Montenegro entra na pré-campanha do PSD. Quer “contrariar sondagens”

PSD / Flickr

O ex-líder parlamentar do Partido Social Democrata (PSD), Luís Montenegro

O antigo líder parlamentar do PSD Luís Montenegro, que em janeiro desafiou Rui Rio, entrou esta quinta-feira na pré-campanha do partido para as legislativas de outubro, em Lamego, sustentando que todos se devem esforçar para ajudar o partido e contrariar os resultados das sondagens.

“O que tem de se concretizar, e por isso eu estou aqui, é o esforço de todos os militantes, dirigentes e candidatos do PSD em fazerem passar a nossa mensagem, em reforçarem a nossa capacidade eleitoral, em contrariarem aqueles que são hoje os resultados das sondagens”, afirmou, durante uma visita à Festa da Nossa Senhora dos Remédios.

Luís Montenegro mostrou-se convencido de que “a proposta do PSD é muito mais vantajosa para o futuro do país do que a proposta do PS”, sendo que esta opção política se faz através da eleição dos deputados. “É esse o meu esforço. Eu faço a minha quota parte, que é neste momento muito limitada, e desejo que todos façam o mesmo”, frisou.

Luís Montenegro desafiou em janeiro Rui Rio a convocar diretas no partido, repto rejeitado pelo presidente do PSD que apresentou uma moção de confiança à direção, aprovada com cerca de 60% dos votos em Conselho Nacional.

O potencial candidato à liderança do PSD lembrou que a última vez que apareceu também foi numa campanha eleitoral, para o Parlamento Europeu.

“Já tinha afirmado que estaria indiscutivelmente ao lado do PSD na batalha eleitoral que se seguia, que é esta, das eleições legislativas”, realçou, explicando que Lamego é uma terra que lhe “diz muito” e onde tem raízes familiares.

Escusando-se a falar de “questões diretas do PSD”, Luís Montenegro optou por criticar o PS e o primeiro-ministro, António Costa, que “toca em tudo, mas depois foge antes de resolver os problemas”. “O PS limita-se a gerir o dia a dia, limita-se a distribuir a riqueza que o país foi acumulando nos últimos anos, fruto da recuperação que o Governo anterior empreendeu”, criticou o antigo líder parlamentar social democrata.

Na sua opinião, Portugal devia “ter aproveitado estes anos para incrementar mais o crescimento” e estar preparado “para o momento em que a economia global pode eventualmente trazer algumas dificuldades”. “Se eventualmente isso acontecer, fruto desta falta de visão do PS, nós sofreremos os efeitos que eram absolutamente evitáveis se tivéssemos pensado mais no futuro e não tanto na festa do dia a dia”, sublinhou.

Luís Montenegro contou que tem vários convites para participar em ações de campanha, para os quais está disponível, desde que se acerte a sua disponibilidade com a das candidaturas e “o interesse global” do partido.

“O que eu quero é que, no fim do dia, a minha participação também possa trazer alguma mais-valia, mesmo que seja muito pequena, e que possa contribuir para um bom resultado do PSD”, nas eleições de 6 de outubro, afirmou.

Durante a tarde desta quinta-feira, Montenegro acompanhou os candidatos do círculo eleitoral de Viseu, liderados por Fernando Ruas, que foi eurodeputado entre 2015 e 2019.

O ex-presidente da Câmara de Viseu e da Associação Nacional de Municípios Portugueses garantiu aos jornalistas que será “a voz do interior em Lisboa”. “Não me conformo que tenhamos apoios fortes da coesão e que eles, por artifícios que nós vamos conhecendo, vão parar todos a Lisboa. Só somos países da coesão porque temos, infelizmente, territórios como este que estão muito abaixo da média europeia”, afirmou Fernando Ruas.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Com este aventaleiro, o PSD pode esperar sentado por algum resultado positivo !…. Já estamos mais que saturados, das lengalengas Partidárias e Politiquices que nos conduzem sempre ao mesmo; Nos interesses instalados, não se mexe. Ultra Liberalismo e corrupção são a mama dos aparelhos Políticos. Certo é que os pilares fundamentais da Sociedade; Saúde, Justiça, Educação e equidade Social, continuam e no meu ver continuaram na penúria, ao favor da alta finança !

Trump obriga grupo chinês a vender operações do TikTok nos EUA

O Presidente norte-americano deu, na sexta-feira, 90 dias ao grupo chinês ByteDance para vender as suas operações do TikTok nos Estados Unidos, segundo um decreto presidencial assinado por Donald Trump. Trump tem acusado nos últimos meses, …

Pandemia fez com que quase metade dos portugueses poupe menos

Quase metade dos portugueses (48%) afirma poupar menos devido ao impacto da pandemia, embora mais de um terço assuma que a crise sanitária está a ter um efeito positivo nos seus gastos, segundo um estudo …

"Ministra da Insensibilidade Social". CDS pede a demissão de Ana Mendes Godinho

O CDS criticou este sábado a reação da ministra a Solidariedade Social à morte de 18 idosos num lar em Reguengos de Monsaraz e considerou que Ana Mendes Godinho desvaloriza o impacto da pandemia nos …

Esgotos de dois milhões de portugueses monitorizados para prever segunda vaga de covid-19

Os esgotos de dois milhões de portugueses estão a ser monitorizados para detetar a eventual presença do vírus da covid-19 e prever uma nova vaga. O Jornal de Notícias avança este sábado que a análise está …

Covid-19. Mais 198 infetados e 3 mortes em Portugal

Portugal registou nas últimas 24 horas mais 198 casos de infeção por covid-19 e três óbitos, de acordo com o boletim epidemiológico publicado pela Direção-Geral da Saúde (DGS). O boletim epidemiológico Direção-Geral da Saúde (DGS) desde …

Média já divulgaram publicidade institucional (mas Estado ainda não lhes pagou)

O Sindicato dos Jornalistas lamentou esta sexta-feira que o Governo não tenha disponibilizado os 15 milhões de euros relativos à compra antecipada de publicidade institucional, vincando que o executivo está em dívida com as empresas …

Autoridades admitem que extrema-direita vá vigiar manifestações antifascistas de domingo

A Frente Unitária Antifascista anunciou que vai organizar no próximo domingo duas manifestações - uma Lisboa (Praça Luís de Camões) e outra no Porto (Avenida dos Aliados). O mote é a luta contra o fascismo. Estas manifestações …

Marcelo não entende por que Portugal continua na "lista negra" do Reino Unido (e leu os relatórios de Reguengos)

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse, em declarações transmitidas pela RTP3, que não entende porque é que Portugal continua na "lista negra" do Reino Unido. Em declarações transmitidas pela RTP3 a partir de …

Estado só recuperou 21% dos créditos tóxicos do BPN

O Estado apenas recuperou 21% dos créditos tóxicos do Banco Português de Negócios, que derivaram da nacionalização da instituição bancária em 2008. Até final de 2019, o Estado só conseguiu recuperar 21% da carteira de créditos …

Novas matrículas "só" vão durar 45 anos (por causa das palavras obscenas)

O novo formato de matrículas entrou em vigor a 2 de março. As novas matrículas vão durar menos tempo do que poderiam porque não serão usadas combinações “que possam formar palavras ou siglas que se …