Moedas quer demissão de Medina por alegado envio de dados à Rússia

photos / Flickr

O ex-comissário europeu Carlos Moedas

O candidato do PSD à Câmara de Lisboa, Carlos Moedas, disse esta quarta-feira que o presidente Fernando Medina terá de se demitir, caso se confirme que a autarquia enviou para a Rússia dados de três pessoas que participaram numa manifestação anti-Kremlin.

“A confirmar-se, Fernando Medina só terá uma saída: a demissão”, afirmou Carlos Moedas, numa publicação na rede social Twitter.

O Expresso e o Observador avançaram que a Câmara de Lisboa fez chegar às autoridades russas os nomes, moradas e contactos de três manifestantes russos que, em janeiro, participaram num protesto, em frente à embaixada russa em Lisboa, pela libertação de Alexey Navalny, opositor daquele Governo.

Na mesma publicação, o candidato do PSD defendeu que Lisboa tem que ser “uma cidade de liberdade, onde se celebra e defende a democracia”.

Por sua vez, o presidente da distrital de Lisboa do PSD, Ângelo Pereira, afirmou que Fernando Medina “pode ter assinado uma sentença” aos cidadãos em causa.

Foi uma traição da Câmara Municipal de Lisboa e demonstra uma inaptidão básica de Fernando Medina. Lisboa e Portugal Merecem mais. Os portugueses e os lisboetas merecem melhor qualidade nos seus protagonistas”, considerou, numa publicação no Facebook.

Segundo o Observador, a Câmara Municipal de Lisboa terá enviado por email os nomes e moradas de três pessoas que organizaram uma manifestação anti-Putin às autoridades russas. Os visados, diz o jornal, vão avançar para a justiça e garantem ter “medo”.

O caso terá ocorrido em janeiro de 2021, altura em que três cidadãos de nacionalidade russa (dos quais dois com dupla nacionalidade portuguesa) organizaram uma manifestação contra o regime de Moscovo a propósito da detenção do ativista Alexei Navalny, num protesto que decorreu junto à embaixada.

Para terem autorização para organizar a manifestação, os promotores tiveram de enviar os dados pessoais para a Câmara Municipal, que os deveria então fazer chegar à PSP e às autoridades competentes. No entanto, a autarquia terá enviado também estes dados para a embaixada russa em Lisboa e para o Ministério dos Negócios Estrangeiros russos.

A autarquia reconheceu entretanto o erro, já fez uma auditoria interna e, ao que apurou o jornal, está desde então a aplicar novos procedimentos.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. Uuuuuh…. O Medina é um espião russo…. Uuuuuh…. Parece um filme de espiões. Mas não é! O que isto é é ridiculo! O Medina é incompetente e isso já se viu perfeitamente, mas o Moedas… Será que ele é espião americano? Deixem-se de tretas e interesssem-se por notícias que são realmente importantes. Não me estou a referir ao ZAP mas á comunicação social que resolveu dar importância a uma coisa verdadeiramente absurda. Vamos lá escrever sobre coisas que realmente importam e são verdadeiras!

    • Caro leitor,
      Esteja ou não a referir-se diretamente ao ZAP, quando se refere à comunicação social, está a fazê-lo.
      Entretanto, note por favor que, hoje mesmo, o ZAP deu notícia de que o presidente da Câmara de Lisboa veio pedir desculpas pelo sucedido e assumir o “erro lamentável.
      Parece, portanto, que “esta coisa” é verdadeira.
      Já se é importante ou não, compete-lhe a si formar a sua opinião, e deixar aos restantes leitores formarem a deles.
      Ao ZAP (e à comunicação social) compete noticiar o assunto, e dar aos leitores essa escolha.

  2. Pensa o Medina que com um simples pedido de desculpas limpa a sua consciência e, pior ainda, as consequências dos seus atos. Ainda vem com historinhas da implantação da república e do 25 de abril que “foi ali perto”! Ridículo! Não pode ser apenas demitido, tem que ser responsabilizado de outra forma!

RESPONDER

Prosecco ou prošek? A batalha da UE entre Itália e Croácia por causa de vinho

Prosecco é provavelmente o vinho italiano mais famoso, mas por trás da efervescência deste néctar, a Itália está numa grande disputa sobre se a Croácia pode vender um vinho de sobremesa com o nome de …

China vai limitar abortos. E nada tem a ver com saúde

A China vai reduzir o número de abortos realizados por motivos que não estejam relacionados com a saúde, anunciou o governo esta segunda-feira, avançando que serão também criadas medidas para evitar a gravidez indesejada. As autoridades …

Crónica ZAP - Linha de Fundo por Teófilo Fernando

Linha de Fundo: SL7, arte e paciência

Líder soma e segue. Leões e dragões vencem à justa. As frases e os números da semana. Visto da Linha de Fundo. Líder reina no castelo Vitória SC 1 (Bruno Duarte 78', g.p.) – SL Benfica …

"Atropelamento e fuga." Terra e Vénus cresceram como planetas rebeldes

Planetas como a Terra e Vénus, que residem dentro de Sistemas Solares, são fruto de repetidas colisões. Esta conclusão desafia os modelos convencionais sobre a formação de planetas. Investigadores do Laboratório Lunar e Planetário (LPL) da …

A origem do "Gigante de Segorbe" pode finalmente ter sido esclarecida

Um novo estudo revela que a origem do "Gigante de Segorbe" pode ser bastante mais complexa daquilo que se pensava. O "Gigante de Segorbe", como é conhecido, foi um indivíduo encontrado por arqueólogos numa necrópole islâmica …

Instagram suspende planos de uma versão da aplicação para crianças

Para já, a empresa ainda não fez se se trata de um abandono temporário ou definitivo. Tempestade mediática em torno da influência das redes sociais na saúde mental dos jovens, sobretudo raparigas, pode ter influenciado …

Com todos os votos contados, PS vence com pior resultado que em 2013 e PSD conquista 113 câmaras

PS continua a ser o partido com mais representação autárquica em Portugal, apesar de cair para números anteriores à liderança de António Costa. PSD recupera das hecatombes de 2013 e 2017. Quase 24 horas depois após …

Presidente sul-coreano admite proibir consumo de carne de cão

O Presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, admitiu, esta segunda-feira, a possibilidade de proibir o consumo de carne de cão, costume que se tornou "uma vergonha internacional", segundo fonte do seu gabinete. "Não terá chegado …

Pelo menos 24 países criaram novas leis para controlar o conteúdo na Internet, revela relatório

Autoridades de pelo menos 24 países, incluindo os Estados Unidos (EUA), estabeleceram novas regras que determinam o tratamento dos conteúdos por parte das plataformas 'online', concluiu um relatório da Freedom House. No seu relatório anual, intitulado …

Exames nacionais e provas de aferição deverão “retomar a normalidade” este ano

Depois de dois anos letivos condicionados pela pandemia da covid-19, o Governo está apostado em retomar, entre outras formas de avaliação, a obrigatoriedade de exames nacionais nas disciplinas de conclusão do ensino secundário. Os exames nacionais …