“Bomba atómica.” Motoristas de matérias perigosas ameaçam com greve

Carlos Barroso / Lusa

No dia 15 de julho, há reunião entre o Governo e a ANTRAM. Se não houver acordo, a paralisação dos motoristas de matérias perigosas inicia-se a 12 de agosto sem data de término.

Dois sindicatos de motoristas de matérias perigosas decidiram entregar ao Governo, no próximo dia 15 de julho, um pré-aviso de greve. Nesse dia, o Executivo e os patrões receberão uma listagem de reivindicações, aumentos salariais e um pedido de legislação própria. A data para o início da paralisação é dia 12 de agosto.

Segundo o Expresso, os motoristas estiveram este sábado reunidos em congresso, em Santarém, e ambos os sindicatos equacionam o regresso à greve. Horas de discussão depois, ficou decidido, segundo informação transmitida pela SIC Notícias, entregar um pré-aviso de greve a apresentar numa reunião no próximo dia 15 de julho.

Nesse encontro, estarão os representantes dos dois sindicatos (o Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas e o Sindicato Independente dos Motoristas de Mercadorias), a associação representante do patronato, ANTRAM (Associação Nacional de Transportes Públicos Rodoviários de Mercadorias), a Fectrans (sindicato que tem um acordo coletivo de trabalho) e representantes do Governo: Ministério do Trabalho, Infraestruturas e Economia.

A listagem de reivindicações será apresentada ao mesmo tempo que há uma ameaça de uma paralisação a iniciar dia 12 de agosto, sem data definida para terminar.

Segundo a Lusa, a proposta “prevê um aumento do salário base de 100 euros nos próximos três anos (1.400 euros brutos para 2020, 1.600 para 2021 e 1.800 para 2022), melhoria das condições de trabalho e pagamento das horas extraordinárias a partir das oito horas de trabalho, entre outras medidas”.

Pedro Pardal Henriques, representante do SNMMP, disse que a ANTRAM não tem respeitado aquilo que ficou decidido. “Andam, fazem promessas e continuam a não cumprir as promessas e a ultrapassar tudo aquilo que é legal. Os motoristas estão a fazer isto porque não estão satisfeitos com as condições”, que classifica como “precárias”. A greve “é a bomba atómica que temos do nosso lado”.

Em abril, o Sindicato Nacional de Motoristas de Matérias Perigosas iniciou uma greve em busca da negociação de melhores condições profissionais com a ANTRAM, que se estendeu por quatro dias.

O Governo decidiu decretar a requisição civil dos profissionais, já que a paralisação afetava o “abastecimento de combustíveis aos aeroportos, bombeiros e portos, bem como o abastecimento de combustíveis às empresas de transportes públicos e aos postos de abastecimento da Grande Lisboa e do Grande Porto”.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. …é triste quando um estado que se diz livre e justo usa o direito à greve para insultar, ameaçar e prejudicar gente inocente.
    Algo está muito errado.

    • Estado?!
      Insultar e ameaçar?!
      Acho muito bem que os motoristas lutem pela melhoria das condições de trabalho!!
      Se as petrolíferas tem tanto lucro, algum pode ser distribuído pelos que transportam os combustíveis.

    • Não prejudica “gente inocente”….. mais adequado, é perturbar a vida normal dos Portugueses em geral, certo é que as petrolíferas ao ceder, irão compensar o custo por via de aumento dos combustíveis, disso não tenho a minima duvida. Portanto, Sr. Eu!…….. prepare o porta-moedas, porque se aumenta o combustível, inevitavelmente aumentam os bens essenciais !

RESPONDER

"Tenho muitas dívidas, muito financiamento por pagar"

Isabel dos Santos explicou em entrevista à Lusa a origem dos seus investimentos, salientando serem totalmente privados, o que a levou a criar muitas dívidas. Disse ainda que os empresários têm dificuldade em trabalhar e …

Estados Unidos autorizados a aplicar taxas sobre produtos europeus

A Organização Mundial do Comércio (OMC) autorizou oficialmente esta segunda-feira os Estados Unidos a aplicar taxas alfandegárias sobre 7500 milhões de dólares de importações oriunda da União Europeia devido aos subsídios dados à Airbus. A OMC …

Tribunal rejeita providência cautelar requerida pela Ordem dos Enfermeiros contra ministério

O Tribunal Administrativo do Círculo de Lisboa rejeitou a providência cautelar pedida pela Ordem dos Enfermeiros (OE) contra o Ministério da Saúde no processo de sindicância à OE, anunciou esta segunda-feira o Governo. Em comunicado, o …

Paraísos fiscais. Portugal transferiu 672 milhões em 2018

Os bancos a operar em Portugal transferiram 672 milhões de euros no ano passado para territórios que constavam das listas de offshores problemáticos da União Europeia. Em 2018, os bancos a operar em Portugal transferiram 672 …

Discurso da Rainha. Entre crime, saúde e imigração, o Brexit foi destaque

Várias propostas de lei relacionadas com o Brexit destacam-se no programa do governo britânico para os próximos meses apresentado esta segunda-feira pela rainha Isabel II no parlamento, o qual inclui a implementação de um eventual …

Conservadores polacos vencem legislativas com maioria absoluta

Os conservadores nacionalistas no poder na Polónia venceram as eleições legislativas com 45,16% dos votos, de acordo com os resultados oficiais que se referem à contagem de 82,79% das circunscrições. O partido conservador eurocético Lei e …

Ambulâncias rejeitadas no Hospital de Setúbal por sobrelotação das urgências

Ambulâncias que chegavam ao Hospital de São Bernardo, em Setúbal, durante a tarde de domingo, foram encaminhadas para outros hospitais. As urgências do centro hospitalar estavam sobrelotadas. Entre as 12h e as 16h30 deste domingo, o …

Professores regressam à greve ao trabalho extraordinário

A paralisação poderá comprometer as avaliações intercalares dos alunos, alertam os sindicatos que pedem o cumprimento do horário de 35 horas semanais. A greve dos professores ao trabalho extraordinário regressa esta segunda-feira às escolas, sem data …

Caos na Síria. Bombardeamentos turcos levam à fuga de centenas de militantes do Daesh presos

Cerca de 800 militantes do Daesh fugiram neste domingo da prisão de Ain Issa, de acordo com a administração autónoma curda, que acusa a Turquia de ter dado “cobertura aérea” para que a fuga fosse …

Supremo Tribunal espanhol reativa mandado de detenção europeu contra Puigdemont

Um juiz do Supremo Tribunal de Justiça espanhol, Pablo Llarena, aceitou o pedido do Ministério Público e reativou o mandado de detenção europeu para a extradição de Carles Puigdemont. O ex-Presidente do governo regional da Catalunha …