Nem um euro para o metro de Lisboa se não houver igual para o Porto

International Transport Forum / Flickr

O Scretário de Estado dos Transportes, Sérgio Monteiro

O Scretário de Estado dos Transportes, Sérgio Monteiro

O secretário de Estado dos Transportes, Sérgio Monteiro, recusou hoje qualquer investimento na expansão do metro de Lisboa se não “estiver garantido o mesmo investimento no Porto”

“Durante a vigência deste Governo, não haverá um euro de financiamento na expansão do metro de Lisboa que não seja aplicado no Porto”, assegurou o governante no Porto, durante a apresentação de um projeto que vai prolongar os horários do metro e autocarros locais durante 24 horas aos fins de semana.

Sérgio Monteiro frisou, ainda, que o modelo de financiamento da expansão terá de ser “igual em Lisboa, no Porto ou em Coimbra”, envolvendo “fundos públicos, privados e comunitários” aplicados “na mesma proporção”.

O governante adiantou que, no novo modelo de concessão, “a gestão dos contratos passa a ser feita por autoridades metropolitanas totalmente controladas pelos municípios, sem intervenção estatal”.

“Os autarcas do Porto têm dito que os municípios não podem estar a contribuir para a regulação económica dos contratos. Julgo que [esta] função deve ser assumida por órgãos exclusivamente metropolitanos. Mas quem beneficia dessa regulação são os operadores privados, e aqueles que hoje já estão no sistema e não pagam devem passar a pagar”, sustentou Sérgio Monteiro.

Contributo das empresas beneficiadas

Sérgio Monteiro esclareceu que pediu às autarquias do Porto e de Lisboa que ajudassem o Governo “a pensar de que forma as externalidades positivas de um sistema metropolitano podem beneficiar esse sistema”.

Para o secretário de Estado, não é “ajustado que, se uma rede se expande e serve uma determinada empresa ou centro comercial, este não contribua para o seu financiamento”.

“Não quer dizer que seja uma receita exclusivamente municipal. Mas os municípios, que são uma parte interessada na expansão, devem contribuir com ideias que se podem transformar em verbas”, defendeu.

Relativamente a esta matéria, Rui Moreira, presidente da Câmara Municipal do Porto, foi mais cauteloso e defendeu uma revisão do modelo de financiamento autárquico.

“Depende se temos ou não fundos. Depois, depende do envolvimento dos privados. Em terceiro lugar, depende do que será o modelo de financiamento autárquico no futuro e que terá de ser revisto”, afirmou.

Considerando “interessante e conveniente para o país que haja delegação de competências” nas autarquias, o presidente da Câmara do Porto defendeu ser preciso “discutir” os recursos necessários “por cada uma dessas competências”.

“É importante que se pense, e tem de ser pensar a longo prazo, num modelo de financiamento autárquico para acompanhar este modelo de descentralização”, alertou.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Humanos podem ter "reciclado" região do cérebro quando aprenderam a ler

Um novo estudo mostra que os seres humanos podem ter "reciclado" uma região-chave do cérebro para os ajudar a dar sentido à palavra escrita. De acordo com o site Science Alert, em testes com macacos-rhesus, os …

Cientistas usam a Lua como espelho gigante para procurar extraterrestres

Os astrónomos ainda não desistiram de procurar vida para lá da Terra e acabam de criar um novo método para encontrar exoplanetas habitáveis, que envolve o uso da Lua como uma espécie de espelho gigante. Especialistas …

Astrónomos descobriram um buraco negro "incapaz" de fazer o seu trabalho

Astrónomos descobriram o que pode acontecer quando um buraco negro gigante não interfere na vida de um enxame de galáxias. Usando o Observatório de raios-X Chandra da NASA e outros telescópios, mostraram que o comportamento passivo …

Homem na casa dos 20 anos morre de peste no Novo México

Um homem na casa dos 20 anos morreu de peste septicémica no estado norte-americano do Novo México, anunciaram as autoridades de saúde deste estado. A vítima, cuja identidade não foi revelada publicamente, viva em Rio …

Cara do pintor italiano Rafael reconstruida para resolver mistério do seu túmulo

Uma equipa de especialistas fez uma reconstrução em 3D da cara do pintor italiano renascentista Rafael. Assim, confirmaram o seu aspeto físico e resolveram o mistério relativamente ao seu túmulo. O rosto do pintor italiano Rafael …

Novo método não-invasivo permite diagnosticar cancro cerebral sem fazer incisões

Diagnosticar tumores cerebrais pode ser difícil e muito invasivo. Agora, uma equipa de investigadores desenvolveu um método para detetar cancro no cérebro sem ser necessária qualquer incisão. Os tumores cerebrais são normalmente diagnosticados através de imagens …

A última plataforma de gelo intacta do Canadá colapsou. Criou um icebergue maior do que o Porto

A plataforma de gelo Milne, no Canadá, fragmentou-se no final do mês de julho, formando vários icebergues, dois dos quais de grandes dimensões. Cientistas ouvidos pela agência noticiosa AP referem que esta era uma plataforma especial, …

Ícones da moda de luto: a indústria fashion nunca mais será a mesma

Muitas são as áreas da economia a ser gravemente afetadas pela pandemia de covid-19. A indústria da moda não foge à tendência e já são muitos os líderes de grandes marcas a "declarar morte" à …

Covid-19: Cigarros eletrónicos aumentam riscos de infeção em cinco a sete vezes para jovens

O risco de contrair covid-19 entre adolescentes e jovens adultos que fumam cigarros eletrónicos é cinco a sete vezes superior, segundo um estudo liderado pela faculdade de Medicina da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos. O …

Apenas 10% da população escreve com a mão esquerda. Cientistas lutam para explicar porquê

Em praticamente qualquer lugar do globo, apenas 10% das pessoas são canhotas, isto é, têm maior habilidade com o lado esquerdo do corpo, especialmente com a mão, comparativamente com o lado direito. Os cientistas tentam há …