//

Justiça nega pela 10ª vez liberdade condicional ao assassino de John Lennon

Mark David Chapman, o norte-americano que a 8 de dezembro de 1980 matou John Lennon, viu o seu pedido de liberdade condicional ser negado pela 10ª vez. Chapman vai fazer um novo pedido de liberdade em 2020.

O pedido de liberdade de Chapman, que cumpre pena de prisão de 20 anos, foi-lhe negado uma vez que a sua libertação “seria incompatível com o bem-estar e a segurança da sociedade”, alegou a decisão de acordo com o The Independent.

No acórdão da decisão, o conselho estadual considerou que libertar Chapman não só “mitigaria a gravidade do seu crime“, como também colocava em causa a segurança da sociedade, uma vez que alguém podia tentar prejudicá-lo ou magoá-lo por raiva, vingança ou apenas para ganhar notoriedade.

“Claramente que Chapman planeou e executou cuidadosamente o assassinato de uma pessoa mundialmente conhecida, sem qualquer razão além de ganhar notoriedade”, escreveu o painel de jurados. Chapman vai intentar um novo pedido de liberdade condicional daqui a dois anos, aponta o jornal britânico.

Enquanto o Chapman enfrentava o painel, um grupo de fãs e políticos pediram que a sua libertação fosse negada, durante um comício em Strawberry Fields, no memorial de Lennon no Central Park, em Nova Iorque, que fica localizado em frente à sua antiga casa.

Em audições anteriores, Chapman revelou ainda receber cartas sobre a dor que causaou, lamentando ter escolhido o caminho errado para a fama. O norte-americano disse ainda que cometeu o crime por inveja do Beatle.

O assassino tornou-se elegível para liberdade condicional em 2000 e, desde então, fez dez pedidos, sendo-lhe todos negados pela justiça. Alegando temer pela sua vida e dos seus filhos, Yoko Ono, esposa de Lennon, opôs-se à sua libertação.

No início deste mês, a esposa do assassino de Lennon, Gloria Hiroko Chapman, revelou que o marido lhe contou que iria assassinar o Beatle dois meses antes de cometer o crime.

Mark David Chapman cumpre pena de prisão perpétua por ter assassinado o músico, com 5 disparos de um revólver de calibre 38. John Lennon tinha 40 anos quando foi morto e acabava de regressar à atividade musical após uma pausa.

John Lennon foi um dos fundadores dos Beatles. Formada em Liverpool, a banda britânica é um dos grupos musicais mais bem-sucedidos e aclamados em todo o mundo

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.