“Não matem.” PCP contra referendo e eutanásia

José Sena Goulão / Lusa

O Estado tem de “assumir as responsabilidades para, através de mecanismos que existem e serviços públicos, garantir que as pessoas não tenham o sofrimento”, considera o secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa.

Jerónimo de Sousa disse esta quinta-feira “não” por duas vezes, contra o referendo e a eutanásia, que estará em debate dentro de uma semana no Parlamento, e fez um apelo: “Não matem.

“Não matem. Procurem que esse princípio do prolongamento da vida humana se concretize também na nossa pátria”, afirmou o secretário-geral do PCP em declarações aos jornalistas, à margem de um encontro com a organização AMAlentejo, de defesa do desenvolvimento e da regionalização.

Para Jerónimo de Sousa, o debate em torno deste tema de “grande sensibilidade e complexidade” não é entre “o preto ou branco”, nem deve basear-se em divisões entre crentes e não crentes ou “conceitos jurídicos e constitucionais”.

“Estamos a falar do direito a uma vida digna e de ser acompanhada, em que o Estado tem responsabilidades. Não [pode] descartar-se, é o Estado assumir as responsabilidades para, através de mecanismos que existem e serviços públicos, garantir que as pessoas não tenham o sofrimento que conduza a essa decisão de acabar com a vida”, afirmou.

E foi esta a resposta do secretário-geral dos comunistas à questão de saber se a aprovação de uma lei para despenalizar a eutanásia põe alguma questão de constitucionalidade.

O líder comunista afirmou que o posicionamento do seu partido nesta questão é fundamentando, “sem dramatizações nem crispações”, dado estar a falar-se de “um assunto tão sensível como a vida e a morte”.

“É preciso salvaguardar esta ideia dos avanços da civilização humana, em que o objetivo do prolongamento da vida foi sempre uma questão central”; e criticou posições que podem levar a um “retroceder no plano das leis e administrativo”.

Para Jerónimo de Sousa, “o Estado não pode aliviar as [suas] responsabilidades com um ato administrativo”, só porque tem “dificuldades em termos de aplicação” das normas e eventualmente falta de meios que “garantem a vida humana com dignidade [que] se transforma noutra coisa”.

A Assembleia da República debate em 20 de Fevereiro cinco projetos de lei para a despenalização da morte assistida, do BE, PS, PAN, PEV e Iniciativa Liberal, que preveem essa possibilidade sob várias condições.

Em 2018, o Parlamento debateu projetos de despenalização da eutanásia, apresentados pelo PS, BE, PAN e Verdes, mas foram todos chumbados, numa votação nominal dos deputados, um a um, e em que os dois maiores partidos, PS e PSD, deram liberdade de voto.

A duas semanas do debate parlamentar, um grupo de cidadãos iniciou uma recolha de assinaturas para realização de um referendo sobre a matéria, que tem o apoio da Igreja Católica. Dos partidos com representação parlamentar, apenas o CDS-PP e o Chega apoiam a ideia, assim como vários dirigentes do PSD.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

15 COMENTÁRIOS

  1. Eutanásia na Holanda tornou-se uma forma de desocupar camas. Os e as idosos(as) são até chamados anti-sociais, quando ocupam espaços habitacionais com serviços de apoio em 2a linha e provavelmente também os residentes nos lares públicos. ‘Há muitos na lista de espera para sua ‘aanleunwoning’ (= apartamento anexo a uma unidade de lar para terceira idade).
    Viúvas que não conseguem preencher o tempo sem marido e filhos e que apenas estão a espera de morrer, terão assim um fácil incentivo se houver eutanásia legal

    O PCP mostra carácter com esta posição. É de facto uma das maneiras de avaliar o nível de uma sociedade, como ela trata os seus fracos.

    A posição da Ordem dos Médicos também é de louvar. Se realmente houver em Portugal alguém que sofre para além do suportável, este problema normalmente resolve-se sem necessidade de recorrer a eutanásia legal.

    Eutanásia foi a maneira encontrada numa alemanha para resolver o ‘problema’ dos deficientes e é de facto uma arma poderosa nas mãos erradas. Agora parece inofensivo, mas democracias não duram sempre.

      • Como é que sabes se são mentiras? É muito simples convencer uma velhinha que é inútil e que é melhor passar pro outro lado e dar espaço aos outros. Basta nem o conto do vigário

  2. passo a vida a criticar o PCP (e restante esquerda e extrema-esquerda), mas neste ponto dou os meus Parabéns ao PCP pela sua postura na defesa da vida, pena é não o fazerem relativamente ao aborto, afinal de contas a vida é vida desda a concepção até à morte…natural!

    • Eu ligo vi que tu e os “velhadas” do PCP não eram assim tão diferentes!…
      Tão “liberais” que até querem mandar na vida dos outros….
      Mas qual “defesa da vida”?!
      Quem quiser morrer, morre e ponto!
      Quem são os outros (muitos que, coitados, mal sabem tomar conta deles próprios), para decidir sobre a vida de desconhecidos?!
      Não querem, tudo bem – ninguém os vai obrigar, mas quer proibir os outros?
      Estamos em 2020!…

  3. Quem são vocês para decidirem sobre a minha vida e a dos meus familiares. Se estivermos a sofrer temos o direito a morrer com dignidade. Têm mais direitos os animais que os humanos a este nível devido a este fanatismo religioso. A esquerda está uma tristeza hoje em dia, nao admira que a direita ganhe tanto fôlego, a esquerda só dá tiros no pé ou está ausente.

  4. ovigia tem razão.

    Nesta sociedade em que vivemos quem não quer sofrer e tem poder de decidir não o pode fazer e futuras vidas que acabam no lixo não têm voto na matéria.

    Um bocado injusto mas é a forma como escolhemos viver ou não deixar viver.

  5. É mais bonito e preferível ver pessoas atirarem-se para uma linha do comboio, enforcarem-se ou cortarem os pulsos? Se uma pessoa quer acabar com a própria vida vai fazê-lo de qualquer modo. Ao darem a liberdade para uma pessoa terminar a própria vida de forma assistida e sem sofrimento podem de facto poder activar mecanismos para aconselhar e até salvar essa pessoa de si própria, podem-se salvar vidas! Pensem nisso.

  6. Será que alguns políticos e seguidores são burros ou tentam manipular-nos contando historias absurdas em relação a eutanásia??’ Ora em lado nenhum está escrito que a eutanásia consiste em dar poder a alguém ou instituição para matar outro sem que haja vontade ou autorização da pessoa em causa. em lado nenhum vi escrito que a eutanásia consistiria em eliminar pessoas com determinadas doenças terminais ou degenerativas sem que haja vontade ou autorização da pessoa em causa. A única coisa que vi escrito é que a liberalização da eutanásia permitiria a uma pessoa que assim o desejasse ou que o tenha deixado escrito em testamento, poder por fim a vida de uma forma acompanhada e com o mínimo de dignidade. Isto porque muita pessoas podem suicidar-se atirando-se de pontes,tomando medicamentos etc… outras infelizmente não.

    • consegue explicar pq razão as propostas dos partidos indicam todas que só a partir dos 18 anos é que é possível iniciar o processo?

      é que isto deita logo por terra todos e mais alguns argumentos a favor da eutanásia.

      ou será que até aos 18 anos não há ninguém que cumpra os restantes “requisitos” para o processo?

  7. Completamente normal ser a favor da despenalização do aborto e contra a eutanásia… O PCP a tentar evitar o decréscimo dos seus seus eleitores…

  8. Ora vejamos,
    Desde 2007, e após um Referendo nacional, foi incluída na lei a possibilidade de se realizarem interrupções de gravidez a pedido das mulheres. Em resumo, com a Lei nº 16/2007, a interrupção da gravidez pode atualmente ser realizada em estabelecimentos de saúde oficiais ou oficialmente reconhecidos desde que:

    a) Constitua o único meio de remover perigo de morte ou de grave e irreversível lesão para o corpo ou para a saúde física ou psíquica da mulher grávida;

    b) Se mostre indicado para evitar perigo de morte ou de grave e duradoura lesão para o corpo ou para a saúde física ou psíquica da mulher grávida, e seja realizada nas primeiras 12 semanas de gravidez;

    c) Haja seguros motivos para prever que o nascituro venha a sofrer, de forma incurável, de grave doença ou malformação congénita, e for realizada nas primeiras 24 semanas de gravidez, excecionando-se as situações de fetos inviáveis, caso em que a interrupção poderá ser praticada a todo o tempo;

    d) A gravidez tenha resultado de crime contra a liberdade e autodeterminação sexual e a interrupção for realizada nas primeiras 16 semanas de gravidez;

    e) Por opção da mulher, nas primeiras 10 semanas de gravidez.

    E no entanto, nem todas as mulheres com gravidez indesejada abortam, mas podem faze-lo seguindo algumas condições.

    Ao despenalizar a eutanásia,não significa que TODAS as pessoas com doenças terminal o façam, a diferença é que, se o desejarem, podem faze-lo, seguindo igualmente algumas regras, ao passo, que, se a eutanásia não for despenalizada, essas pessoas que desejam por termo á vida estão condenadas ao sofrimento.
    É assim tão difícil de perceber????

Ventura chega-se à "família Bolsonaro" e vai trabalhar com a extrema-direita europeia

O Chega de André Ventura tem mantido contactos internacionais, nomeadamente nos EUA e no Brasil, no sentido de estabelecer ligações que consolidem a sua força política. Terá mantido reuniões com elementos "próximos da família Bolsonaro" …

Surtos em Lisboa levam a que cirurgias e consultas não urgentes voltem a ser suspensas

O governo suspendeu novamente a atividade não urgente nos hospitais de Lisboa, Amadora, Sintra, Loures e Odivelas, devido à concentração de casos de covid-19, disse hoje à agência Lusa fonte do Ministério da Saúde. “As orientações …

Benfica e Aves têm acordos secretos "à margem da lei" para transferência de jogadores

SL Benfica e Desportivo das Aves mantêm acordos "secretos" e "à margem da lei" para a transferência de jogadores, segundo a manchete do jornal Público deste sábado. A Vila das Aves é um destino frequente para …

Sócrates troca subvenção vitalícia de 2 mil euros por salário chorudo como consultor

O ex-primeiro-ministro José Sócrates voltou ao mercado de trabalho em Março deste ano, para trabalhar como consultar numa empresa privada. Perdeu, assim, o direito à subvenção vitalícia de 2372 euros brutos, uma vez que estará …

Suspeito de rapto de Maddie investigado por desaparecimento de criança no Algarve

O novo suspeito no caso do desaparecimento de Madeleine McCann está a ser investigado pelo desaparecimento de uma criança alemã no Algarve, em 1996. Christian B., está detido na Alemanha por abuso sexual de menores, entre …

Trabalhadores em lay-off podem perder dois a três salários em 2020

Feitas as contas com base nas linhas gerais do Programa de Estabilização Económica e Social, os trabalhadores em lay-off podem perder dois a três salários em 2020. O lay-off simplificado veio trazer uma solução rápida para …

Misterioso líquido descoberto dentro de pote em forma de cisne num túmulo chinês

Uma equipa de arqueólogos encontrou um misterioso líquido dentro de um pote de bronze em forma de cisne. O artefacto foi descoberto dentro de um túmulo chinês com mais de 2 mil anos. Um antigo túmulo …

Trump criticado após dizer que queda no desemprego é um "ótimo dia" para George Floyd

O Presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, disse esta sexta-feira que a queda inesperada do desemprego marca “um ótimo dia” para George Floyd, o afro-americano cuja morte às mãos da polícia desencadeou protestos em …

Depois de Trump, Bolsonaro ameaça retirar Brasil da OMS

O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, ameaçou na sexta-feira retirar o país da Organização Mundial da Saúde (OMS), após acusar a entidade de atuar de forma "política", "partidária" e "ideológica" num momento de pandemia de covid-19. “Eu …

Cientistas podem ter finalmente descoberto como funciona a anestesia geral

Cientistas podem ter descoberto, finalmente, como é que os anestésicos fazem as pessoas perder a consciência. A anestesia geral foi usada, pela primeira vez, em 1848, no Hospital Geral de Massachusetts, nos Estados Unidos, num paciente …