Morto. Quem o faz odeia o Porto.

O presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Moreira, reagiu este domingo no Facebook com fortes críticas contra os desconhecidos que este fim de semana colaram em diversos locais da cidade cartazes com o dístico ‘Morto.’

Numa reacção à colagem, em diversos locais da cidade do Porto, de cartazes com o dístico ‘Morto.’, numa clara alusão à marca ‘Porto.’ lançada em 2014 pela autarquia, Rui Moreira diz este domingo no Facebook que “quem o faz odeia uma marca que procura maltratar por puro ódio e por aversão ao sucesso“.

Nos últimos dias, estes autocolante têm sido colados na cidade. Não conheço os autores, que se dispuseram a produzir numa gráfica milhares deles. Não conheço quem os financia nem qual o fim que perseguem“, diz o presidente da câmara portuense.

“Podemos presumir que isto tem a ver com as eleições e são meus adversários. Ou achar que não, e que são, simplesmente, cobardes que nada têm a fazer ao dinheiro. Em qualquer dos casos, quem o faz odeia o Porto. E odeia uma marca que procura maltratar por puro ódio e por aversão ao sucesso”, acrescenta o autarca.

A marca ‘Porto.’, reconhecida hoje no Mundo, premiada com os maiores galardões do planeta, como o Graphis, o D&AD Awards ou os European Design Awards foi um dos factores que mais contribuiu para a sedimentação da imagem da cidade e que mais fez pela criação de um destino capaz hoje de atrair investimento”, realça Rui Moreira.

“Adorada no Mundo, odiada, por cá, por alguns cobardes de duas caras. A isto, o meu Porto sabe – sempre soube – como responder”, conclui.

Concebida pelo designer Eduardo Aires, director de arte da White Studio, a marca “Porto.’ foi lançada a 29 de setembro de 2014, e pretende “corporizar não apenas a identidade  da Câmara do Porto e suas empresas municipais, mas também a identidade da cidade” – que mantém ainda hoje nas cores da sua bandeira o verde e branco.

(dr)

Nas redes sociais, as opiniões acerca da colagem dos cartazes ‘Morto.’ dividem-se entre os que consideram ser uma iniciativa de pré-campanha para as autárquicas de outubro, e os que acham que poderá ter outra qualquer motivação – eventualmente relacionada com o futebol.

Numa coisa parecem estar todos de acordo: se alguém sair a ganhar com a polémica, será mesmo a candidatura do próprio Rui Moreira.

ZAP //

PARTILHAR

17 COMENTÁRIOS

  1. Estive muito atenta a essa publicação, e reparei que o Sr. Rui Moreira “esconde” qualquer comentário que não seja a elogiá-lo ou a insultar os criadores da iniciativa “Morto.”.
    Se estiverem atentos qualquer comentário de um cidadão a alertar para a morte lenta da Cidade, da sua cultura, da sua população, da sua identidade… desaparece em menos de dois minutos. O autor visualiza-o ainda, mas mais ninguém consegue ler o que foi escrito.
    E assim vai a democracia 🙂

    • Então acha bem esta campanha absolutamente nojenta. “E assim vai a democracia” Se calhar prefere a anarquia. Assim já é possível fazer algo de tão execrável. Não gosto do Rui Moreira e nunca gostei, mas estão a atacar a minha cidade e isso eu não admito! Achar que repudiar uma “campanha” destas é um atentado á democracia é ser anti-democrático. Será que sabe o que isso é?
      Nota: Se o Porto não o quiser mais na Câmara, basta não votar nele e dar a vitória a outro/a (sim, porque é um dever ir votar e não ficar em casa ou ir á praia, como fazem estes anormais que insultam o meu Porto). Não é necessário recorrer a meios, no mínimo, reprováveis (ia dizer nojentos, mas achei que seria uma palavra muito forte).

  2. Sem falar na quebra de direitos de autor! Plágio descarado! Eu adoro o Porto! Eu não gosto do Rui Moreira. Eu!… Nunca faria algo assim! Isto não é política! É pura e simplesmente parvoíce! Esta “gente” (e utilizo a palavra de forma bem ligeira) não vota! Não vota porque não quer. Porque é “gente” parva (e estou a ser simpático com o adjectivo “parva”)!

  3. Como qualquer Português que se preza, acho absolutamente repugnante a campanha que estão a levar a cabo contra o Morto, perdão, contra o Porto.

    Não desejo mal algum ao Morto, perdão, ao Porto; muito pelo contrário, desejo-lhe as maiores felicidades.

    No entanto no que toca ao campo futebolístico, apenas me apraz dizer… antes Morto que Porto!

    • Podias ser um pouco mais respeitoso. Olha que teria muitas coisas a dizer da capital… Muuuitos insultos, mas não o faço. Fico só com esta para levares para casa. Portugal não tem Lisboa no nome, mas Porto (gal)…
      Não confundas o futebol com a grande cidade (e distrito) que o Porto é! Até sou adepto de um clube lisboeta (porque Lisboa até tem coisas boas… poucas mas em) mas adoro e respeito a minha cidade que, embora não seja natural de lá, sinto como se fosse. Por isso respeitinho, Filha da… e mais não digo. Não sou malcriado como tu!

      • Esse argumento do nome de Portugal derivar de Porto é o único argumento válido que tens, e usaste-o muito bem. No entanto isso teria algum peso se eu fosse nacionalista, o que não é o caso. Para mim este país até poderia chamar-se Farogal, Gaiagal, Conimbrigal, Setugal, ou outro Gal qualquer, que para mim seria exactamente igual! Vê lá tu que eu até sou daqueles que apoiaria de bom grado a independência das terras a norte do Douro! E olha que tenho uma costela bem lá de cima, do Alto Minho!

        Entretanto se te deres ao trabalho de reler o meu comentário com atenção, verás que não ofendi nada nem ninguém, por isso não entendo qual o teu problema.

        Relativamente à educação que dizes eu não ter, mas tu sim… nem sequer vale a pena comentar.

        Tens um sentido de humor muito Tuga, lá isso tens.

        • Para já Tuga não sou! Sou português e com muito orgulho (embora concorde que o país não vai bem). Não és nacionalista? Não me digas que és um cidadão do Mundo, não? Isso é uma grande treta! Tens uma costelalá de cima. Deve ser uma costela bem estragada.
          Porquê a minha agressividade (problema)? Porque tu realmente ofendes usando frases como “Morto, perdão, contra o Porto”, “Não desejo mal algum ao Morto, perdão, ao Porto”. Se estavas a ser irónico devias ser mais claro, mas não me parece. Tu até dizes que não és nacionalista (que para mim é amar o meu país mas respeitando todos os outros, amar onde nasci)…
          Quanto “nome de Portugal derivar de Porto é o único argumento válido que tens”… Argumento válido? De quê? Achas que usei esse argumento para rebater aquilo que foi feito? Nãaaaaoooo…. Estás muito enganado. Era só uma piada. O Porto é MUITO MAIS que uma parte do nome da minha nação. Argumentos? Se ainda não vieste ao Porto, convido-te a vir. Vais descobrir milhões de argumentos! Se já vieste e nada viste, então estás a usar óculos de uma outra região (mas próxima). Os de Penafiel!

          • Falas, falas, falas, e continuas a falar… deves ser um chato do caraças.

            Voltando ao tema…

            Eu vivi no Morto, perdão, no Porto durante quase 3 anos, por isso posso afirmar que o conheço bastante bem. E tu? Conheces a capital do teu país da mesma forma que eu conheço o Morto, perdão, o Porto? Duvido.

            • Como!? O quê? Algo zumbiu no meu ouvido… Não foi nada. Devo ter-me esquecido de descarregar a sanita e, já se sabe como são as moscas… Não resitem.

              Nota: Este total desprezo ao que dizes é só em resposta ao teu total respeito a mim e ao Porto (que dizes conhecer – conheces uma ova!). Vai pó car… E isto é á Puartú!!!

            • Bem… Parece que em Lisboa também há malcriados…
              Ah! Não confudas PORTO com o FCP! Um grande erro. Mas o que esperar de um Lisboeta tapado (porque há gente decente em Lisboa)?

  4. Sou do Porto, nasci e vivo no Porto e ainda não vi esses cartazes!!!O único que vi( e era um autocolante) tinha Morto e por baixo tinha “Eurpoean Best Gentrification 2017”. Penso que tal se refere ao facto da cidade estar a ser ocupada por turistas , de se estar a tornar numa cidade cheia de hoteis, de hostais ,de hosteis e coisas do género. Na baixa portuense quase que não se ouve falar português e os portuenses não têm possibilidades financeiras de morar na sua cidade. Parece-me que estes cartazes/colantes é uma chamada de atenção para esta nossa ( sim , minha também) tristeza de ver desaparecer o Porto

    • Tenho a mesma opinião, mas cada um vê o que quer ver!
      Obviamente que o Rui Moreira tentou logo tirar dividendos políticos desta situação…ahhh é para as pessoas verem que eu defendo o porto com unhas e dentes, votem em mim… ridículo!!!
      O porto é uma cidade linda e infelizmente está a morrer de dia pra dia.. o Porto esta quase Morto! Daí o cartaz Morto.

    • Oh minha cara senhora, benza-se mas é, e agradeça o facto de Portugal estar a ser invadido por turistas, pois a Indústria do Turismo é a única que pode levar este país para a frente.

      O turismo gera riqueza.

      Ou será que prefere ter a sua cidade cheia de gente que fala Português, mas que apenas sabe falar de crise, miséria, dificuldades, e afirmar que a culpa é do governo, e blablabla blablabla blablabla?!

      E não se preocupe que o Morto, perdão, o Porto, não vai desaparecer. Vai apenas mudar um pouco, para melhor… tenhamos fé nisso.

RESPONDER

Brad Parscale, ex-diretor de campanha de Trump, hospitalizado após tentativa de suicídio

O antigo diretor digital de campanha de Donald Trump, Brad Parscale, foi hospitalizado depois de a mulher ter alertado para tentativa de suicídio. Brad Parscale, ex-diretor digital de campanha do atual Presidente dos Estados Unidos, Donald …

Variante de SARS-CoV-2 oriunda de Itália marcou início da pandemia. Circulou durante dias sem controlo

O arranque da epidemia em Portugal foi marcado pela “disseminação massiva” de uma variante do SARS-CoV-2 com uma mutação específica, que começou a circular nas regiões Norte e Centro mais de uma semana antes do …

Existem 51 surtos ativos de covid-19 em lares e 12 em escolas

Existem atualmente em Portugal 51 surtos ativos de covid-19 em lares e 12 em escolas, revelou esta segunda-feira, em conferência de imprensa, a diretora-geral da Direção-Geral da Saúde, Graça Freitas. Sem identificar especificamente os lares …

Catalunha. Supremo Tribunal espanhol confirma inabilitação de Quim Torra

O Supremo Tribunal espanhol confirmou esta segunda-feira a inabilitação por um ano e meio do presidente do governo regional da Catalunha, Quim Torra, por desobediência à junta eleitoral central. O acórdão, aprovado por unanimidade, obriga Torra …

Já há mais 6.829 mortes do que em 2019, mas covid-19 só fez 2 mil. Óbitos em casa subiram 18%

Desde o início da pandemia, há registo de um aumento de 18% de óbitos que ocorrem em casa e as mortes em investigação subiram 24%. Nos hospitais há uma subida de 5,6% na taxa de …

PCP diz que pandemia é usada como pretexto para intensificar exploração dos trabalhadores

O secretário-geral do PCP consideraque a pandemia de covid-19 está a ser utilizada como pretexto para se tentar fazer regredir décadas em conquistas de direitos, através do que apelidou de "teorias do 'novo normal'". Jerónimo de …

Morreu o bailarino e coreógrafo Jorge Salavisa

O bailarino e coreógrafo Jorge Salavisa, que dirigiu o Ballet Gulbenkian e a Companhia Nacional de Bailado (CNB), morreu esta segunda-feira, aos 81 anos, confirmou à agência Lusa fonte oficial da CNB. A notícia da morte …

Suíça chumbou restrições à entrada de estrangeiros proposta por nacionalistas

Os suíços votaram em referendo, este domingo, contra a imposição de restrições à imigração para cidadãos da União Europeia. Os eleitores rejeitaram por 61,7% a iniciativa popular lançada pela direita populista do SVP, maior partido do …

Portugal com 425 novas infeções e 4 óbitos. Há mais 24 pessoas internadas

Portugal contabiliza esta segunda-feira mais quatro mortos relacionados com a covid-19 e 425 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Desde o início da pandemia, Portugal …

Biden critica escolha de Amy Coney Barrett para o Supremo (e acusa Trump de querer eliminar Obamacare)

O candidato democrata à Casa Branca, Joe Biden, acusou hoje o Presidente Donald Trump de querer colocar no Supremo Tribunal dos Estados Unidos uma juíza conservadora para poder eliminar o seguro de saúde Obamacare em …