Notas máximas nos exames nacionais quase duplicaram. 19 e 20 dispararam em 2020

Rodrigo Antunes / Lusa

O número de alunos com nota 19 e 20 nos exames nacionais quase duplicou em 2020, ano atípico por causa da pandemia de covid-19, revelam dados do Júri Nacional de Exames avançados esta quarta-feira pelo jornal Público.

Os dados mostram que os exames nacionais deste ano mostram que são mais de 15 mil os alunos que registaram notas de 19 e 20, comparados com os 8.486 do ano passado.

Houve mais de 7.064 alunos a obter as notas mais altas da escala.

Especialistas ouvidos pelo Público explicam que estes números não espelham uma geração especialmente excecional, sendo antes fruto das medidas que foram tomadas pela tutela para minimizar eventuais efeitos provocados pela pandemia.

Neste ano, recorde-se, foram apenas submetidos a exame nacional os alunos que pretendem concorrem ao Ensino Superior, ficando os restantes dispensados destas provas. Além disso, foram implementadas regras diferentes do habitual a nível de classificação, havendo a possibilidade de o aluno escolher entre grupos de questões.

“Um olhar descontextualizado pode levar a pensar que estamos perante uma geração de alunos excecionais, mas uma leitura mais apurada revela outras questões”, alertou, em declarações ao mesmo matutino, o presidente da Associação Portuguesa de Professores de Biologia e Geologia (APPBG), Adão Mendes.

Esta disciplina, que tem um historial de maus resultados em exames nacionais, foi a prova mais concorrida este ano: “A média de valores no exame nacional foi, desde o seu início (em 2006/2007), sempre próxima dos 10 valores e várias vezes negativa”, recorda.

Este ano, a média desta disciplina subiu 3,3 valores, fixando-se em 14.

“As explicações para estes resultados parecem revelar as opções tomadas pelo Instituto de Avaliação Educativa (IAVE) para mitigar eventuais constrangimentos decorrentes da pandemia”, acentua Adão Mendes, destacando duas das principais mudanças.

“A possibilidade de o aluno poder errar oito questões, sem penalização, traduziu-se numa medida determinante para a melhoria das classificações finais. Além disso, o exame foi resolvido apenas pelos alunos que o escolheram como possível prova de acesso”.

Aluno serão diferenciados pelas notas internas

Ouvido pelo mesmo jornal, o presidente da Sociedade portuguesa de Matemática, Filipe Oliveira, faz uma leitura destes resultados semelhante à de Adão Mendes.

Era fácil ter 19 ou 20 valores neste exame (….) A questão é saber se serão os alunos mais bem preparados que irão entrar nos cursos mais competitivos”, disse.

“Os bons alunos tiraram 19 ou 20 no exame, mas muitos alunos mais fracos também o conseguiram porque as perguntas que selecionam os estudantes não cumpriram o seu papel, já que eram opcionais”, explica. Resultado: “O que vai diferenciar os estudantes no acesso ao superior será a nota interna [dada pela escola]. Ficará à frente quem inflaciona as notas o que constituirá uma tremenda injustiça para os alunos que se esforçaram”.

A média do exame nacional de Matemática subiu quase três valores para 13,3.

Os números analisados pelo Público mostram que a distribuição das classificações evidencia qie a nota 19 foi a que registou uma maior frequência: alcançaram-na 4628 alunos dos 35.724 que realizaram a prova. E aos 20 chegaram 1399.

“Em ambos os casos Matemática A foi a campeã deste ano”, remata o jornal.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Governo vai integrar nos quadros quase 3.000 profissionais de saúde

O Conselho de Ministros aprovou esta quinta-feira o decreto-lei que permite integrar nos quadros quase três mil profissionais do Serviço Nacional de Saúde. Em comunicado, o Governo explica que a conversão do vínculo laboral de 2.995 …

Quatro defensores dos direitos humanos, indígenas e ambientais recebem "Nobel Alternativo"

Duas advogadas, do Irão e da Nicarágua, um advogado dos Estados Unidos (EUA) e um ativista da Bielorrússia foram esta quinta-feira distinguidos, em Estocolmo, com o "prémio Nobel Alternativo" que pretende "impulsionar mudanças sociais urgentes …

PJ diz que há “condições” para alargar colaboração com Rui Pinto

A Polícia Judiciária (PJ) admitiu a possibilidade de a colaboração com Rui Pinto poder “ir além” da abertura dos discos encriptados e apreendidos ao criador do Football Leaks, reconheceu esta quinta-feira o inspetor José Amador. "Temos …

Netanyahu avisa que confinamento em Israel pode durar um ano

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, disse esta quinta-feira que o confinamento no país pode prolongar-se durante meses ou mesmo "um ano" após uma reunião em que foram debatidas novas restrições contra a propagação da …

FC Porto com City na Champions. Ronaldo volta a encontrar Messi

O FC Porto vai defrontar os ingleses do Manchester City, os gregos do Olympiacos e os franceses do Marselha no Grupo C da fase de grupos da Liga dos Campeões em futebol, ditou esta quinta-feira …

Cabrita pede abertura de inquérito a fuga de 17 migrantes. Cinco já terão sido apanhados

O ministro da Administração Interna pediu a abertura de um inquérito à fuga de 17 migrantes do norte de África que desembarcaram em setembro no Algarve e fugiram, durante a madrugada, do quartel em Tavira …

Governo chega a acordo com Madrid para alargar restrições a toda a comunidade

O Governo espanhol anunciou, esta quarta-feira, um acordo que estende medidas para combater a covid-19, já em vigor em partes da Comunidade Autónoma de Madrid, a toda a capital e várias localidades da periferia onde …

Ciclista suspenso por defender Trump

Quinn Simmons respondeu no Twitter a uma jornalista e a sua equipa suspendeu o atleta. Um "adeus" e uma mão negra na origem da polémica. Quinn Simmons foi campeão do mundo de ciclismo no ano passado, …

Bolsonaro considera "lamentável" discurso de Biden que apela ao país que pare de destruir a Amazónia

Jair Bolsonaro classificou como “lamentável” o comentário de Joe Biden durante  o debate presidencial que ocorreu na madrugada de terça-feira. O candidato democrata mostrou-se preocupado com o facto das florestas tropicais no Brasil estarem a …

Ex-responsável militar acusado de fazer compras pessoais e cobrar ao Exército

Um antigo responsável militar mandou cobrar ao Exército compras pessoais no valor de 7.600 euros, feitas ao longo de seis meses. Um antigo responsável militar no Porto mandou cobrar ao Exército compras pessoais no valor de …