A mulher mais velha de sempre pode, afinal, ter falsificado a sua identidade

E se o recorde de longevidade da francesa Jeanne Calment fosse uma mentira? A nova teoria apresentada por investigadores russos está a gerar interesse e controvérsia na comunidade científica.

“Deus esqueceu-se de mim.” Esta era uma das frases favoritas de Jeanne Calment, oficialmente falecida aos 122 anos e 164 dias em 1997, um recorde mundial de longevidade para homens e mulheres.

No entanto, nada disto convence o matemático Nikolai Zak que, apoiado pelo gerontologista Valeri Novosselov, analisou durante meses biografias, entrevistas, fotografias, arquivos de Arles (a cidade de França onde viveu) e escutou testemunhos de muitos que a conheceram.

“A análise de todos estes documentos leva-me à conclusão de que a filha de Jeanne Calment, Yvonne, assumiu a identidade da sua mãe“, afirmou Zak, citado pela France-Presse.

Nikolai Zak, integrante da Sociedade de Naturalistas da Universidade de Moscovo, publicou recentemente um estudo (Jeanne Calment: the secret of longevity) que, apesar de ser considerado tendencioso pelos críticos, foi bem recebido por alguns cientistas, que sublinharam, contudo, a necessidade de verificações mais detalhadas nos registos de longevidade.

Desta forma, o matemático sugere que em 1934 não foi a filha de Calment, Yvonne, que morreu de pleurisia, mas sim Jeanne. Yvonne terá, segundo esta teoria, assumido a identidade da mãe para evitar o pagamento do imposto sobre a herança. Assim, segundo Zak, a mulher que faleceu em 1997 tinha, afinal, 99 anos.

Segundo o HuffingPost, o investigador apresenta 17 elementos, sendo que um deles é uma cópia do documento de identidade de Jeanne Calment, que data dos anos 1930, no qual a cor dos olhos (pretos), a sua estatura (1,52 metros) e a forma da testa (descrita como “baixa”) não correspondem às características da decana francesa nos últimos anos de vida.

A.D. / Wikimedia

Jeanne Calment com 20 anos

Sempre tive dúvidas sobre a sua idade“, afirmou Novosselov. “O estado dos seus músculos era diferente daqueles de outros longevos. Ela conseguia sentar-se sem nenhum apoio. Não tinha sinais de demência.”

Quando (supostamente) Jeanne Calment morreu, os cientistas lamentaram que não tenha sido realizada qualquer autópsia para explicar a longevidade desta centenária. Por outro lado, Calment ordenou que parte das suas fotografias antigas fosse queimada quando ficou conhecida.

Texto tendencioso

Jean-Marie Robine, um gerontologista francês que participou na validação da idade da centenária pelo Livro Guinness, afirmou à AFP que “nunca houve nenhuma dúvida sobre a autenticidade dos documentos”, considerando o texto de Zak tendencioso, “que em nenhum momento examina os factos a favor da autenticidade da longevidade da senhora Calment”.

Também Michel Vauzelle, prefeito de Arles quando Jeanne Calment morreu, considerou esta teoria “completamente impossível e inverossímil” dado que a idosa foi atendida por vários médicos.

O diretor de pesquisa do Instituto Nacional de Estudos Demográficos (INED) da França, Nicolas Brouard, adianta que um simples teste de ADN será capaz de finalmente resolver a dúvida que ainda paira no ar.

LM, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Ex-comandante paraquedista diz que Tancos foi obra de "amadores"

O coronel de infantaria Alves Pereira admitiu "embaraço" pela "falha" e considerou que o "Exército após Tancos é diferente do Exército antes de Tancos". O coronel de infantaria Alves Pereira sustentou esta quarta-feira que o …

Tspiras vence moção de confiança com margem mínima

O primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, viu esta quinta-feira o parlamento aprovar um voto de confiança, dias depois de ter terminado a coligação que viabilizava o seu Governo. Com 151 votos favoráveis, dos 300 parlamentares, Tsipras viu …

Parlamento discute a legalização da canábis para fins recreativos

A legalização da canábis para uso recreativo é debatida esta quinta-feira no Parlamento, com BE e PAN a apresentarem projetos de lei idênticos, discordando apenas quanto aos locais de venda. O Bloco de Esquerda (BE) defende …

Estátua de diabo "alegre demais" divide moradores em Espanha

Uma estátua que representa o diabo foi criticada por ser "alegre demais" por moradores da cidade de Segóvia, em Espanha. A escultura de bronze, que ainda não foi instalada, foi criada em homenagem a uma lenda …

"Incapacidade e incompetência". Fenprof pede a Costa que substitua ministro da Educação

A Federação Nacional de Professores (Fenprof) defendeu esta quarta-feira que o primeiro-ministro substitua o ministro da Educação, devido à sua "incapacidade e comprovada incompetência política" para dirigir as negociações de recuperação de tempo de serviço …

Bombeiros protestam contra a proposta do Governo

De acordo com o sindicato, a proposta do Governo "significa uma desvalorização enorme na carreira". Além disso, critica a ideia de haver uma carreira única de sapadores e municipais nivelada por baixo. Bombeiros municipais e sapadores …

Há uma parte da Antártida que está a encolher (mas não era suposto)

Quando os cientistas falam sobre o derretimento da Antártida, geralmente estão a referir-se à Antártida Ocidental, onde gigantescos glaciares costeiros estão a derramar grandes quantidades de água. Mas, do outro lado das montanhas transantárticas a leste, …

A cor dos olhos pode explicar porque é que as pessoas ficam tristes no inverno

Tempo mais frio e noites mais longas fazem algumas pessoas sentir-se tristes. A isso, dá-e o nome de Transtorno Afetivo Sazonal (TAS). Embora o TAS seja uma forma reconhecida de depressão clínica, os especialistas ainda estão …

Há vida pós-LHC. CERN planeia acelerador de partículas dez vezes mais potente

O futuro da Física de Partículas começa a ganhar forma. O CERN (Laboratório Europeu de Física de Partículas) detalhou esta terça-feira os seus planos para o novo acelerador de partículas que irá suceder o Grande …

DARPA quer construir robôs conscientes usando cérebros de insetos

A DARPA quer construir robôs conscientes usando cérebros de insetos, uma forma de criar novos modelos de inteligência artificial eficientes, que poderiam ser usados para explorar a própria consciência. Ao contrário dos humanos, os insetos operam …