Não aprovar Lei de Bases da Saúde “é erro indesculpável e injustificável”

António Cotrim / Lusa

O presidente do PS, Carlos César

As negociações sobre a Lei de Bases da Saúde estão num impasse. Para desatar este nó, Carlos César jogou com a pressão e acusou o PCP e o Bloco de Esquerda de cometerem um “erro indesculpável e injustificável”.

Carlos César foi ao programa da TSF Almoços Grátis admitir que há problemas com o PCP e com o Bloco de Esquerda no que diz respeito à aprovação da nova Lei de Bases da Saúde e que as conversas podem mesmo acabar por se estender a outros partidos.

“Ninguém está excluído da negociação, especificamente em relação a este caso da Lei de Bases da Saúde. Há efetivamente uma divergência entre o PS e os partidos à sua esquerda”, declarou esta quarta-feira, um dia depois de o PS ter apresentado uma proposta de alteração ao seu artigo sobre as parcerias público-privadas, adianta o Público.

O socialista admitiu ainda que este processo pode ter de ficar para depois das eleições e, em jeito de discurso de campanha, afirmou que só com um PS mais forte, estas leis poderiam ser aprovadas. “Sim, podemos não ter aprovação da Lei de Bases da Saúde. Nós voltaremos a insistir na próxima legislatura se esta lei não for aprovada e voltaremos a insistir depois de pedir aos portugueses mais força para o PS conseguir fazer aprovar leis que beneficiam e protegem os portugueses.”

O líder da bancada socialista pressionou os partidos à sua esquerda para que aprovem o diploma, lembrando que esta lei “é muito melhor do que a que está em vigor”. “Se partidos como o PCP, o Bloco e o PEV votarem contra esta lei inteira com a desculpa de que não estão de acordo com uma norma, entre 28 bases e 85 pontos, têm de reconhecer que cometem um erro indesculpável e injustificável“, referiu.

Catarina Martins diz-se perplexa

A coordenadora nacional do Bloco revelou “alguma perplexidade” sobre as declarações do líder parlamentar do PS, considerando que “é um erro” remeter a revisão da Lei de Bases da Saúde para a próxima legislatura.

Li com alguma perplexidade as afirmações de Carlos César, que prefere atirar para a próxima legislatura a Lei de Bases a fazer o que nós propomos, que é atirar para a próxima legislatura a decisão sobre as PPP, mas garantir já uma Lei de Bases da Saúde”, afirmou à Lusa e à RTP Catarina Martins.

“O Bloco de Esquerda fez uma proposta que resolve o impasse, não vai votar a favor de uma lei que prevê a privatização de um serviço público”, afirmou Catarina Martins, considerando “um erro” adiar a nova Lei de Bases da Saúde para a próxima legislatura.

“Sabemos que há muitos socialistas empenhados numa Lei de Bases que salve o Serviço Nacional de Saúde, há um país que precisa de um Serviço Nacional de Saúde mais forte e nós cá estamos até ao último dia para essa negociação”, sublinhou, assinalando que “seria incompreensível se o amor do PS às PPP impedisse uma Lei de Bases da Saúde”.

O BE “sempre se levantou contra as PPP, porque são uma forma de promiscuidade entre os setores privados e os setores públicos”, disse a líder bloquista.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

O seu cão pode ficar com ciúmes só de o imaginar a dar festas a outro

Quase quatro em cada cinco donos de cães relatam casos de ciúmes por parte dos seus amigos de quatro patas. E um novo estudo sugere que este comportamento pode ser desencadeado mesmo quando um suposto …

PSD e CDS dão as mãos para ganhar a Madeira (e fecham a porta ao Chega)

Esta quarta-feira, o PSD e o CDS fecharam a porta ao Chega no acordo de coligação autárquica na Madeira, que ambos os partidos assinaram no Funchal. No início deste mês, o líder do PSD/Madeira Miguel Albuquerque …

"Milagre da multiplicação". Cientistas conseguiram tornar a luz ainda mais brilhante

Uma equipa de cientistas descobriu um fenómeno que aumenta a intensidade da luz emitida por um componente em nanoescala em mais de mil vezes, em relação ao que a teoria afirma ser possível. Os cientistas observaram …

Revelados novos segredos sobre o exoplaneta mais quente já descoberto

Um estudo revela novos segredos sobre o exoplaneta mais quente já descoberto, que supera os 4.700ºC e é considerado um "Júpiter quente". Descoberto em 2016, o longínquo Kelt-9 b, situado a 650 anos-luz da Terra, é …

Comer muitas refeições takeaway pode aumentar a probabilidade de morte

Comer demasiadas vezes refeições takeaway pode afetar negativamente a saúde das pessoas. Isto porque, muitas vezes, a comida em causa é fast food. A pandemia de covid-19 veio intensificar a adoração das pessoas pelas refeições takeaway. …

Fezes de morcego ajudam a decifrar o passado da humanidade

Uma equipa de investigadores australianos usou fezes de morcego para ajudar a entender uma parte do passado dos nossos ancestrais. Para perceber melhor como é que artefactos antigos são alterados pelo sedimento em que estão enterrados …

"É como fogo". Dezenas de pessoas morreram na República Dominicana após ingestão de álcool ilegal

Depois de dezenas de pessoas morreram por intoxicação nas últimas semanas, as autoridades da República Dominicana acabaram por fechar várias lojas de bebidas alcoólicas. As lojas de bebidas clandestinas situavam-se sobretudo na capital, Santo Domingo, mas …

Eis AlphaDog, a resposta da China para o cão-robô norte-americano Spot

A empresa de tecnologia Weilan, sediada em Nanjing, na China, desenvolveu o AlphaDog, um cão-robô que usa sensores e inteligência artificial (IA) para realizar uma série de aplicações, incluindo entrega de encomendas e orientação para …

E se a vacina contra a covid-19 se chamasse Trumpcine? O "sir" sugeriu e Donald Trump gostou

No fim de semana passado, durante um encontro do Comité Nacional Republicano, o ex-Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que alguém sugeriu que as vacinas disponíveis contra a covid-19 deveriam receber o seu nome. …

O custo da paz mundial é bastante inferior ao custo da guerra

Um recente relatório do Instituto de Economia e Paz (IEP) conclui que o custo dos países com a violência é bem superior ao custo com a paz mundial. O Instituto de Economia e Paz estima que, …