Dias azedos no MP. PGR pediu explicações na investigação que derrubou Costa

9

Miguel A. Lopes / Lusa

Lucília Gago, procuradora-geral da República

Vivem-se dias complicados no Ministério Público (MP) depois dos erros revelados na Operação Influencer que derrubou António Costa. Há um “mal-estar” na cúpula da entidade e a procuradora-geral da República, Lucília Gago, pediu explicações aos titulares da investigação.

O “mal-estar” no MP começou com a revelação de alguns erros na investigação da Operação Influencer que levou à detenção do ex-chefe de gabinete de António Costa, Vítor Escária, e do seu amigo, Diogo Lacerda Machado.

Um desses erros é de transcrição, com o nome de António Costa a ser referido erradamente quando se falava realmente de António Costa e Silva, o ministro da Economia.

Mas o que agravou a situação foi o anúncio das medidas de coacção pelo juiz de instrução criminal Nuno Dias Costa. Foram bem mais leves do que o MP desejava, apenas com a proibição de os arguidos se ausentarem do país e com a obrigação da entrega dos passaportes.

Depois disso, a procuradora-geral da República, Lucília Gago, pediu explicações ao director do Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP), Francisco Narciso, de acordo com o que apurou o Público. Foi depois disso que o MP anunciou que ia recorrer das medidas de coacção aplicadas, ainda segundo o mesmo jornal.

A decisão do juiz também causou estranheza porque, apesar de deixar cair os crimes de corrupção, notou que os arguidos estavam “fortemente indiciados” por tráfico de influências e, mesmo assim, não determinou a proibição de contactos entre eles.

Nesta altura, o clima é azedo e há um “mal-estar na Procuradoria-Geral da República (PGR)”, como nota o Público. Perante isso, Lucília Gago desdobra-se em “reuniões” para “definir o rumo a tomar” na Operação Influencer, segundo o diário.

Em cima da mesa, está a possibilidade de os três procuradores ligados ao caso se dedicarem em exclusivo a essa investigação.

Mas também se estuda a hipótese de reforçar a equipa de investigação com mais meios. E isso pode passar por chamar a Polícia Judiciária para o caso, nomeadamente através da Unidade Nacional de Combate à Corrupção.

ZAP //

9 Comments

  1. Nem com uma velinha os procuradores encontram provas para acusações. O melhor é a Lucília Gago pedir desculpas ao portugueses pela tempestade política que provocou e demitir-se.

  2. Neste País, já falta pouco para os bandidos andarem à solta e os Policias estarem presos. Pobre Portugal para onde caminhas!

  3. Vergonhoso. Um governo eleito por maioria representativa da vontade inequívoca do povo NÀO pode ser destituído desta forma. Isto parece ter sido urdido para se livrarem do António Costa e abafar o nome de Marcelo Rebelo de Sousa no caso das gémeas brasileiras e os medicamentos que custaram ao erário público, dos impostos dos portugueses, 4.000.0000,00 – QUATRO MILHÕES DE EUROS.

  4. O PS e a cabala… Interessa passar essa imagem.
    Os envolvidos neste processo de corrupção são todos bons rapazes.
    E não houve nada!
    Só não compreendo porque é que o juiz decretou medidas de coação ao amigo do António Costa e ao seu chefe de gabinete, que tinha 75.000€ esquecidos em S. Bento?
    Ah, não foram à missa naquele domingo que estavam à disposição do sr. Juiz e, por isso, foram-lhes decretadas umas medidas de coação!

  5. Dias complicados no Ministério Público (MP)? Erros revelados na Operação Influencer? Mal-estar”? Erros na investigação?
    Essas gente pensou nas consequências que e sua incompetência causou ao país, aos portugueses?
    Incompetência tanto no governo como no MP têm de ser responsabilizados da mesma maneira- DEMISSÃO também.
    Investigação sem a PJ? É o fim da picada.
    Quem será que está por trás disto tudo?

  6. Onde há fumo…
    Parem de bater no velho e na velha!!!
    Se o tipo se demitiu com aquele “cheirinho”, o que será que ele teme??? Do que ele foge???
    Certo é isto acabar, ou melhor, nunca acabar…. tipo casa pia!!!
    Lá se vai, mais uma vez, a máxima: à politica o que é da politica e à justiça…. tretas!!!

  7. PJ???
    Investigação???
    Toda a gente sabe, sabe mesmo que, estamos num país cheio de corrupção!!!
    Que fez a PJ até agora??? Pois, nada… nadinha!!! ( sei que tentou, mas… valores mais altos se levantaram!!!)
    E assim continuamos neste emaranhado de tretas…
    Acho que já chega de bater no ceguinho… Todas as autoridades policiais têm os seus segmentos de investigação!!! Porque usar só a PJ, mais que viciada???

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.