Motoristas de matérias perigosas ameaçam com nova greve a partir de dia 7

Carlos Barroso / Lusa

O vice-presidente do Sindicato Motoristas Matérias Perigosas admitiu a possibilidade de uma nova greve, caso a ANTRAM não aceite que o salário base corresponda a dois salários mínimos nacionais e se não for criada uma carreira específica.

Questionado à saída da reunião entre o sindicato e a ANTRAM sobre se uma nova greve está em cima da mesa, Pedro Pardal disse apenas: “Muito provavelmente”. O vice-presidente sindical considerou uma “afronta” o facto de o representante da ANTRAM, segundo as suas declarações, “não vir preparado”.

” Trouxemos hoje uma proposta de um contrato coletivo de trabalho com mais de 70 artigos. A ANTRAM disse que foi surpreendida pelas nossas reivindicações. Nós não estamos a reivindicar nada a mais do que aquilo que já foi reivindicado ainda antes de iniciarmos a greve”, disse Pedro Pardal Henriques.

O vice-presidente do SNMMP adiantou ainda que deu um prazo de uma semana à ANTRAM para que “se pronuncie concretamente sobre os dois principais temas que estão em cima da minha: reconhecimento oficial da categoria de motorista matérias perigosas e o salário base destas pessoas ser igual a dois salários mínimos nacionais”. “No final desta semana, veremos quais são as formas de luta que iremos utilizar“, acrescentou ainda.

A ANTRAM pareceu desvalorizar a possibilidade de uma nova greve. Pedro Polónio, presidente da direção nacional, explicou que “a ANTRAM não trabalha com ameaças de greve. Aceitamos aquilo que é fazível e que faz sentido”.

Em declarações à saída da reunião, Pedro Polónio confirmou que a ANTRAM, “naturalmente, não trazia nenhumas respostas porque não tinha, em primeiro lugar, tido acesso a uma proposta integral e, por outro lado, foi estabelecido um calendário de negociações até ao final deste ano”. “Como tal, achamos que não se pode querer respostas imediatas. É preciso refletir”, acrescentou.

O presidente da ANTRAM adiantou ainda que o objetivo desta reunião “foi ouvir o sindicato” e que agora irá pensar sobre ela. “De amanhã a oito dias, há uma nova reunião onde vamos tentar continuar as negociações — que foi para isso que nos propusemos“, acrescentou Pedro Polónio.

A primeira reunião após a desconvocação da greve que conseguiu esvaziar cerca de metade das bombas de gasolina do país em apenas dois dias. Entre as reivindicações dos motoristas de matérias perigosas está um salário de 1.200 euros, um subsídio de 240 euros e a redução da idade de reforma.

O Governo, através do ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos, conseguiu um acordo para pôr um ponto final na paralisação, definindo um calendário de negociações.

Durante os três dias de paralisação o sindicato conseguiu mais 200 sócios, que são agora mais de 700, num universo de cerca 900.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Falta de meios dificulta marcação de testes à Covid-19

Os utentes do Norte referenciados pelas autoridades de saúde para fazerem o teste à Covid-19 estão a ter grandes dificuldades na marcação nos laboratórios recomendados, devido ao disparo na procura e ao facto de a …

"Impõe-se manter as medidas de contenção", diz Marcelo

O Presidente da República afirmou esta terça-feira que se impõe manter as medidas de contenção que vigoram em Portugal, referindo que essa foi uma opinião unânime na segunda reunião técnica sobre a situação da covid-19 …

Crise poderá levar a Juve a vender Ronaldo por 70 milhões

A crise financeira causada pela pandemia de covid-19 poderá "obrigar" a Juventus a vender Cristiano Ronaldo por 70 milhões de euros, avança a imprensa italiana, frisando que existem mais dois cenários em cima da mesa. O …

Pavilhão Rosa Mota transformado em "Hospital de Missão" com 300 camas

O Pavilhão Rosa Mota, no Porto, entrará, na próxima semana, em funcionamento como “Hospital de Missão” e, com 300 camas, servirá para acolher doentes com poucos sintomas de covid-19 ou até assintomáticos sem “retaguarda familiar”. “Trata-se …

Maduro acusa EUA de provocarem "perigoso momento de tensão" no continente

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, enviou na segunda-feira uma carta aos governantes internacionais, alertando que os Estados Unidos (EUA), ao oferecerem uma recompensa por informações que levem à sua detenção, conduzem a "um perigoso …

Prestações ao banco vão subir para quem recorrer à moratória

As prestações dos créditos à habitação vão subir para empresas e clientes particulares que pedirem a sua suspensão no âmbito da moratória criada pelo Governo. Os juros vencidos durante os seis meses da moratória serão …

BE e PCP querem isenção do pagamento de propinas durante estado de emergência

O Bloco de Esquerda e o Partido Comunista Português consideram que os alunos do Ensino Superior devem ficar isentos do pagamento de propinas durante o estado de emergência. Tanto o BE como o PCP sempre defenderam …

Menina de 12 anos morre na Bélgica vítima da covid-19

Uma menina de 12 anos morreu esta segunda-feira na Bélgica devido à pandemia de covid-19, anunciaram esta terça-feira as autoridades de saúde deste país. "É um caso muito raro, mas que nos afeta muito, é um …

"Bomba" de Graça Freitas rebentou-lhe nas mãos. Governo rejeita cerco sanitário ao Porto

O Secretário de Estado da Saúde, António Sales, rejeitou, nesta terça-feira, a possibilidade de impor um cerco sanitário ao Porto. Esta hipótese foi avançada pela directora-geral da Saúde, Graça Freitas, e foi fortemente criticada por …

Novo máximo diário. Covid-19 mata mais 849 pessoas em Espanha

Espanha registou, nas últimas 24 horas, 849 mortos com o novo coronavírus, um novo recorde de falecidos num só dia, elevando o balanço total para 8189. Os números do Ministério da Saúde espanhol revelam ainda um …