No Nepal, há pacientes a ser tratados no chão dos hospitais (e fala-se em “catástrofe humana”)

Prakash Mathema / AFP

O Nepal está a lutar para conter uma explosão de casos de covid-19, à medida que aumentam os receios de que a situação no país seja tão má – se não pior – como na vizinha Índia, com a qual partilha uma fronteira longa e porosa.

Após advertências por autoridades de saúde no início desta semana de que o país estava à beira de perder o controle do seu surto, o Nepal apelou por ajuda internacional urgente.

Enquanto o país relatava o maior número diário de novas infecções – 9.070 -, o primeiro-ministro, KP Sharma Oli, pediu ao exército que ajudasse a administrar as instalações de emergência para aliviar a pressão sobre o sistema de saúde.

Com as vacinas a diminuir e os hospitais sobrecarregados, surtos graves atingiram a capital, Katmandu, e as regiões sudoeste e oeste do país. A taxa nacional de positividade está em 47%. As taxas são ainda mais altas em alguns locais.

No início desta semana, Oli apelou à comunidade internacional por vacinas, já que as autoridades alertaram que aqueles que já tinham recebido a primeira dose do AstraZeneca precisavam urgentemente de uma segunda dose. A campanha de vacinação aleatória do governo foi responsabilizada por espalhar a doença.

Uma das áreas mais atingidas fora de Katmandu foi a cidade de Nepalgunj, no distrito de Banke, perto da fronteira com o estado indiano de Uttar Pradesh, que sofreu um influxo repentino de milhares de trabalhadores migrantes nepaleses que regressavam da Índia antes do encerramento da fronteira entre os dois países.

“Precisamos de agir agora para ter esperança de conter essa catástrofe humana”, disse Alexander Matheou, diretor da Federação da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho para a Ásia-Pacífico, citado pelo jornal britânico The Guardian.

“O que está a acontecer na Índia agora é uma previsão horrível do futuro do Nepal se não conseguirmos conter este último aumento de covid que está a ceifar mais vidas a cada minuto”, continuou Netra Prasad Timsina, presidente da Cruz Vermelha do Nepal.

“Em Katmandu, muitas pessoas estão a ficar em casa agora por causa da rapidez com que o vírus está a espalhar-se. Ao mesmo tempo, há longas filas em hospitais e farmácias. Por causa do confinamento nas grandes cidades, o acesso a transporte e medicamentos também é afetado. Os centros de cremação em todo o país estão a lotar rapidamente e os membros da família não conseguem realizar a última cerimónia de forma adequada”, descreveu Nripendra Khatri, da Catholic Relief Services.

Com menos médicos per capita do que a Índia e um sistema de saúde muito mais fraco, os casos no Nepal no mês passado aumentaram de 100 por dia para mais de oito mil.

O país de cerca de 30 milhões de habitantes tem apenas cerca de 1.600 camas em unidades de cuidados intensivos e menos de 600 ventiladores para asua população. Existem 0,7 médicos por 100.000 pessoas, uma taxa inferior à da Índia.

“É como se estivéssemos numa zona de guerra”, disse Sher Bahadur Pun, chefe da unidade de investigação clínica do hospital Sukraraj Tropical e Infectious Disease em Teku,  acrescentando que os pacientes estavam a ser tratados no chão e no pátio.

Como a Índia, o governo nepalês permitiu que uma série de grandes festivais religiosos acontecessem, incluindo Pahan Charhe, que ajudou a espalhar a doença.

Numa indicação clara da crise, o Ministério da Saúde do Nepal reconheceu, em comunicado na semana passada, que estava a perder o controle da situação.

Maria Campos, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Boa tarde

    O Nepal tem 0.7 médicos por 1000 habitantes e não por 100.000. Ou seja por 100.000 o Nepal tem 70 médicos. Assim é correta a informação

RESPONDER

Role play ao serviço da Ciência. Investigadores fingem ser Neandertais para estudar caça a aves

Uma equipa de investigadores espanhóis decidiu adotar a "dramatização" científica para reconstruir um novo elemento do comportamento Neandertal: a cooperação com os membros do grupo enquanto usa fogo e ferramentas para caçar gralhas no interior …

Estoril 0-1 Sporting | Figueira deu o fruto que saciou o leão

Foi preciso surgir um erro crasso do guarda-redes estorilista (até então a fazer uma belíssima exibição) para o campeão nacional poder respirar de alívio e festejar a quarta vitória na Liga, esquecendo por agora a …

A tinta mais branca do mundo ajuda a poupar energia nas casas - e pode eliminar de vez o ar condicionado

Uma equipa de investigadores da Universidade de Purdue desenvolveu uma tinta tão branca que revestir um prédio com ela pode reduzir, ou até mesmo eliminar, a necessidade de ter ar condicionado. Depois de testar mais de …

Costa promete "lição exemplar" à Galp depois de "tanto disparate" em Matosinhos

O secretário-geral do PS, António Costa, considerou hoje que “era difícil imaginar tanto disparate, tanta asneira, tanta insensibilidade” como a Galp demonstrou no encerramento da refinaria de Matosinhos, prometendo uma “lição exemplar” à empresa. Falando em …

Porto 5-0 Moreirense | Días, Taremi e Fábio, o trio maravilha

O Porto foi o primeiro dos “grandes” a entrar em campo e deu o mote, e que mote. Os “dragões” receberam o Moreirense e golearam sem apelo nem agravo, por 5-0, graças a uma segunda …

Ronaldo volta a marcar pelo United em jogo com final frenético

O português Cristiano Ronaldo voltou hoje a marcar pelo Manchester United, mas foram Lingaard e David de Gea que ‘brilharam’ na vitória sobre o West Ham, por 2-1, em jogo da quinta jornada da Liga …

O Cumbre Vieja, num dos complexos vulcânicos mais ativos nas Canárias, entrou em erupção

O vulcão Cumbre Vieja, na ilha espanhola de La Palma, entrou hoje em erupção na zona de Las Manchas, depois de mais de uma semana em que foram registados milhares de sismos na região. Na zona, …

Portugal regista 677 novos casos de covid-19 e cinco mortes

Portugal registou, este domingo, 677 novos casos e cinco mortes na sequência da infeção por covid-19, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde, Portugal …

Estudo mostra como diferentes espécies de polvos coexistem no mesmo ambiente

Existem mais de 300 espécies de polvos a viver em diversos habitats que abrangem recifes de coral, leitos de ervas marinhas, planícies de areia e regiões de gelo polar. Mas de que forma cefalópodes tão …

As máquinas estão "muito longe" de serem mais inteligentes (mas muito perto de agir como pessoas)

A especialista em inteligência artificial Daniela Braga considera que as máquinas estão "muito longe" de substituírem totalmente os humanos ou serem mais inteligentes, mas estão "muito perto" de interagirem como as pessoas. "Acho que estamos muito …