“Como é que eu não vi isto?”. Procuradora diz que processo desapareceu

U.S. Department of State / Wikimedia

Manuel Vicente, vice-presidente de Angola em vias de cessar funções.

A Procuradora Cândida Almeida, ex-responsável do Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP), assegura que não se apercebeu de que o arquivamento de um processo envolvendo Manuel Vicente, que avaliou, continha a indicação para destruir documentos.

Esta foi uma das revelações efectuadas pela Procuradora numa sessão do julgamento da Operação Fizz, onde o ex-procurador do DCIAP Orlando Figueira é um dos arguidos.

Arrolada como testemunha, Cândida Almeida foi confrontada com o despacho de arquivamento de um processo de investigação a Manuel Vicente, ex-vice-presidente de Angola que é suspeito de corromper Orlando Figueira, ex-procurador do DCIAP, para que este o favorecesse em processos judiciais.

A Procuradora, que era então a responsável máxima do DCIAP, reviu esse despacho assinado por Orlando Figueira, relativo a suspeitas em torno da compra de um apartamento de luxo no Estoril. Mas assegura que não viu a parte em que mencionava a destruição de documentos sobre o património de Manuel Vicente.

“Fiquei estupefacta quando fui confrontada com este documento, nunca o tinha visto“, frisou Cândida Almeida quando confrontada com uma folha que não está por si assinada, nem pela procuradora-assessora Teresa Sanchez, e que diz respeito à destruição/devolução de documentos de rendimentos de Manuel Vicente.

“Se eu tivesse visto, dizia para não fazer. Esta foi a minha estupefação quando fui confrontada com este documento. Como é que eu não vi isto?“, referiu Cândida Almeida em tribunal, conforme cita o Observador.

A retirada dos documentos referentes ao ex-vice-Presidente de Angola foi considerada por Cândida Almeida “incorrecta e anómala”, mas ressalvou que é a sua interpretação do artigo do Código Processo Penal.

“A preservação de dados penais era a prática, a regra era colocar os documentos pessoais de processos arquivados em envelopes lacados no cofre, destruir não”, disse a Procuradora.

Em contrapartida, Orlando Figueira disse em tribunal que “não há nenhuma norma que impeça de destruir ou devolver documentos”, insistindo em dizer que “pensou bem ao mandar apagar a referência de Manuel Vicente no processo principal”, já que foi extraída uma certidão.

Segundo a acusação, o arguido Paulo Blanco, em nome de Manuel Vicente, teria pedido a Orlando Figueira a destruição de documentos a troco de contrapartidas.

“Arquivamento está bem feito”

Sobre o arquivamento do processo de Manuel Vicente em si, Cândida Almeida entende que “está bem feito”, embora realce que não era normal haver destruição de documentos.

“Concordei com o arquivamento depois de o senhor procurador Orlando Figueira me ter mostrado documentos sobre os rendimentos de Manuel Vicente que provavam que podia comprar um apartamento, dois ou três e também o seu registo criminal”, disse Cândida Almeida.

“Sinceramente, não sei como podia haver outra decisão senão arquivar”, insistiu a ex-directora do DCIAP, garantindo que a Procuradoria-Geral de Angola não teve qualquer intervenção.

Ao contrário do que tinham dito os arguidos Orlando Figueira e Paulo Blanco, Cândida Almeida garantiu que nunca foram discutidos casos concretos com o procurador-geral da República de Angola, à excepção do Banif, arquivado após desistência da queixa por parte do estado angolano.

A Procuradora também manifestou que “foi uma grande surpresa” a detenção de Orlando Figueira que “era um bom magistrado”, disse. “Gostava do que fazia no DCIAP e era cumpridor de datas”, salientou ainda.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Não deveria esta pseudo-procuradora e o anterior procurador geral da república estarem no banco dos réus por muitas omissões, desaparecimentos e processos que foram encerrados, apenas porque foram?

  2. Polvo do Mário Soares? Equivocado, não?
    Mârio Soares era um aliado de “Jonas”. Jonas Malheiro Savimbi e nunca fez ” complot” com José Eduardo dos Santos vulgo “Zé Du”. Savimbi e a sua Unita, não tiveram poder para lulas quanto mais polvos… Como é que o MPLA o encontrou? A Jamba não permitia afirmação tão poderosa, a guerra era fratricida e os americanos, quando quiseram, entregaram-no de bandeja. Não foi bonito de se ver. A Unita, nunca foi governo, até hoje!

    • Os ‘amigos’ americanos (com amigos destes mão precisamos de inimigos, n’é?) entregaram-no de bandeja? Quando e porquê? Conviria esclarecer. Ah! Este cheiro do petróleo…

  3. Os ‘amigos’ americanos (com amigos destes mão precisamos de inimigos, n’é?) entregaram-no de bandeja? Quando e porquê? Conviria esclarecer. Ah! Este cheiro do petróleo…

RESPONDER

"Nomadland" é aposta na reabertura das salas de cinema

As salas de cinema reabrem já na segunda-feira e a grande aposta é Nomadland – Sobreviver na América, da realizadora Chloé Zhao. O premiado filme Nomadland – Sobreviver na América, da realizadora Chloé Zhao, é a …

Invasão ao Capitólio recriada através de vídeos divulgados nas redes sociais

A VICE recriou a invasão ao capitólio, no dia 6 de janeiro de 2021, através de vídeos divulgados pelos manifestantes nas redes sociais. Os resultados das eleições presidenciais norte-americanas não convenceram toda a gente. Uma parcela …

França cria delito de "ecocídio" para punir poluição ambiental

A lei resulta de uma recomendação da Convenção de Cidadãos pelo Clima e visa penalizar casos de poluição ambiental com crime específico. A câmara baixa francesa aprovou, este sábado, a criação do delito de “ecocídio” para …

Estação de metro abandonada em NY é o set de filmagens secreto mais bem guardado de Hollywood

A Bowery Station, uma estação de metro em Nova Iorque, permaneceu abandonada durante cerca de 20 anos, mas desfruta agora de uma nova vida. Tudo começou em 2016, quando Sam Hutchins, um veterano da indústria cinematográfica, procurava …

Nacional 0-1 FC Porto | Dragão cansado não facilita

O FC Porto foi à Madeira vencer o Nacional por 1-0. Quem pensou que seria jogo de goleada para os “azuis-e-brancos” enganou-se por completo. Os insulares deram luta, só permitiram um golo, por parte de Mehdi …

João Leão aposta num OE de "expansão" (e mantém a fé num acordo à esquerda)

O ministro das Finanças, João Leão, acredita que o sétimo Orçamento do Estado será aprovado com os partidos à sua esquerda. Ao semanário Expresso, João leão explicou que os próximos Orçamentos do Estado não serão de …

Português investigou histórias por detrás das dedicatórias de Beethoven

A dedicatória do compositor Beethoven da famosa "Sonata ao Luar" a uma alegada musa foi, afinal, uma forma sarcástica de se vingar pela forma como se sentiu desrespeitado, descobriu o musicólogo e pianista português Artur …

Nos canais de Utrecht, os peixes têm uma "campainha" para passar pela barreira

Quando os peixes desovam pelos canais de Utrecht, nos Países Baixos, costumam ser bloqueados pela eclusa Weerdsluis. Agora, a cidade lançou a primeira campainha para peixes do mundo. De acordo com o Dutch Review, o sistema …

Jorge Jesus acusa Gil Vicente de antijogo: "Fez o que o árbitro permitiu"

Este sábado, o Gil Vicente visitou o Benfica e saiu com os três pontos na bagagem ao vencer por 2-1, num duelo relativo à 27ª jornada da Liga NOS. O Benfica perdeu no Estádio da Luz …

Site chinês "apaga" mulheres que não querem casar ou ter relações com homens

Vários grupos de feministas com ideias mais radicais começaram a ser bloqueados de um dos sites mais influentes na China. Num país conhecido pelo seu regime ditatorial e conservador, um grupo de mulheres uniu-se para lutar …