Modelo de negócio do Daesh está “perto do colapso”

(dr) Dabiq Magazine

O grupo extremista Estado Islâmico está a ‘sangrar’ dinheiro com cada pedaço de território que perde, de acordo com uma nova análise que concluiu que o ‘modelo de negócio’ da organização se encaminha para a ruína.

A análise divulgada este sábado pelo Centro Internacional para o Estudo da Radicalização e Violência Política e pela firma de contabilidade EY conclui que os recursos financeiros do autoproclamado califado foram substancialmente drenados em relação ao período, em meados de 2014, em que capturou bancos, poços de petróleo e armazéns de armas, à medida que conquistava território.

O relatório concluiu que as receitas do Estado Islâmico caíram de 1,9 mil milhões de dólares em 2014 para quase 870 milhões em 2016.

“Um dos erros cometidos no passado foi falar sobre o Estado Islâmico puramente como uma organização terrorista. É uma organização terrorista mas é mais do que isso. Detém território. Isso também significa que tem muito mais despesas. Tem de arranjar estradas, tem de pagar a professores, tem de gerir serviços de saúde, tem de pagar por estas coisas que a Al-Qaida nunca teve (de pagar)”, disse Peter Neumann, diretor do centro na King’s College London.

Menos dinheiro não significa, no entanto, que o grupo seja menos perigoso, diz o relatório. A maioria dos recentes ataques na Europa e Estados Unidos foram autofinanciados pelas pessoas que os executaram, com pouco contributo da liderança do Estado Islâmico nas zonas de guerra da Síria e do Iraque.

“Sabemos pelos ataques de Paris e Bruxelas e Berlim que nenhum deles foi caro”, afirma Neumann.

Entre as principais fontes de rendimento do Estado Islâmico estavam taxas e impostos, petróleo, resgates, pilhagens e extorsões. Todas essas, aponta Neumann, implicavam novo território de modo a serem sustentáveis e a manterem a promessa do grupo de um califado.

De acordo com uma atualização na sexta-feira da coligação contra o Estado Islâmico, o grupo perdeu 62% do território que controlava no Iraque em agosto de 2014 e 30% do seu território na Síria.

Um responsável da defesa norte-americana disse que o Daesh tem dinheiro suficiente para pagar as suas contas, apesar de ter perdido fontes de rendimento e ter reduzido aquilo que paga aos soldados.

No entanto, o mesmo responsável, que falou sob condição de anonimato, afirmou que os Estados Unidos não verificam que os danos à situação financeira do grupo sejam de tal extensão que degradem a sua capacidade de realizar ataques externos.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Crianças inspiram Lego a livrar-se de todas as embalagens de plástico

As peças da Lego podem acabar no oceano durante mais de mil anos, mas os fabricantes dinamarqueses estão a tentar tornar a empresa ecologicamente correta. Na sua última promessa, a Lego vai começar a usar sacos …

Uma cidade chamada "amianto" está a tentar mudar o nome (e a discussão tornou-se tóxica)

Há uma cidade no Canadá chamada Asbesto - um material de construção altamente tóxico. Os habitantes da cidade não estão felizes com este nome, mas a sua mudança também não está a ser fácil. De acordo …

FC Porto 3-1 Braga | Entrada de “dragão”

O FC Porto iniciou a defesa do título nacional com uma vitória importante sobre o Sporting de Braga por 3-1. Os minhotos marcaram primeiro no Dragão, por um ex-portista, mas os descontos do primeiro tempo foram …

Barco navega em forma de coração para agradecer aos habitantes da Nova Escócia

A escuna Bluenose II navegou de forma bastante original no último dia da temporada de 2020. A rota seguida criou a forma de um coração no porto de Lunenburg, na Nova Escócia. De acordo com o …

França bate recorde com 13.498 novos casos. Espanha não vai confinar

A França registou este sábado um recorde diário de casos de covid-19, com 13.498 novos infetados nas últimas 24 horas, anunciou a Agência Nacional de Saúde, acrescentando que, no mesmo período, morreram mais 26 pessoas. No …

Diogo Jota no Liverpool

O Liverpool oficializou hoje a contratação do futebolista internacional Diogo Jota, de 23 anos, num contrato “de longa duração”, sem especificar a duração. A imprensa inglesa tem adiantado que o jogador vai assinar por cinco épocas, …

Companhia aérea australiana oferece voos de 7 horas (para lugar nenhum)

A companhia aérea australiana Qantas anunciou recentemente planos para um voo panorâmico de sete horas que fará um loop gigante em Queensland e Gold Coast, New South Wales e os remotos centros do interior do …

Barack Obama vai publicar um livro de memórias (mas só depois da eleições de novembro)

O livro de memórias do antigo Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, só vai ser publicado depois das eleições presidenciais de novembro. Uma enxurrada de livros políticos chegou às prateleiras nas últimas semanas, no final da …

Confrontos em Londres entre polícia e opositores das restrições devido à pandemia

A polícia de Londres, Inglaterra, entrou hoje em confronto com manifestantes que protestavam contra as restrições que visam conter a disseminação do novo coronavírus. De acordo com a agência Associated Press (AP), os confrontos ocorreram quando …

Milhares infetados por bactéria após fuga em fábrica farmacêutica chinesa

Milhares de pessoas no noroeste da China contraíram uma doença bacteriana depois de uma fuga que causou um surto numa biofarmacêutica no ano passado. De acordo com a CNN, que cita relatos dos media locais, mais …