Ministério Público abre inquérito à montaria na Herdade da Torre Bela

DR

Os animais mortos na Quinta da Bela, na Azambuja

O Ministério Público anunciou, esta segunda-feira, a abertura de um inquérito à montaria na Herdade da Torre Bela, na Azambuja, que resultou na morte de 540 animais.

A Procuradoria-Geral da República (PGR) confirmou ao jornal online Observador que o Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa Norte abriu um inquérito à montaria na Herdade da Torre Bela, na Azambuja.

“Confirma-se a instauração de um inquérito que corre termos no Departamento de Investigação e Ação Penal de Lisboa Norte (Alenquer)”, referiu a PGR, não referindo, porém, que crimes podem estar em causa.

Na semana passada, o ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, já tinha adiantado que, conjuntamente com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), iria apresentar queixa ao Ministério Público.

No mesmo dia, o governante anunciou que o ICNF suspendeu a licença da Zona de Caça de Torre Bela, com efeitos imediatos, e admitiu uma revisão da Lei da Caça. Mas, antes disso, no prazo de seis meses, adiantou o ministro, as quase 1500 zonas de caça turística em Portugal vão ser inspecionadas pelo mesmo instituto.

“Aquele ato é absolutamente vil e ignóbil“, classificou Matos Fernandes, assegurando que a prioridade do Governo é “fazer tudo para que isto não se repita”.

Questionado sobre a denúncia da Federação Portuguesa de Caça, que afirmou que a caçada terá ocorrido para poder ser construída uma central fotovoltaica no local, que se encontra em processo de consulta pública, o ministro do Ambiente recusou qualquer relação.

“Aquilo que o estudo de impacto ambiental diz é que uma parte daqueles animais têm de ser dali removidos. Remover não é abater“, sublinhou Matos Fernandes, acrescentando que “há muitas formas de o fazer e esta é abaixo da pior”.

Herdade da Torre Bela apresenta queixa-crime

Esta segunda-feira, a Herdade da Torre Bela também anunciou que apresentou uma queixa-crime junto do Ministério Público contra a entidade promotora da caçada e contra desconhecidos.

A queixa-crime foi apresentada contra a empresa “Monteros de la Cabra” e o seu responsável, Mariano Morales, e contra desconhecidos, através do advogado Alexandre Monta Pinto.

Anteriormente, a herdade já tinha afirmado não ter responsabilidades no sucedido e repudiado a forma “ilegítima” como decorreu uma montaria na sua propriedade, afirmando que ponderava recorrer à justiça para ser ressarcida dos prejuízos causados.

No comunicado hoje divulgado afirma-se que a Herdade da Torre Bela foi “a única entidade fortemente lesada, no seu património e reputação” pela realização da “montaria ilegítima e abusiva” a 17 de dezembro.

“É hoje absolutamente evidente que esta caçada ocorreu em inequívoca violação dos direitos de caça adquiridos e ultrapassando os limites acordados por contrato com a entidade exploradora da caçada, limites fixados pela Zona de Caça Turística em conformidade com o permitido pela licença e pelo plano de gestão por si aprovado e que se encontrava à data, em vigor.”

A Herdade da Torre Bela reitera que a caçada em causa “não tem qualquer relação com nenhuma outra eventual atividade da Herdade ou dos seus proprietários”.

O caso veio a público, na semana passada, depois de o jornal online O Fundamental ter divulgado que 540 animais, a maioria veados e javalis, tinham sido abatidos numa montaria.

  ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Pedro Sánchez promete abolir a prostituição em Espanha, por considerar que esta "escraviza" as mulheres

Espanha é um dos países europeus com mais trabalhadoras na indústria do sexo, as quais são sobretudo originárias de países da Europa mais pobres, da América Latina e de África. O primeiro-ministro espanhol Pedro Sánchez anunciou …

"Um milagre". Dois jovens sobreviveram quase uma semana no deserto australiano

Dois jovens, de 14 e 21 anos, sobreviveram durante quase uma semana no deserto, sem água e sem comida, depois de se terem perdido no Território do Norte, na Austrália. A polícia fala num verdadeiro …

Carlos Moedas

Moedas vai "dar tudo como presidente" e exige que seja respeitada a legitimidade do seu mandato

Carlos Moedas tomou posse, esta segunda-feira, como novo presidente da Câmara de Lisboa, tendo falado dos objetivos para o próximo quadriénio e deixado um elogio ao seu antecessor e alguns avisos à esquerda. Depois dos cumprimentos …

Chanceler austríaco Sebastian Kurz

Sondagens falsas e notícias favoráveis. O lado negro de Sebastian Kurz foi desmascarado

Sebastian Kurz e pessoas que lhe são próximas foram acusados de tentar garantir a sua ascensão à liderança do partido e do país com a ajuda de sondagens manipuladas e notícias favoráveis na imprensa, financiadas …

Tem uma carreira de sonho na Nike, mas cometeu um homicídio há 65 anos

O presidente da Jordan Brand, Larry Miller, revelou que, há 56 anos, matou um adolescente nas ruas de Filadélfia, nos Estados Unidos. O presidente da Jordan Brand — marca do ex-jogador de basquetebol Michael Jordan — …

Rio diz que decisão sobre eventual recandidatura está "quase tomada"

O presidente do PSD afirmou, esta segunda-feira, que a decisão sobre a sua eventual recandidatura está "quase tomada" e será anunciada em breve. Em declarações aos jornalistas à chegada à tomada de posse do novo presidente …

Mihajlovic: "Vou tentar manter a calma, mas é difícil"

Treinador do Bolonha furioso com os cartões amarelos mostrados para "compensar" uma expulsão. Beto voltou a marcar. Udinese e Bolonha entraram em campo neste domingo como protagonistas de um dos jogos menos mediáticos da oitava jornada …

Marcelo Rebelo de Sousa

Marcelo avisa que não pode haver "casos de mau uso e de fraude" com os fundos europeus

O Presidente da República avisou, esta segunda-feira, que a "última coisa" que pode acontecer com os fundos europeus são "casos de maus uso e de fraude", garantindo que os portugueses "não perdoariam" que isso acontecesse. Questionado …

O empresário John Textor

Nova direção do Benfica vai reunir-se com John Textor

O empresário John Textor, que celebrou um acordo com José António dos Santos para aquisição de 25% do capital social da SAD do Benfica, vai ser recebido pela nova direção do clube esta quinta-feira. "Após explícita …

Vítimas do ataque na Noruega foram mortas com facadas e não com arco e flecha

A polícia norueguesa esclareceu, esta segunda-feira, que as cinco vítimas mortais do ataque perpetrado na semana passada foram esfaqueadas, afastando assim a tese inicial que as mortes tinham sido provocadas por um arco e flechas. Segundo …