Norte-coreana que fugiu do país comeu relva e insectos para sobreviver

Yeomni Parkcomeu relva e insectos para sobreviver

Aos 21 anos de idade, Yeomni Park, uma jovem norte-coreana que fugiu do país, conta que já testemunhou execuções sangrentas, teve de comer relva e insetos para sobreviver, e diz já se ter sentido muito perto da morte na sua terra natal.

Em 2007, quando Yeomni Park tinha 13 anos, a sua família fugiu da Coreia do Norte para a China em busca de uma vida melhor. Mas a mãe foi violada de forma brutal, enquanto tentava proteger os filhos, conta a jovem.

Yeomni vive agora na Coreia do Sul e viaja pelo mundo com a missão de sensibilizar a opinião pública sobre a dura realidade norte-coreana. A jovem coreana dá entrevistas e usa as redes sociais para espalhar uma mensagem em defesa dos direitos humanos dos seus compatriotas.

@YeonmiParkNK / Twitter

Yeomni Park

Yeomni Park

Infância difícil

Yeonmi e a família viviam em Hyesan, um porto fluvial na fronteira com a China, onde o pai exercia um cargo médio na hierarquia do governo.

Na infância, Yeomni testemunhou muitas execuções – mas uma tocou-a de forma especial.

“Era a mãe do meu melhor amigo, uma senhora muito amável que costumava dar-me biscoitos, que me alimentava. Ela era muito simpática. Mataram-na, a ela e a outros sete jovens.”

O episódio ocorreu quando Yeonmi tinha apenas nove anos de idade.

“Vi restos humanos espalhados, cérebros … Nunca me esquecerei dessas coisas”, conta a jovem à BBC, descrevendo as suas lembranças de forma gráfica e com sentimento.

Fugir da Coreia do Norte não foi uma opção para Yeonmi e família, mas a única esperança de sobreviver à fome.

Em 2002, o pai tinha perdido os privilégios no governo e tinha sido detido por “comércio ilegal” de produtos de contrabando que vendia para sustentar a família.

“Se ficássemos, morreríamos de fome. Tive que comer relva, insectos e batatas congeladas“, contou.

Em março de 2007, a família cruzou a fronteira com a ajuda de contrabandistas.

Esperanças traídas

Yeonmi diz que a China se mostrou um novo pesadelo. “Pensei que a China seria melhor, mas não, foi pior“, conta Yeomni à BBC.

A minha mãe foi violada à frente dos meus olhos. O agressor queria ter sexo comigo e eu nem sequer sabia o que significava essa palavra. Ela sacrificou-se por mim.”

Apesar das suas experiências, Yeonmi não se considera uma pessoa especial. Explica que, como ser humano, não se pode se esquecer dos que deixou para trás.

“Como posso sentir-me livre aqui, com tudo o que as pessoas estão a viver no meu país? Vendem meninas da minha idade por 170€ por ano“.

“O regime norte-coreano tortura os seus cidadãos”, afirma.

Mas apesar das experiências fortes, na sua mensagem há espaço para um certo optimismo.

Eu acredito na humanidade. Sou muito optimista e acredito que vamos sair deste terror.”

ZAP / BBC

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Enquanto o demoníaco líder com cara de anormal for vivo aquele povo vai sofrer, deve ser terrivel viver naquele esterco a quem chamam Coreia do Norte.

RESPONDER

A NASA pode já ter encontrado o misterioso Planeta X

O misterioso Planeta X, um planeta gigante desconhecido nos confins do Sistema Solar e que mexe com as órbitas de algumas das rochas do Cinturão de Kuiper, pode já ter sido visto pela NASA. Acredita-se que …

Episódio de “Os Simpsons” com Michael Jackson retirado do Disney+

No seguimento da controvérsia em torno de Michael Jackson depois do documentário Leaving Neverland, o episódio de Os Simpsons com a presença do cantor foi deixado de fora do catálogo do Disney+, a nova plataforma …

Lítio pode reverter malefícios de radiação no cérebro

Cientistas concluíram numa experiência com ratos que o lítio pode reverter os malefícios da radiação no cérebro, podendo o seu uso ser promissor para tratar crianças que foram sujeitas a radioterapia e desenvolveram posteriormente défices …

Um em cada dez sites de compras online usa táticas maliciosas nos clientes

https://vimeo.com/373176205 Um em cada dez sites de compras online usa táticas maliciosas para enganar, iludir ou persuadir os clientes. A tendência é que o recurso a estas práticas aumente nos próximos anos. Um estudo apresentado na semana …

Eurovisão procura voluntários para trabalhar 18 dias seguidos sem vencimento

A procura de voluntários para o Festival Eurovisão de 2020 está a gerar polémica. A organização quer disponibilidade total durante 18 dias, não oferecendo qualquer vencimento, nem pagando despesas de viagem ou estadia. O Festival Eurovisão …

Portugal 6 vs 0 Lituânia | Ronaldo e Cia destroem lituanos

Portugal goleou a Lituânia esta quinta-feira no Estádio Algarve, por 6-0, e está a uma vitória de garantir o apuramento para o Euro 2020, decisão que está marcada para o próximo domingo, quando a seleção …

Um “caixão” nuclear da Guerra Fria pode estar prestes a colapsar

Durante a Guerra Fria, os EUA lançaram 67 bombas atómicas nas Ilhas Marshall, no oceano Pacífico. No fim nos anos 70, os detritos expostos à radiação nas seis ilhas foram transportados para um poço gigante …

App usada para ler dados biométricos de europeus no Reino Unido pode ser pirateada

A aplicação digital criada pelo governo britânico para recolher dados biométricos dos europeus candidatos ao estatuto de residente no Reino Unido, obrigatório depois do Brexit e pedido por 210 mil portugueses, pode ser pirateada, alertou …

Bruxelas abre processo de infração contra Reino Unido por não nomear comissário europeu

A Comissão Europeia anunciou esta quinta-feira a abertura de um procedimento de infração contra o Reino Unido por este Estado-membro, que está em processo de saída da União Europeia (UE), não ter nomeado um comissário. “Enquanto …

Urgência pediátrica do Garcia de Orta encerra à noite a partir de segunda-feira

O serviço de urgência pediátrica do Hospital Garcia de Orta, em Almada, vai fechar à noite a partir de segunda-feira, disse a ministra da Saúde, que prolongou o horário de duas unidades de saúde para …