da Universidade de Versalhes defende que o restauro tem de atender à estrutura geral da catedral gótica. 

Notre Dame, na capital francesa, está altamente instável e ventos superiores a 90 quilómetros por hora são suficientes para fazer derrubar as paredes da estrutura, que estão enfraquecidas pelo incêndio que assolou a catedral no dia 15 de abril.

Segundo Paolo Vannucci, engenheiro mecânico da Universidade de Versalhes, as paredes da catedral conseguiam suportar ventos de até 220 quilómetros por hora antes do incêndio. Agora, as paredes correm mesmo o risco de colapsar com ventos de apenas 90 quilómetros por hora, pelo que os peritos reafirmam a urgência de reforçar toda a estrutura do monumento parisiense.

Citado pelo The Art Newspaper, o especialista refere ainda que as pedras através das quais a catedral se aguenta foram enfraquecidas pelo fogo e pela água utilizada no combate. Além disso, a catedral está a ser ameaçada pelos litros de água e chumbo derretido acumulados no telhado.

O telhado de Notre Dame é uma peça fundamental e essencial na estabilidade de todo o monumento, pelo que será preciso tomar medidas o mais rápido possível.

Após o incêndio, vários arquitetos propuseram o restauro de cada um dos elementos da catedral de forma separada. No entanto, ao contrário do que se pensava inicialmente, a estabilidade do monumento depende de vários elementos que, num todo, foram um sistema.

O peso da catedral gótica não é suportado pelas paredes, mas sim pelas colunas interiores que são uma espécie de “exoesqueleto”. Até agora, segundo o Observador, estas estruturas nunca tinham sofrido danos.

Desta forma, a prioridade deve ser fortalecer e restaurar o sistema estrutural de Notre Dame no seu todo. Mas este esforço, que no início ninguém esperava, deverá levar mais tempo do que estava previsto quando o Presidente francês, Emmanuel Macron, anunciou que a reconstrução de Notre Dame estaria finalizada em apenas cinco anos.

Paolo Vannucci acredita que a reconstrução da catedral requer um projeto integrado para toda a estrutura e não a fragmentação ou reconstrução individual das diferentes partes do monumento. Cabe então ao Governo francês decidir se entrega o projeto de restauro a entidades francesas ou se será aberto um concurso para contratar arquitetos estrangeiros.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Ao longo da história, os homens continuam a construir estruturas e prédios monumentais que só dão sarilho, despesa e sofrimento. Não aprenderam com a Torre de Babel, e continuam com a mania das grandezas. Titanic, Torres Gémeas de Nova Iorque, etc. etc. O incêndio de Notre Dame foi mais um aviso de que toda essa monumentalidade arquitectónica é um estorvo ao bem estar da humanidade. Vão gastar milhões a recuperar o templo de uma religião moribunda, quando há tanta gente a passar necessidades.
    Em Portugal, temos o elefante branco do Convento de Mafra. O dinheiro que o palerma do D. João V ali esbanjou poderia muito bem ter sido aproveitado em infraestruturas vitais para o desenvolvimento de Portugal na época: hospitais, escolas, universidades, estradas, pontes, aquedutos, habitação condigna para o povo, etc. Em vez disso, está ali aquele “calhau” (na gíria militar local), que para nada serve, a não ser criar despesa. Não contentes com isso, os nossos governantes continuam a bater na mesma tecla das obras faraónicas e inúteis. Temos Centro Cultural de Belém em Lisboa, Casa da Música no Porto, etc. etc. mais mamarrachos que para nada servem, a não ser criar tachos para os amigos do costume, enquanto o povo é esmagado com impostos.

    • bingo, disse quase tudo, infelizmente este tipo de monumentos é o chamariz de turistas e afins que neste momento está na moda e enfim, sabemos como as cidades são para os receber.

      Investem milhões em sitios onde nunca os irão recuperar apenas para ter quem lhes dê importancia, enquanto isso coisas mais importantes de serem construidas ficam em segundo plano, como sempre.

      Referente ao ponto dos “tachos”, em notre damme foram os mais poderosos a contribuir para o restauro dando milhões pois sabem que isso vai refletir nos impostos, ou até mesmo na sua isenção….aposto q se fosse um meio publico, um hospital, uma escola o que fosse e que houvesse mortos, danos que chegue essas personalides não doavam um tustão.

      Quanto aos “tachos” propriamente falados, aposto que a longo prazo se vai saber que alguma empresa privada fez orçamentos superiores aos necessários e quem pagou foram os particulares que deram “apenas” 100 milhões…é o mundo onde vivemos hoje em dia.

Responder a Joca Cancelar resposta

Em busca das duas princesas alemãs. Vaticano analisa ossários após encontrar túmulos vazios

Os trabalhos começaram esta manhã no cemitério que fica dentro das muralhas do Vaticano e foram analisados os restos dos dois ossários, explicou o porta-voz interino da Santa Sé, Alessando Gisotti. Os ossários estavam perto dos …

Miguel Pinto Lisboa é o novo presidente do Vitória de Guimarães

Miguel Pinto Lisboa foi eleito, este sábado, o novo presidente do Vitória de Guimarães, avança a imprensa portuguesa. Os números ainda não são oficiais, mas as primeiras projeções indicam que o candidato de 47 anos da …

Incêndios em Castelo Branco e Santarém. Há quatro bombeiros feridos, um em estado grave

Dois incêndios em Castelo Branco estão a mobilizar mais de 500 operacionais e 15 meios aéreos. Há estradas cortadas e aldeias evacuadas. Dois incêndios em povoamento florestal, todos no distrito de Castelo Branco, um no município …

"É contra a vontade de Deus". Família que se recusou a pagar impostos é condenada na Austrália

Uma família cristã australiana recusou-se a pagar impostos, alegando que é "contra a vontade de Deus". Em tribunal, o juiz obrigou a pagar 1,3 milhões de euros. Em 2017, na Tasmânia, uma família cristã não pagou …

David guardou uma pedra durante anos pensando que era ouro. Afinal, era bem mais raro que isso

Em 2015, David Hole estava a explorar Maryborough Regional Park, perto de Melbourne, na Austrália. Com um detetor de metais, descobriu algo fora do comum: uma rocha avermelhada muito pesada que repousava em argila amarela. Maryborough …

Quadro roubado por soldado nazi é devolvido a museu de Florença

O quadro de natureza-morta tinha sido roubado do museu por um soldado nazi como um presente para a sua esposa. Agora, o quadro foi devolvido ao museu pelos alemães. Um soldado nazi em retirada de Itália …

Um segundo. Foi o tempo que a Inteligência Artificial precisou para resolver um cubo mágico

Investigadores da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, desenvolveram o DeepCubeA, um algoritmo capaz de resolver o desafio do Cubo de Rubik em pouco mais do que um segundo.  De acordo com a equipa de investigadores …

Investigação revela que ibuprofeno tem efeitos anticancerígenos

O anti-inflamatório ibuprofeno tem efeitos anticancerígenos sobretudo no cancro do colón, inibindo o crescimento de células malignas, revela uma investigação do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge (INSA). Investigadores do INSA, associados ao Instituto de …

Um pôr do sol apareceu "dividido ao meio" nos EUA

https://vimeo.com/349103840 Recentemente, um efeito ótico incomum fez o pôr do sol assemelhar-se a uma imagem numa tela dividida, mostrando dois céus muito diferentes lado a lado. No lado direito da foto há um horizonte saturado de tons …

Turistas fizeram café em Veneza. Foram multados em 950 euros e convidados a abandonar a cidade

Dois turistas alemães foram multados por fazerem um café nos degraus da famosa ponte Rialto, em Veneza. Depois, tiveram de deixar a cidade, segundo as autoridades municipais. Os dois turistas de Berlim, com idades entre 32 …