MP diz que há provas de luvas nos negócios da PT

Mário Cruz / Lusa

-

Há indícios claros do pagamento de “luvas” nos negócios da Portugal Telecom, nomeadamente envolvendo as brasileiras Vivo e Oi, considera a investigação do Ministério Público em torno do caso que envolve José Sócrates.

Segundo o CM, que teve acesso a extractos da investigação, o Ministério Público defende que “a prova revela que os fundos acumulados na Suíça tiveram origem em diferentes agentes económicos”.

Nestes estarão incluídos, além do ex-Grupo GES, também o Grupo Lena e as empresas do empreendimento Vale do Lobo, cujos principais accionistas foram administradores da ESCOM.

Os referidos agentes económicos terão sido beneficiários de negócios que envolveram a Portugal Telecom, de contratos imobiliários, de obras públicas, de concessões rodoviárias e de financiamentos pela CGD”.

O MP acrescenta, segundo o CM, que “todos estes negócios tiveram o suporte em decisões governamentais, no tempo de governos presididos pelo arguido José Sócrates”.

O CM transcreve também um acórdão do Tribunal da Relação de Lisboa, no âmbito de um recurso da defesa do vice-presidente do Grupo Lena, Joaquim Barroca, também arguido na Operação Marquês.

O acórdão refere “a montagem de sucessivas operações de branqueamento, através da autorização da passagem pelas suas contas e da justificação como prémios de sucesso de fundos com origem, quer ao nível do Grupo Espírito Santo, quer ao nível de Vale do Lobo”.

Estas operações terão sido “favorecidos por decisões políticas, como seja no caso da intervenção da CGD como accionista da PT e como investidor no Grupo do Algarve”.

Segundo revela também o jornal Expresso, na sua edição deste sábado, o Ministério Público suspeita que há 17 milhões de euros do “saco azul” do BES, envolvido nos “Panama Papers“, que estarão ligados a Sócrates através de alegados “contratos forjados” em negócios da PT.

“Não são suspeitas, são insultos”, alega Sócrates

A defesa de Sócrates reagiu entretanto, a estas novas alegações do MP, que levaram à realização de buscas na casa de Zeinal Bava e de Henrique Granadeiro, ex-gestores da PT.

Num comunicado citado pelo Jornal de Notícias, os advogados José Araújo e Pedro Delille notam que depois da “lenda do Grupo Lena e da lamentável invenção de Vale de Lobo“, aparece agora a PT.

“Há muito que se percebeu a táctica do Ministério Público – novas suspeitas para justificarem novos adiamentos”, considera a defesa de Sócrates

Os advogados notam que tantos as anteriores alegações, como as actuais, apresentam “ausência de factos concretos, susceptíveis de contradição e de prova” e um “registo especulativo”.

Segundo a defesa do ex-primeiro-ministro, “o MP nunca confrontou, como era seu dever legal, o engenheiro José Sócrates com as ditas suspeitas e com factos que lhes dessem substância – limitou-se a atirá-las para o espaço público através dos jornais”.

Não são suspeitas, são insultos, não é um processo, é uma perseguição“, concluem os advogados do ex-primeiro-ministro.

ZAP

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. O pasquim-mor cá do sitio vem hoje defender o seu heroi, com unhas e dentes a propósito da “entrevista”, que irá ser “analisada” pelo CSM. Era uma pena e uma tremenda derrota para o pasquim, que ficaria sem sem o seu “alimentador” de segredos de justiça e de elementos para a continuação do “julgamento popular”. O titulo de 1ª página do pasquim e o conteúdo da “opinião” escrita na página 18, não passam de uma suja chantagem sobre o CSM. Tão suja como o próprio pasquim.

RESPONDER

Tribunal europeu condena Portugal a indemnizar recluso por falta de internamento psiquiátrico

O Tribunal Europeu dos Direitos Humanos condenou o Estado português a pagar uma indemnização de 14 mil euros a um recluso por ter cumprido pena de prisão sem internamento psiquiátrico a que tinha sido condenado. A …

França acaba com máscara no exterior (e Espanha vai pelo mesmo caminho)

Em França, o uso de máscara na rua deixa de ser obrigatório a partir de quinta-feira. Espanha deverá seguir o mesmo caminho "em breve". O uso de máscara no exterior deixa de ser obrigatório em França …

Swissport em Lisboa para tentar comprar a Groundforce

O acionista maioritário da Groundforce, que está a tentar vender a sua participação na empresa de handling, encontra-se agora a negociar com os suíços da Swissport. Depois de o fundo espanhol Atitlan se ter afastado e …

BdP prevê taxa de desemprego de 7,2% e crescimento económico de 4,8%

O Banco de Portugal (BdP) prevê que a taxa de desemprego atinja 7,2% em 2021, recuando para 7,1% em 2022 e 6,8% em 2023, e que o emprego cresça 1,3% este ano. No Boletim Económico de …

Finlândia 0-1 Rússia | Miranchuk recoloca russos na corrida

A anfitriã Rússia conseguiu hoje uma determinante vitória na luta pelo apuramento para os oitavos de final do Euro2020 de futebol, ao bater a Finlândia por 1-0, em São Petersburgo. No primeiro jogo da segunda jornada …

Nove militares da GNR acusados de tortura

O Ministério Público (MP) do Porto acusou nove militares da GNR dos crimes de tortura e outros tratamentos cruéis, degradantes ou desumanos e sequestro agravado. O Ministério Público (MP) do Porto acusou nove militares da GNR, …

Costa garante que Lisboa terá o mesmo tratamento que os outros concelhos

Esta quarta-feira, num dia em que Portugal registou 1.350 novos casos ( 928 dos quais na região de Lisboa e Vale do Tejo), o primeiro-ministro afirmou que a capital terá o mesmo tratamento que os …

Salgado disposto a pagar à massa falida do GES para ficar isento de cumprir pena

Ricardo Salgado está disposto a pagar à massa falida do GES para ser dispensado de cumprir pena no processo que o irá julgar por três crimes de abuso de confiança, segundo a contestação da defesa …

PJ detém 12 pessoas por suspeitas de corrupção na Câmara de Loures

Entre os detidos pela Polícia Judiciária (PJ) estão dois empreiteiros, um arquiteto, um empresário ligado a uma obra particular e oito fiscais. Através da Unidade Nacional de Combate à Corrupção e no âmbito de inquérito dirigido …

Casos disparam: 1350 novas infeções e seis óbitos

Nas últimas 24 horas, houve 1.350 novos casos positivos de covid-19 e morreram seis pessoas, segundo os dados do boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS). Portugal registou 1.350 novos casos e seis óbitos por covid-19 …