A mulher mais velha de sempre pode, afinal, ter falsificado a sua identidade

E se o recorde de longevidade da francesa Jeanne Calment fosse uma mentira? A nova teoria apresentada por investigadores russos está a gerar interesse e controvérsia na comunidade científica.

“Deus esqueceu-se de mim.” Esta era uma das frases favoritas de Jeanne Calment, oficialmente falecida aos 122 anos e 164 dias em 1997, um recorde mundial de longevidade para homens e mulheres.

No entanto, nada disto convence o matemático Nikolai Zak que, apoiado pelo gerontologista Valeri Novosselov, analisou durante meses biografias, entrevistas, fotografias, arquivos de Arles (a cidade de França onde viveu) e escutou testemunhos de muitos que a conheceram.

“A análise de todos estes documentos leva-me à conclusão de que a filha de Jeanne Calment, Yvonne, assumiu a identidade da sua mãe“, afirmou Zak, citado pela France-Presse.

Nikolai Zak, integrante da Sociedade de Naturalistas da Universidade de Moscovo, publicou recentemente um estudo (Jeanne Calment: the secret of longevity) que, apesar de ser considerado tendencioso pelos críticos, foi bem recebido por alguns cientistas, que sublinharam, contudo, a necessidade de verificações mais detalhadas nos registos de longevidade.

Desta forma, o matemático sugere que em 1934 não foi a filha de Calment, Yvonne, que morreu de pleurisia, mas sim Jeanne. Yvonne terá, segundo esta teoria, assumido a identidade da mãe para evitar o pagamento do imposto sobre a herança. Assim, segundo Zak, a mulher que faleceu em 1997 tinha, afinal, 99 anos.

Segundo o HuffingPost, o investigador apresenta 17 elementos, sendo que um deles é uma cópia do documento de identidade de Jeanne Calment, que data dos anos 1930, no qual a cor dos olhos (pretos), a sua estatura (1,52 metros) e a forma da testa (descrita como “baixa”) não correspondem às características da decana francesa nos últimos anos de vida.

A.D. / Wikimedia

Jeanne Calment com 20 anos

Sempre tive dúvidas sobre a sua idade“, afirmou Novosselov. “O estado dos seus músculos era diferente daqueles de outros longevos. Ela conseguia sentar-se sem nenhum apoio. Não tinha sinais de demência.”

Quando (supostamente) Jeanne Calment morreu, os cientistas lamentaram que não tenha sido realizada qualquer autópsia para explicar a longevidade desta centenária. Por outro lado, Calment ordenou que parte das suas fotografias antigas fosse queimada quando ficou conhecida.

Texto tendencioso

Jean-Marie Robine, um gerontologista francês que participou na validação da idade da centenária pelo Livro Guinness, afirmou à AFP que “nunca houve nenhuma dúvida sobre a autenticidade dos documentos”, considerando o texto de Zak tendencioso, “que em nenhum momento examina os factos a favor da autenticidade da longevidade da senhora Calment”.

Também Michel Vauzelle, prefeito de Arles quando Jeanne Calment morreu, considerou esta teoria “completamente impossível e inverossímil” dado que a idosa foi atendida por vários médicos.

O diretor de pesquisa do Instituto Nacional de Estudos Demográficos (INED) da França, Nicolas Brouard, adianta que um simples teste de ADN será capaz de finalmente resolver a dúvida que ainda paira no ar.

LM, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

ADN num cachimbo com 200 anos revela detalhes da vida de uma escrava

Um grupo de arqueólogos e geneticistas dos Estados Unidos mostrou que um fragmento partido de um cachimbo encontrado numa plantação de tabaco pode ser um testemunho substancial da história e da antropologia do século XIX. O …

Professora que revelou o que ia sair no exame de Português vai ser demitida

A professora, que foi presidente da Associação de Professores de Português, que em 2017 divulgou o conteúdo do exame de Português foi demitida pelo Ministério da Educação. Edviges Ferreira foi considerada culpada por ter partilhado o …

Asteróide passa esta sexta-feira entre a Terra e a Lua

Um asteróide de grandes dimensões, recentemente descoberto, voará esta semana a uma distância relativamente próxima da Terra, avança o o Centro de Estudos de Objetos Próximo da Terra da agência espacial norte-americana. O asteróide, designado como …

A Física diz que nunca tocamos realmente num objeto

Se está, neste momento, com o telemóvel na mão ou a tocar no seu computador para conseguir ler esta notícia, desengane-se: segundo a Física, não está a tocar em nada. Tudo o que conseguimos ver, tocar …

Se os buracos negros o confundem, prepare-se para os buracos brancos

Os buracos negros podem ser o mistério mais atraente do Universo, mas não são o único tipo de "buraco" no Espaço. Os buracos negros atraem a atenção de muitos amantes de astronomia por serem tão misteriosos. …

MySpace perdeu 12 anos de músicas, fotografias e vídeos

A rede social MySpace anunciou que perdeu todas as músicas, fotografias e vídeos com mais de três anos. A perda de conteúdo deveu-se a uma falha na migração de servidor. O MySpace, outrora uma das maiores …

Pela primeira vez uma mulher vence o prémio Abel, o "Nobel" da matemática

A matemática pioneira Karen Uhlenbeck, antiga professora da Universidade do Texas, em Austin (Estados Unidos), recebeu o Prémio Abel de 2019, tornando-se a primeira mulher a receber a distinção, uma das mais ilustres na área. A …

Após 65 anos, diário revela romance entre rei belga e a madrasta

O rei Balduíno da Bélgica terá mantido uma relação secreta com a madrasta, a princesa Lilian, segunda esposa do seu pai, Leopoldo III. A revelação foi feita 65 anos depois, através dos diários do ex-primeiro-ministro …

Estudo revela que consumo diário de canábis aumenta risco de psicose

O consumo diário de canábis, sobretudo de elevada potência, está fortemente ligado ao risco de desenvolver uma psicose, conclui um estudo, que analisou pessoas em 11 locais da Europa e um no Brasil. Vários estudos observacionais …

Uma bebé nasceu "grávida" do seu irmão gémeo

Mónica Vega realizou uma ecografia durante o sétimo mês da sua gravidez daquela que seria a sua terceira filha. Mas, nas imagens, descobriu que dentro da sua bebé estava outro feto mais pequeno. O caso, que …