“É um mal necessário”. Mulher que acusa PSP de agressão foi constituída arguida

Tiago Petinga / Lusa

Cláudia Simões, a mulher que apresentou uma denúncia contra um polícia que a terá detido violentamente, no domingo, na Amadora, foi constituída arguida.

De acordo com a Lusa, que cita a PSP, a mulher que diz ter sido brutalmente agredida por um agente ficou ainda sujeita à medida de coação de termo de identidade e residência.

Presente a um juiz de instrução criminal, a mulher ficou indiciada do crime de resistência e coação sobre agente da autoridade, enquanto o polícia envolvido “não foi constituído arguido”, adiantou fonte da Direção Nacional da Polícia de Segurança Pública.

“O caso transitou para processo comum [segue para investigação]”, disse fonte policial à Lusa, acrescentando que, devido às versões contraditórias da mulher e do polícia, está a decorrer um inquérito para averiguar as circunstâncias da ocorrência.

Neste âmbito, a investigação inclui o interrogatório de todas as pessoas envolvidas, assim como a identificação da “extensão dos ferimentos” da mulher detida e do polícia e quais as mazelas para o futuro, uma vez que foram ambos assistidos no Hospital Fernando da Fonseca, na Amadora.

Em declarações ao semanário Expresso, Ana Cristina Domingues, advogada de Cláudia Simões, diz que o facto de a sua cliente ter sido constituída arguida é um “mal necessário”.

“Há uma ideia generalizada de que a constituição como arguido é uma coisa negativa mas não o é necessariamente (…) Por exemplo, um arguido tem direito ao silêncio, enquanto se alguém estiver a ser ouvido como testemunha é sempre obrigado a falar. Ser arguido pode ser uma defesa”, explicou a advogada, precisando que a sua cliente estava no Hospital Amadora- Sintra, em Lisboa, quando recebeu o auto de constituição”.

Sindicato espera que agente não tenha “apanhado doenças graves”

A página oficial do Sindicato Unificado da PSP no Facebook publicou esta terça-feira um texto no qual envia “as melhoras ao colega” que interveio “numa ocorrência na Amadora”.

Na publicação, que é acompanhada por algumas fotografias que mostram o “estado” em que terá ficado ao agente após a ocorrência, o sindicato diz ainda esperar que este não tenha apanhado “doenças graves”.

“Foi neste estado que ficou hoje o colega, ao intervir numa ocorrência na Amadora. As melhoras ao colega e espero que as análises sejam todas negativas a doenças graves. Contudo a defesa da cidadã está a começar a ser orquestada pelo ódiomor de brancos. Está tudo bem, não se passa nada”, pode ler-se na publicação.

 

ZAP //

PARTILHAR

24 COMENTÁRIOS

  1. Este agente não deveria estar ao serviço, pois representa um perigo publico. Deveria ter acompanhamento clinico, uma vez que é evidente que está a passar uma fase de grande perturbação emocional e psicologica.

    • Eh lá… agora temos avaliações psicológicas a distância, nas caixas de comentários das notícias!…
      E claro que o agente que tentou cumprir a lei e repor a ordem pública é que representa perigo; já “vítima” que cometeu vários crimes e que provocou a contusão toda é uma santinha!…

    • Impressionante como, sem estar presente e nada saber, têm a ousadia (e ilegitimidade) de mandar postas de pescada. Sabem lá se foi agressão ou uso legítimo da força?
      Deixem a investigação ocorrer. Há testemunhas, vídeos (incluindo o do autocarro) e provas. Vamos analisa-las e ver quais as conclusões.

  2. A constituição como arguida da senhora que foi violentamente espancada por um policia, é no mínimo macabra.
    Este agente da autoridade, de imediato defendido pelo Sindicato Unificado da Polícia de Segurança Pública, nos termos referidos, não é digno de usar a farda que veste.
    Quanto ao sindicato, chega de regurgitarem.
    Faça-se luz sobre quem são e o que pretendem!

    • Macrabo é em alguém defender que os criminosos podem fazer o que lhes apetece sem consequências!…
      Obviamente que, em qualquer país civilizado, essa “vitima” (que foi quem causou tudo!), seria automaticamente constituída arguida – quando isso não acontecer é porque algo vai mesmo muito mal…
      .
      Quando te acontecer uma situação semelhante com “anjinhos” como acoteceu a este motorista, não faças como ele e não chames a polícia… depois anda cá contar como correu!…

    • Macabro é em alguém defender que os criminosos podem fazer o que lhes apetece sem consequências!…
      Obviamente que, em qualquer país civilizado, essa “vitima” (que foi quem causou tudo!), seria automaticamente constituída arguida – quando isso não acontecer é porque algo vai mesmo muito mal…
      .
      Quando te acontecer uma situação semelhante com “anjinhos” como aconteceu a este motorista, não faças como ele e não chames a polícia… depois anda cá contar como correu!…

  3. é uma coisa imprecionante, coitada da senhora, coitadinha mesmo, mas será que as minurias tem que ser sempre defendido? eu se não compro vou la para dentro, minurias não tem a mesma obrigação? quer dizer essa flana sempre gosta levar o filho de borla, mas eu não, porque será que as pessoas são tão ipocritas, ele fez porcarias tem que pagar por isso, toca a deixar de culpar sempre os policias, os pretos e outras minurias tem o abito de quer ser como todos os outros, mas quando da jeito, mas quando é para comprir mesmo como todos os nós isso nada.. ela avia de levar pelumenos 15 anos de cadeias para que todos saiba que a lei é tão bem para todos, quer dizer se porta como um animal e o policia tem que aguentar com isso, até o marido fez queixa dela por ser uma boa pessoa

  4. É espantoso como há um conjunto de aparentes “amigos de meliantes”, sempre dispostos a acusar a polícia de tudo o que de mal possa acontecer.
    Tudo o que sabemos é que a snra. apresentava ferimentos e que o policia também. Parece razoável inferir que se o polícia apresentava ferimentos foi porque a snra. terá resistido à ordem de detenção,ou não será?
    No entanto apareceram logo os snrs. do SOS racismo aos berros contra o polícia.
    Não conheço os factos todos, mas estou certo que o SOS racismo também não conhece! Seria portanto aconselhável que se deixasse concluir a investigação e esperar pela decisão do tribunal, a não ser,é claro, que o SOS racismo também ache que os tribunais portugueses são racistas!!!

  5. Porque razão a senhora não acatou a ordem do motorista e apresentou o passe da filha, ou na sua falta não pagou o bilhete necessário? Pois quem não tem passe paga bilhete, ponto!
    Quis ser “inteligente”, armar-se em esperta e usar de agressividade, fazer “circo”, teve o que qualquer pessoa não cumpridora tem.

  6. Pessoalmente acho que anda tudo stressado e está tudo a ferver em pouca água.
    Acho que o problema inicial foi mesmo do motorista. Perante aquele caso, muito provavelmente fecharia os olhos e avisava a senhora que a situação não voltaria a repetir-se (admitindo que a filha tem efetivamente passe só que o teria deixado em casa).
    Depois, e uma vez que chamou a autoridade, esta apenas tem de fazer cumprir a lei, obviamente atendendo a todas as circunstâncias. Acho inaceitável que tenha havido pessoas dentro do autocarro a pontapear o guarda! É caso para perguntar, se queriam tanto apoiar a senhora então porque não se juntaram e pagaram o bilhete a meias?!
    Depois também não acho aceitável a senhora oferecer resistência. Se lhe foi dada ordem de detenção tem de simplesmente acatá-la. Caso não o faça obviamente que o guarda tem de agir de forma a detê-la.

    De um modo geral acho que infelizmente muitas comunidades não têm qualquer respeito pela autoridade. Por outro lado, as nossas forças da autoridade estão a entrar num registo de acumulação de acontecimentos com determinados grupos (semelhante ao que aconteceu nos EUA nas últimas décadas) e que leva a catalogação das pessoas por cor. Se é preto ou cigano então é seguramente criminoso. E este é um mau princípio. Existe ainda um outro fenómeno perigoso. As forças policiais estão a ficar extremamente politizadas e encostadas à extrema direita. Num sistema que não os ouve encontraram aqui uma caixa de ressonância para os seus problemas, que são muitos.
    Tudo isto tem de ser pensado rapidamente embora de forma cautelosa e consciente, porque qualquer dia começaremos a ter em território nacional fenómenos como os famosos riots dos EUA e outros eventos violentos de comunidades excluídas, talvez porque em grande medida também não façam muito para se incluir. Não estou de um lado nem de outro; compreendo as duas situações mas a omissão de ação por parte do Estado conduzirá seguramente por um lado a maiores níveis de violência e conflito e por outro ao aumento substancial de votantes no Chega. Seria bom que alguém parasse para pensar um pouco nisto enquanto ainda há tempo. Se é que o há.

  7. Finalmente a polícia começou a agir bem e como deve ser. Bandido “bão” é na prisão!!!. Deixem-se de racismos. Os maiores RACISTAS são os que dizem defender o anti-racismo, aplicando exactamente os princípios de Lénine. E mais não digo… informem-se se quiserem… vão ao google!!!!

  8. EU. Você não sabe o que diz. Tanto assim que repete a mensagem. Como já disse no post, chega de regurgitarem.
    Se não sabem conviver em sociedade, então não há nada a fazer.

  9. Mais uma vez, e pela maioria dos comentários aqui colocados, estas pessoas julgam-se juízes e, antes de escutarem e visualizarem as duas partes, já estão a condena uma das partes. A isso chamo de justiceiro e, mal vai qualquer país, instituição, ou pessoa singular que siga esse caminho. Bem sei que deve haver polícias sem capacidade para o serem e, tal como os polícias são pessoas, alguns de nós próprios também não somos dignos de nos autointitular-mo-nos de seres humanos. O fundamental é que o poder judicial seja completamente imparcial e o mesmo para cada um de nós. Os juízes são pessoas, os polícias são pessoas e nós somos pessoas e no mundo não há nenhuma pessoa perfeita. Repreender (castigar) aquele que não se comporta bem. Mas que mundo será este em que só pelo facto de ser polícia, negro, etc., imediatamente surgem os pseudo-juízes a condenar alguma destas pessoas!

  10. Agiram todos com exagero, a mulher, o polícia e o condutor.
    Mas a advogada dizer que a mulher ser arguida lhe permite ficar calada e que isso é bom é que não percebo.
    Então ela não quer contar a sua versão?
    (ainda não percebi porque raio não pagou o bilhete em vez de fazer toda esta confusão)

  11. # É o que penso tudo disto”. Muito bem falado concordo com todas as suas suposições, só um comentário acerca do(s) policias mal formados como podemos ver nas imagens da televisão o policia” está agarrar a senhora (com ou sem culpa não interessa) pelos cabelos de uma maneira sem falta de ética e profissionalismo) no estado que a senhora se encontra ainda a puxar-lhe o cabelo brutal, quando só necessita de lhe traçar o braço direito para trás das costas e deita-la no chão imobilizada ponto final, mais parecia alguém que estava a expor um prémio, mse ainda se lembram penso que há 2 3 anos atrás, uns gajos que fujiram do tribunal e logo depois roubaram não sei o quê… e a policia apanhou-os e tiraram uma foto e publicaram, mas aí os ladões eram os coitadinhos por os humilharem e agora esta senhora por causa de um bilhete!.. estamos feitos, então os policias/motorista que tiram o chapéu aos que roubam milhões calam-se/cegam-se, e agora por causa de um bilhete/passe de uma criança!…

  12. Olhando para os dados que existem disponíveis, através do pouco que vi nas noticias penso no seguinte:
    (isto sou eu a pensar ^_^)
    1. Já andei muito de autocarro e NUNCA vi a Policia ser chamada. Nem mesmo quando são detetadas pessoas no autocarro que não pagaram, a Policia foi chamada. Então, porque motivo, NESTA CASO, a Policia foi chamada pelo motorista?
    2. Já fui abordado várias vezes pela Policia. Já vi, várias vezes, cidadãos a serem abordadas pela Policia. Da minha experiencia pessoal e pelo que vi, desde que tenhamos uma atitude de RESPEITO e COOPERAÇÂO, corre tudo muito bem. Pergunto-me então, o que se terá passado para a Policia ter agido da forma que agiu?

    A resposta (para mim) é óbvia: A senhora (não me interessa nada a cor dela) foi a causadora de tudo!!
    Foi devido à reação dela no autocarro que a Policia foi chamada e foi devido à reação dela à Policia que o agente fez o que fez. Mas posso até estar errado. Não estive lá. Não vi. Não sei tudo o que aconteceu. Posso estar errado!

    Poderemos conversar depois sobre a quantidade de ‘força’ utilizada. Será que o agente usou de força desnecessária? Pode ser que sim. Pode ser que não. Esta questão terá que ser analisada ENQUADRADA PELOS FACTOS e ninguém aqui os tem na sua totalidade.

    Deixem-se lá da defesa ou condenação acéfala deste ou daquele. Para isso já temos os «SOS racismos» da vida e os meninos bem de direita.

    Tenham lá juízo e pensem pela vossa cabecinha! ^_^

  13. Criou-se ao longo dos anos que certas pessoas só têm direitos….deveres é só para os outros. Claro que depois dá nestas situações.

  14. meus amigos isto acontece porque a policia não tem poder sobre os cidadãos, na década de 70, 80 e meados de 90 metiam respeito, agora com os direitos humanos isto parece uma selva ninguém respeita ninguém, Volta Salazar que estás perdoado.

  15. Se não fosse a policia então é que isto virava tudo ao contrario. Quanto a actuação das forças de autoridade aquando da entrada em bairros problemáticos, toda a gente sabe que são logo apedrejados: Os bairros fazem parte de Portugal e do território Português, logo p/ aí a policia tem o direito de entrar e manter a ordem pública, doa a quem doer.
    Basta irmos a Lisboa, mais precisamente Santa Catarina e percebemos logo quem vende o haxixe p/ lá, são sempre os mesmos vêm dos bairros na periferia e muitos deles recebem subsidio de reinserção… Somos incomodados na rua e se respondemos algo sofremos ameaças devido à frustração desses mesmos elementos. Porque é que não vão trabalhar! Se não fosse a policia então é que virava tudo. Quanto ao racismo que existe por temos sido colonizadores no sec 15, porque é que não se informam do comercio de escravos feito pelos arabes que se iniciou no sec 7º e durou até ao sec 20. Em que os africanos eram capados a frio para tomarem conta dos haréns e onde só sobreviviam 20% dos cativos, ou então quando o Árabe senhor dos escravos morria, os cativos eram todos mortos e enterrados na mesma vala para o servirem após a morte. Isto durou até ao sec 20. Enquanto existir ignorância haverá sempre racistas.

Responder a Eu! Cancelar resposta

Entrevista: "Demorei 2 anos a aperfeiçoar o meu passe; os miúdos de Timor já jogam lindamente!"

Sara Moreira Silva é a líder da primeira escola de voleibol em Timor-Leste, que vai arrancar em janeiro de 2021. Fica aqui a perspetiva de uma portuguesa que vê muito talento entre os timorenses...que não …

O edifício mais antigo do mundo ainda em funcionamento "mora" em Roma

O Panteão de Roma, o edifício mais antigo desta cidade italiana, continua a ser utilizado nos dias de hoje, cerca de 2.000 anos depois da sua construção. Edificado em meados de 125 a.C sob a …

Da cabeça de javali à perdiz. Historiadores e chefs ensinam a cozinhar pratos medievais

Uma equipa de historiadores e grandes chefs reuniu-se para oferecer um curso online para ensinar os alunos a criar banquetes medievais. Professores da Universidade de Durham e chefs do restaurante Blackfriars criaram o Eat Medieval, que …

The Climate Store. Os preços desta loja sueca variam conforme a pegada ecológica

Os rótulos dos alimentos já indicam o quão bom ou mau um produto é para a nossa saúde, mas e o planeta? Um número crescente de marcas está agora a rotular os seus produtos para …

A cidade-irmã mais famosa de Petra abre finalmente ao público. "Esconde" túmulos amaldiçoados

A cidade de Hegra, localizada nos desertos a norte de Al Ula, no noroeste da Arábia Saudita, vai pela primeira vez abrir ao público, podendo os visitantes explorar agora este local antigo sem quaisquer restrições. …

Falha no Microsoft Excel pode ter levado a mais de 1.500 mortes no Reino Unido

Um erro no Microsoft Excel que eliminou quase 16 mil casos de covid-19 das estatísticas do Reino Unido pode ter levado a mais de 1.500 mortes evitáveis, de acordo com um artigo da Warwick University. Os …

Pessoas com bons hábitos de sono têm menor risco de insuficiência cardíaca

Os padrões de sono saudáveis ​​incluem acordar de manhã cedo, dormir 7 a 8 horas por noite e não ter insónias ou sonolência diurna excessiva. Esta pode ser a receita secreta para evitar insuficiência cardíaca, …

Marcelo quer regras do Natal na próxima semana. E lembra que não há lugar para uma crise política

O Presidente da República defendeu, esta sexta-feira, que as medidas para o fim-de-semana do Natal devem ser conhecidas já na próxima semana. E congratulou-se com o facto de já haver um Orçamento aprovado. Em resposta às questões …

Jogos de guerra ajudaram exércitos a vencer guerras. É uma tradição secular

Alguns jogos de guerra foram utilizados por vários exércitos internacionais para simular conflitos e treinar militares para guerras reais, contou à revista Vice Antoine Bourguilleau, que escreveu recentemente um livro sobre o fenómeno. Estes jogos …

Código da Estrada alterado. Uso do telemóvel ao volante com multas mais pesadas

O uso do telemóvel durante a condução vai passar a ter uma coima entre os 250 e os 1250 euros, segundo as alterações ao Código da Estrada aprovadas, esta sexta-feira, em Conselho de Ministros. "O Conselho …