Mota Pinto: Pedras no caminho podem fazer com que a legislatura não chegue ao fim

rtppt / Flickr

Paulo Mota Pinto

O jurista, professor e político Paulo Mota Pinto considera que esta legislatura pode mesmo não chegar ao fim. Ao mesmo tempo, garante que o PSD mantém disponibilidade para negociar com os socialistas.

Em entrevista ao Expresso, Paulo Mota Pinto não usou eufemismos para afirmar que tem dúvidas de que a atual legislatura dura quatro anos.

“É um Governo minoritário e haverá várias curvas no caminho, com eleições autárquicas e presidenciais, por exemplo. Não seria trágico se durasse, mas há maiores probabilidades que a legislatura não chegue ao fim, até pelo contexto económico internacional”, afirmou o jurista, professor e político.

Sobre as negociações com os socialistas, Mota Pinto assegura que quem foge é o PS. Da parte do PSD há abertura e disponibilidade para negociar. “O PSD não quer formar uma coligação de governo nem um entendimento governativo com o PS, isso é claríssimo” admite.

No entanto, “há questões estruturais em relação às quais os dois grandes partidos devem entender-se e o PSD tem um papel importante em propor esses entendimentos. Há muito mais em comum entre PS e PSD do que entre PS e BE. Só que o PS tem fugido”.

Questionado sobre se faz sentido continuar a bater à porta, face à indisponibilidade dos socialistas para negociar, Mota Pinto é tenaz: “Claro que faz.” “A credibilidade não se conquista e não é reconhecida gritando muito no Parlamento ou fazendo bons debates. É por uma prática consistente, o tempo, a capacidade de ser digno de confiança.”

Ainda que adiante que o PSD não tem uma posição concreta sobre o Orçamento do Estado para 2020, Mota Pinto declarou, em declarações ao semanário, que os sociais-democratas não votarão favoravelmente. “O que seria normal era o PS viabilizar o OE com os seus sócios de investidura de Governo.”

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. O destino escreve direito por linhas tortas, todos nós as temos e nos acompanham desde o nascimento até á morte e António Costa não foge à regra nem ao destino.
    Tenho por hábito estudar as mãos de politicos enquanto estes gesticulam nos seus discursos. Com o nosso primeiro ministro fiz essa observação nesta úlltima campa para as eleições. Tal como escrevi aqui anteriormente previ a ascenção e queda antes do fim deste mandato. Pessoalmente não tenho ideologia politica, voto na pessoa e nunca no partido, eu gosto do Costa talvez pela sua humildade e simplicidade, quer como pessoa quer como governante, mas ao destino ninguém foge e vão surgir situações e tomadas de decisão que vão fugir ao seu controlo confirmando o que está escrito nas suas mãos. Fim do sucesso politico antes dos seus 62 anos de idade.

RESPONDER

Aeronave autónoma é uma alternativa acessível aos satélites (e já fez o seu primeiro voo)

A empresa Swift Engineering, em parceria com o Ames Research Center, da NASA, desenvolveu uma alternativa acessível aos satélites: uma aeronave autónoma de alta altitude e longa resistência. Já nasceu a alternativa acessível aos satélites: chama-se …

Reservas naturais chinesas salvaram os pandas da extinção (mas "esqueceram-se" dos leopardos)

Uma nova investigação revela que os esforços da China para salvar os pandas gigantes foram bem sucedidos, mas os mesmos falharam na proteção de outros animais que partilham o mesmo habitat, como é o caso …

Comunidade científica critica Trump por dizer que NASA estava "morta"

Na quarta-feira, o Presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, afirmou no Twitter que "a NASA estava fechada e morta" até que o próprio fez com que voltasse a funcionar, afirmação que gerou consternação na …

É "bastante provável" que chegue à Europa uma Cybertruck de menores dimensões

É "bastante provável" que uma Cybertruck de menores dimensões venha a ser produzida e chegue depois ao mercado europeu, revelou Elon Musk, CEO da Tesla, empresa que produz estas pickups elétricas. Questionado na rede social …

Mais seis mortos e 131 novos casos em Portugal nas últimas 24 horas

Portugal regista hoje mais seis mortos e 131 novos casos de infeção por covid-19 em relação a sábado, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde. O número de pessoas internadas é de 366, mais nove …

"Erro" do Instagram favoreceu conteúdo de Trump face ao de Biden

Um "erro" da rede social Instagram favoreceu durante dois meses o conteúdo gerado pela campanha de reeleição do atual Presidente norte-americano, Donald Trump, quando comparado com as publicações de Joe Biden, candidato democrata que está …

Fotografia partilhada nas redes sociais levou à suspensão de alunos nos Estados Unidos

Pelo menos dois alunos da North Paulding High School, no estado da Georgia, dizem ter sido suspensos depois de terem partilhado nas redes sociais uma fotografia na qual é possível ver um corredor da escola repleto …

Estado de Nova Iorque com mais mortes por Covid-19 do que França ou Espanha

Os Estados Unidos registaram 1.252 mortos e 63.913 infetados com o novo coronavírus nas últimas 24 horas, segundo uma contagem independente da Universidade Johns Hopkins. Os últimos números de casos e óbitos registados devido a Covid-19 …

Turistas voltam a viajar, mas optam pelo low-cost

Mesmo num contexto de pandemia mundial o desejo de ir de férias continua vivo. Os turistas voltaram a procurar voos, contudo as opções recaem em percursos de curta distância e mais económicos. Ao longo dos últimos …

Ventura anuncia recandidatura ao Chega e só sai do parlamento quando “metade daquela esquerda" sair

André Ventura anunciou esta noite a recandidatura à liderança do Chega, numa cerimónia em Leiria em que disse que só vai sair do parlamento “quando metade daquela esquerda sair”. “Estamos a fazer uma revolução democrática e …