/

Cavaco diz que a não recondução de Marques Vidal é a decisão “mais estranha da geringonça”

6

José Sena Goulão / Lusa

O presidente da República, Aníbal Cavaco Silva

O antigo Presidente da República considerou estranhou a não recondução da atual procuradora-geral da República, Joana Marques Vidal. Para Aníbal Cavaco Silva, esta “decisão política” foi a “mais estranha” do Governo liderado por António Costa.

“A não recondução da doutora Joana Marques Vidal é algo que considero muito estranho”, disse o antigo Presidente da República, nesta quarta-feira, à margem da reunião 28 Digital Business Congress, promovida pela Associação para o Desenvolvimento das Comunicações, em declarações à SIC Notícias.

O afastamento da magistrada da PGR é “estranhíssimo”, especialmente, esclarece, “tendo em atenção a forma competente como exerceu as suas funções”.

“Sou levado a pensar que esta decisão política de não recondução de Joana Marques Vidal é a mais estranha tomada pelo Governo, que geralmente é conhecido como ‘gerigonça’”, rematou Cavaco Silva.

As críticas à não renovação do mandato de Marques Vidal têm-se multiplicado. A atual procuradora, que será substituída por Lucília Gago a 12 de outubro, revelou ter sabido da decisão pouco antes do anúncio, acrescentando ainda que a hipótese de continuar na procuradoria nunca lhe foi colocada.

Também Passos Coelhos, antigo primeiro ministro, recebeu a notícia com surpresa, considerando que “não houve decência de assumir com transparência os motivos que conduziram à sua substituição”.

Também Marques Mendes, antigo líder do PSD e atual comentador político, criticou a atuação do Governo, frisando que “houve gato escondido com rabo de fora” no processo.

  ZAP //

6 Comments

  1. Só o facto de se referir á maioria que suporta o governo ( e consequentemente a maioria dos cidadãos portugueses) por “geringonça” diz logo muito sobre a personagem. Não fica nada bem a um ex presidente da Republica essa forma de se exprimir.

  2. Estranho é esta múmia falar!… e pior é haver quem lhe dê ouvidos!!
    Não era este pedaço de estrume que dizia: «Os portugueses podem confiar no Banco Espírito Santo»?!
    Pois…

  3. eu nao gosto deste mas neste caso ele nao deixa de ter razao, porque mudar alguem quando esta tudo bem? so pode ser porque ha interesses, e adivinho que toda a gente sabe quais? a responsabilidade e do presidente, mas parece que este se demitiu das suas responsabilidades. a geringonca fez o que quis sem qualquer oposicao, O QUE SE PASSA COM O PRESIDENTE DA REPUBLICA? e estranho como diz o mumia,. portugal sem presidente da republica estaria melhor, e como se nao existisse so serve mesmo para selfies.

    • Primeiro, tu devias pensar por ti antes de tentares dar lições ao PR!!
      O PR é que nomeia e é responsável pela escolha do PGR – tal como ele já assumiu!
      E, o Cavaco é ultimo a ter moral para dar concelhos/criticar quem quer que seja – muito menos ao Marcelo, que o mete “num bolso” em inteligência, integridade, honestidade, moralidade, etc, etc!!

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.