“Como é que eu não vi isto?”. Procuradora diz que processo desapareceu

U.S. Department of State / Wikimedia

Manuel Vicente, vice-presidente de Angola em vias de cessar funções.

A Procuradora Cândida Almeida, ex-responsável do Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP), assegura que não se apercebeu de que o arquivamento de um processo envolvendo Manuel Vicente, que avaliou, continha a indicação para destruir documentos.

Esta foi uma das revelações efectuadas pela Procuradora numa sessão do julgamento da Operação Fizz, onde o ex-procurador do DCIAP Orlando Figueira é um dos arguidos.

Arrolada como testemunha, Cândida Almeida foi confrontada com o despacho de arquivamento de um processo de investigação a Manuel Vicente, ex-vice-presidente de Angola que é suspeito de corromper Orlando Figueira, ex-procurador do DCIAP, para que este o favorecesse em processos judiciais.

A Procuradora, que era então a responsável máxima do DCIAP, reviu esse despacho assinado por Orlando Figueira, relativo a suspeitas em torno da compra de um apartamento de luxo no Estoril. Mas assegura que não viu a parte em que mencionava a destruição de documentos sobre o património de Manuel Vicente.

“Fiquei estupefacta quando fui confrontada com este documento, nunca o tinha visto“, frisou Cândida Almeida quando confrontada com uma folha que não está por si assinada, nem pela procuradora-assessora Teresa Sanchez, e que diz respeito à destruição/devolução de documentos de rendimentos de Manuel Vicente.

“Se eu tivesse visto, dizia para não fazer. Esta foi a minha estupefação quando fui confrontada com este documento. Como é que eu não vi isto?“, referiu Cândida Almeida em tribunal, conforme cita o Observador.

A retirada dos documentos referentes ao ex-vice-Presidente de Angola foi considerada por Cândida Almeida “incorrecta e anómala”, mas ressalvou que é a sua interpretação do artigo do Código Processo Penal.

“A preservação de dados penais era a prática, a regra era colocar os documentos pessoais de processos arquivados em envelopes lacados no cofre, destruir não”, disse a Procuradora.

Em contrapartida, Orlando Figueira disse em tribunal que “não há nenhuma norma que impeça de destruir ou devolver documentos”, insistindo em dizer que “pensou bem ao mandar apagar a referência de Manuel Vicente no processo principal”, já que foi extraída uma certidão.

Segundo a acusação, o arguido Paulo Blanco, em nome de Manuel Vicente, teria pedido a Orlando Figueira a destruição de documentos a troco de contrapartidas.

“Arquivamento está bem feito”

Sobre o arquivamento do processo de Manuel Vicente em si, Cândida Almeida entende que “está bem feito”, embora realce que não era normal haver destruição de documentos.

“Concordei com o arquivamento depois de o senhor procurador Orlando Figueira me ter mostrado documentos sobre os rendimentos de Manuel Vicente que provavam que podia comprar um apartamento, dois ou três e também o seu registo criminal”, disse Cândida Almeida.

“Sinceramente, não sei como podia haver outra decisão senão arquivar”, insistiu a ex-directora do DCIAP, garantindo que a Procuradoria-Geral de Angola não teve qualquer intervenção.

Ao contrário do que tinham dito os arguidos Orlando Figueira e Paulo Blanco, Cândida Almeida garantiu que nunca foram discutidos casos concretos com o procurador-geral da República de Angola, à excepção do Banif, arquivado após desistência da queixa por parte do estado angolano.

A Procuradora também manifestou que “foi uma grande surpresa” a detenção de Orlando Figueira que “era um bom magistrado”, disse. “Gostava do que fazia no DCIAP e era cumpridor de datas”, salientou ainda.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Não deveria esta pseudo-procuradora e o anterior procurador geral da república estarem no banco dos réus por muitas omissões, desaparecimentos e processos que foram encerrados, apenas porque foram?

  2. Polvo do Mário Soares? Equivocado, não?
    Mârio Soares era um aliado de “Jonas”. Jonas Malheiro Savimbi e nunca fez ” complot” com José Eduardo dos Santos vulgo “Zé Du”. Savimbi e a sua Unita, não tiveram poder para lulas quanto mais polvos… Como é que o MPLA o encontrou? A Jamba não permitia afirmação tão poderosa, a guerra era fratricida e os americanos, quando quiseram, entregaram-no de bandeja. Não foi bonito de se ver. A Unita, nunca foi governo, até hoje!

    • Os ‘amigos’ americanos (com amigos destes mão precisamos de inimigos, n’é?) entregaram-no de bandeja? Quando e porquê? Conviria esclarecer. Ah! Este cheiro do petróleo…

  3. Os ‘amigos’ americanos (com amigos destes mão precisamos de inimigos, n’é?) entregaram-no de bandeja? Quando e porquê? Conviria esclarecer. Ah! Este cheiro do petróleo…

RESPONDER

Pedro Nuno Santos diz que PS não se pode comportar como se tivesse maioria absoluta

O ministro das Infraestruturas e da Habitação defendeu, este domingo, que o PS não se pode comportar como se tivesse maioria absoluta, mas sim colaborar com BE e PCP porque a geringonça "não pode ser …

Joan Laporta eleito presidente do Barcelona (e já falou sobre o futuro de Messi)

Joan Laporta foi eleito presidente do FC Barcelona, este domingo, sucedendo ao contestado Josep Maria Bartomeu, ao recolher 30.184 votos (54,28% do total), nas eleições para os órgãos sociais do clube espanhol. Joan Laporta, que já presidiu …

Há cargos de supervisão há anos por preencher. João Leão assume atrasos

O Ministério das Finanças assume atrasos na procura por supervisores. Não podem vir do setor bancário e é preciso encontrar mulheres. O gabinete do ministro das Finanças, João Leão, assume atrasos na procura por administradores para …

"Temos de nos preparar". Benfica vai pôr travão no investimento

Após ter gasto mais de 100 milhões de euros em transferências, Jorge Jesus antecipa que o SL Benfica, assim como as outras equipas, vai ter de pôr um travão no investimento. O Benfica foi um dos …

Áustria retira por precaução lote da vacina AstraZeneca após morte de vacinada

As autoridades austríacas suspenderam por precaução as inoculações com um lote da vacina da AstraZeneca. O lote retirado não é usado em Portugal. A Áustria anunciou, este domingo, a retirada por precaução de um lote da …

Amorim não quer surpresas e prepara nuances na estratégia da equipa

Rúben Amorim vai promover alterações na estratégia da equipa para evitar que a equipa se torne previsível na fase final do campeonato. A segunda volta do campeonato está em andamento e o Sporting CP lidera categoricamente …

Medina sondou BE e PCP para coligação. Levou uma nega, mas o futuro depende do sucesso de Moedas

Fernando Medina quis uma coligação pré-eleitoral com Bloco de Esquerda e o PCP, mas os partidos não aceitaram. No entanto, a hipótese poderá voltar a estar em cima da mesa de Carlos Moedas começar a …

"Não é descabido”. Candidato liberal a Lisboa admitiu que nacionalização da TAP podia ser "excelente opção"

Miguel Quintas, o recém-anunciado candidato da Iniciativa Liberal à Câmara Municipal de Lisboa, defendeu, no ano passado, que pensar numa nacionalização da TAP “não é de todo descabido” e que “tudo indica que poderá ser uma …

Mais de 3.500 túmulos descobertos em Xian, a "casa" do mítico exército de terracota

Uma equipa de arqueólogos encontrou milhares de túmulos e objetos de valor arqueológico na cidade chinesa de Xian, a capital da província de Shaanxi e a "casa" do mítico exército de terracota, descoberto no mausoléu …

Bruno Fernandes marca e Manchester United trava líder e rival City

O médio português Bruno Fernandes, de penálti, abriu caminho à vitória por 2-0 do Manchester United no dérbi com o City, na Liga inglesa de futebol, na primeira derrota dos 'citizens' após uma longa série …