MP encontra 635 mil euros sem explicação em contas da produtora de Moita Flores

O Ministério Público detetou movimentos de dinheiro sem explicação em contas bancárias relacionadas com Moita Flores, o antigo presidente da Câmara de Santarém acusado na última semana de três crimes de prevaricação e dois de participação económica em negócio.

Ao todo, segundo a acusação lida pela TSF, são 635 mil euros sem explicação depositados na conta da empresa de Moita Flores e da mulher, a produtora Antinomia, que fez várias séries para a RTP. O MP analisou perto de 150 contas bancárias, nomeadamente as que estavam na “esfera de influência” de Moita Flores.

Foram encontrados 135 movimentos a crédito com origem não identificada por, na sua maioria, se tratarem de depósitos em numerário ou em cujo descritivo apenas constava a designação “depósito”. A acusação diz que “se verificaram movimentações em numerário consideradas incomuns pelos montantes envolvidos e pela frequência dos mesmos”.

Em pouco mais de um ano, entre 2009 e 2010, as contas de Moita Flores receberam 18 depósitos em numerário no valor de 74 mil euros. Já as contas da mulher receberam 18.700 euros, dez mil euros acima do declarado em IRS.

Apesar de em nenhum dos montantes se ter encontrado uma relação com os factos investigados, o MP levanta uma série de interrogações. A maior interrogação encontra-se nas contas da produtora Antinomia que receberam, em 2009 e 2010, 902 mil euros, quase metade em dinheiro.

A magistrada responsável pela investigação exclui os montantes movimentados entre contas da empresa e dos sócios, e mesmo assim não consegue perceber como é que uma empresa com um volume de negócios a rondar os 61 mil euros nesses dois anos recebeu, além desses valores, mais 635 mil euros nas suas contas bancárias. Em causa poderia estar o crime de fraude fiscal ou fraude fiscal agravada, mas a acusação sublinha que o prazo de prescrição já passou pelo que o eventual processo não avançou.

Moita Flores garantiu à TSF que a empresa sempre foi gerida pela esposa que diz, por sua vez, que em causa, nestes montantes que levantam dúvidas ao MP, estão empréstimos avançados por familiares para pagar a fornecedores e salários numa altura em que a Antinomia passava por dificuldades económicas.

Admitindo alguma ingenuidade nestas questões, Filomena Moita Flores explica que o objetivo era apenas cumprir as obrigações da empresa, esperando que a situação melhorasse e que o Estado pagasse aquilo que devia à produtora que fez várias séries para a televisão pública.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Este individuo destruiu, entre decisões e negociatas, a cidade de Santarém para sempre. Desde crimes contra a natureza com abate de centenas de árvores adultas em avenidas e jardins, em projetos paisagísticos altamente polémicos, a endividamento em negócios com estacionamentos e edifícios em zonas privilegiadas que se encontram hoje em ruínas. Um catástrofe. FLORES era uma déspota, e conta se, esclavagista sexual das tarefeiras jovens da câmara. . Relembra se que MFlores concorreu à CMSantarem e foi eleito, derrubando o PS.

RESPONDER

O RRS David Attenborough, navio virgem dos reinos polares, já saiu do estaleiro

O navio RRS Sir David Attenborough saiu finalmente do seu estaleiro. O já lendário navio vai agora ser sujeito a alguns testes antes de ser oficialmente entregue ao serviço, em novembro deste ano. A construção do …

Vulcões ativos produzem 30 a 50% da atmosfera de Io

Novas imagens rádio obtidas pelo ALMA (Atacama Large Millimeter/submillimeter Array) mostram, pela primeira vez, o efeito direto da atividade vulcânica na atmosfera da lua de Júpiter, Io. Io é a lua mais vulcanicamente ativa do nosso …

Descobertas pegadas fossilizadas com mais de 10 mil anos. São a trilha pré-histórica de uma mãe com um bebé ao colo

Uma equipa de investigadores internacional descobriu o trilho pré-histórico mais comprido do mundo no Novo México, nos Estados Unidos. O novo estudo conta a historia de uma mulher que carregou um bebé nos braços durante …

Pure Skies. Empresa desenha cabines dos aviões do pós-pandemia

Desde o início da pandemia, os especialistas têm testado diferentes maneiras de alcançar o distanciamento social em aviões, embora com pouco sucesso. Agora, há uma empresa que está a levar esta ideia até ao próximo …

OE2021. Bloco de Esquerda vota contra na generalidade

O Bloco de Esquerda vai votar contra a proposta do Orçamento do Estado para 2021 na generalidade, anunciou a coordenadora do partido, Catarina Martins. Em declarações aos jornalistas, a bloquista confirmou este domingo que o …

PS ganha eleições nos Açores sem garantia de maioria absoluta

O PS voltou a ganhar as eleições regionais dos Açores, obtendo entre 37% e 41%, o que não garante a maioria absoluta, segundo a projeção à boca das urnas realizada este domingo pela Universidade Católica …

Extinção da fauna em Madagáscar pode dever-se à presença humana (e a mudanças climáticas)

Grande parte da fauna de Madagáscar e das ilhas Mascarenhas foi eliminada durante o último milénio. Neste sentido, uma equipa de cientistas analisou um registo do clima nos últimos 8000 anos nas ilhas. O resultado …

PAN vai abster-se na generalidade. OE mais próximo da aprovação

O partido Pessoas-Animais-Natureza (PAN) vai abster-se na votação na generalidade da proposta de Orçamento do Estado para 2021 (OE2021) na próxima quarta-feira, anunciou a líder parlamentar do partido, Inês Sousa Real. Com a abstenção dos três …

O passado tóxico fica para trás. Asbestos, a cidade "amianto", mudou de nome

A cidade canadiana Asbestos (que significa amianto) ganhou um novo nome, quase 11 meses após o anúncio da votação. Wuase metade dos cerca de 6 mil residentes da cidade canadiana marcaram presença numa votação organizada num …

Menino de 12 anos encontra fóssil de dinossauro com 69 milhões de anos

Nathan Hrushkin, aspirante a paleontólogo de 12 anos, encontrou o fóssil de um dinossauro enquanto passeava com o pai em Alberta, no Canadá. Depois de enviarem uma fotografia ao Museu Royal Tyrrell, ficaram a saber …