“A Momo já não existe”. Criador destrói a figura

(dr)

Desde 2018, a palavra Momo tornou-se sinónimo de terror para muitas crianças e adolescentes, desde que a figura estranha invadiu o WhatsApp, alegadamente incentivando jovens a automutilarem-se ou a suicidarem-se.

De acordo com várias relatos de crianças, a figura aterradora voltou, surgindo agora no Youtube, no meio de vídeos da “Porquinha Peppa” ou de jogos como o “Fortnite”.

No entanto, o artista da escultura original da Momo vem agora a público afirmar que destruiu a figura e que as crianças não têm com se preocupar — a Momo está morta.

Keisuke Aiso, 43, é o escultor japonês responsável pela criação da estranha e aterradora boneca. Tal como relata ao The Sun, o japonês sente-se “responsável” por aterrorizar crianças de todo o mundo, depois de ter visto o seu trabalho ser roubado pelos indivíduos que levaram a cabo o Momo Challenge.

Keisuke Aiso garante que a figura, feita de borracha e óleos naturais, já não existe desde o outono passado, e manteve apenas um olho da peça original, que pretende reciclar num novo trabalho: “Estava podre e deitei-a fora. As crianças podem ficar descansadas, a Momo já não existe e a maldição acabou”.

O trabalho original de Keisuke Aiso, de seu nome “Mother Bird”, não teve grande expressão no momento em que foi criado, em 2016, e exposto numa galeria de arte alternativa em Tóquio, Japão.

Keisuke Aiso assume que tem sentimentos contraditórios sobre o sucedido. “Por um lado, as pessoas que usaram a imagem do meu trabalho trouxeram-me imensos problemas e sinto-me mal por ter causada dor a muitas crianças. Mas por outro, como artista, tenho algum apreço pelo facto de a minha peça de arte ter sido vista por todo o mundo”, afirmou.

Para criar a escultura, o artista japonês foi inspirado por uma história de terror japonesa sobre uma mulher que morre durante o parto e regressa como uma mulher-pássaro para assombrar a região onde morreu. Na cultura japonesa, a mesma história conta que a mulher tenta entregar um bebé a estranhos e desaparece antes de a criança se transformar em paus ou pedras.

Keisuke Aiso, que também cria figuras para programas de televisão, confessou que sabia que estava a criar algo assustador, escreve a revista MAGG: “Quando fiz a peça, e tenho de ser honesto, tinha todas as intenções de assustar as pessoas”.

O Momo Challenge, na onda do famoso “Ice Bucket Challenge”, terá levado crianças a executarem atos violentos, incluindo auto-mutilação, e que terá culminado no suicídio de algumas, com ameaças de morte à família e amigos das vítimas, caso não cumpram os desafios determinados.

Em 2018, surgiu a notícia de que uma jovem argentina de 12 anos se suicidou por causa da Momo, algo que nunca foi confirmado oficialmente.

Já neste ano, vários meios de comunicação social anunciaram que 130 jovens se tinham suicidado na Rússia por causa deste fenómeno. Também neste caso não há registos oficiais que o comprovem.

Em 2017, tinha surgido a notícia de que precisamente 130 jovens se tinham suicidado na Rússia por causa do “Baleia Azul”, um anterior fenómeno que se espalhou pela Internet e que provocou muita preocupação entre pais por todo o mundo.

Até agora, não há registo oficial de mortes relacionadas diretamente com a Momo, apesar de várias forças de autoridade, por todo o mundo, terem emitido alertas.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Creio que o problema não será tanto a tal “Momo” mas sim aqueles que, com índole perversa e até macabra, dela se aproveitaram…. a ser assim, esses poucos segundos “infiltrados” em videos, jogos ou outros conteúdos destinados às crianças e jovens, por lá continuarão na net, a fazer potenciais danos irreversíveis…

      • Nas crianças?! Bem, das duas uma: se estava a ser irónico e a chamar “crianças” a quem coloca estas porcarias na net, concordo; caso se esteja a referir a crianças que viram estes tais segundos e foram influenciados, para onde é que a educação das mesmas é para aqui chamada?! Pois se até há adultos a serem influenciados, quanto mais crianças e jovens… mas é a minha opinião, vale o mesmo que a sua. 🙂

        • Eu estava mesmo a falar das crianças que podem ser facilmente influenciadas!…
          Sim, também há “jovens e adultos a serem influenciados”, mas o que não falta por esse mundo fora são jovens e adultos estúpidos e com pouca educação!…
          Tal como se ensina as crianças a não falarem com estranhos (etc), também se devem educar para os perigos do Internet!

Responder a Eu! Cancelar resposta

O mistério do "lago dos esqueletos" na Índia intriga cientistas há décadas

O Roopkund, localizado na parte indiana dos Himalaias, é um lago glacial com centenas de ossos humanos. E ninguém sabe como foram lá parar. Em 1942, um guarda florestal revelou ao mundo a existência deste lago …

A fronteira mais importante da China é imaginária: a Linha Hu

A Linha Hu, também conhecida como linha Heihe-Tengchong, é uma linha imaginária que divida a China em duas partes com áreas quase iguais. Estende-se da cidade de Heihe até Tengchong. Desenhada pela primeira vez em 1935, …

Algumas pessoas moram em aeroportos durante meses (ou até mesmo anos)

Aeroportos não servem de casa apenas para os sem-abrigo. Há pessoas que, involuntariamente ou não, ficam lá durante meses e, em alguns casos, até mesmo anos. Em janeiro, as autoridades de Chicago prenderam um homem de …

Senado da Carolina do Sul aprova fuzilamento como método de execução

Com esta decisão, a Carolina do Sul poderá converter-se no quarto estado do país a incorporar este método de execução de pena de morte, depois do Utah, Oklahoma e Mississípi. De acordo com a agência noticiosa …

"Oxigénio tornou-se ouro". Criminosos lucram com a sua escassez no México

A pandemia de covid-19 deixou a Cidade do México a atravessar uma grande escassez de oxigénio médico. Criminosos estão a aproveitar para lucrar com a situação. A capital mexicana registou um pico de infeções e hospitalizações …

Meteorito do tamanho de um damasco caiu em França (e os astrónomos precisam de ajuda para encontrá-lo)

Os entusiastas do Espaço estão a ser instados a procurar um meteorito do tamanho de um damasco que caiu no fim de semana passado no sudoeste de França.  O meteorito, com peso estimado em 150 gramas, …

Professora pediu a alunos para fingir que eram escravos e escreverem carta para África

Uma professora de uma escola secundária no Mississippi, nos Estados Unidos, está a ser alvo de críticas devido a uma fotografia de um trabalho de casa divulgada nas redes sociais. Foi pedido aos alunos do 8.º …

Obra de Churchill que pertencia a Angelina Jolie vendida por valor recorde

O quadro pintado pelo antigo primeiro-ministro britânico foi vendido por 8,3 milhões de libras. A pintura foi um presente de Winston Churchill para o presidente dos Estados Unidos, Franklin D. Roosevelt, e agora foi leiloada …

Milhares fugiram, mas Sakae Kato ficou. O homem que salva gatos abandonados em Fukushima há 10 anos

Durante a última década, um homem em Fukushima, no Japão, tem salvado todos os gatos na área abandonada de onde milhares de pessoas fugiram durante o desastre da central nuclear - e ainda continua a …

Governador de Nova Iorque "reescreveu relatório" para esconder mortes em lares

  Assistentes do governador de Nova Iorque, Andrew Cuomo, terão reescrito um relatório das autoridades de saúde locais, no verão de 2020, que apontava para um número de mortes por covid-19 nos lares de idosos muito …