/

O mítico Degrau Hillary desapareceu do Everest

1

Adventurealternative.com

O mítico Degrau Hillary desapareceu do Everest

O mítico Degrau Hillary desapareceu do Everest

O emblemático trecho de rocha conhecido como Degrau Hillary, que representava o último grande desafio para os escaladores na ascensão ao cume do monte Everest, aparentemente desapareceu, segundo afirmam vários montanhistas, que atribuem o ocorrido ao forte terremoto que sacudiu o Nepal em 2015.

“Este ano não vimos o Degrau Hillary. Em 2013 ele estava lá”, afirmou à Agência EFE o veterano alpinista nepalês Mingma Tenzi, no acampamento base do Everest, ao qual regressou depois de ter chegado a semana passada pela sexta vez ao topo do mundo, a 8.848 metros de altitude.

A “escadaria” de rocha, situada a cerca de 8.780 metros, deve o nome ao lendário escalador neozelandês Sir Edmund Hillary, que, ao lado do sherpa Tenzing Norgay, se tornou, a dia 29 de março de 1953, o primeiro montanhista a chegar ao cume do Everest.

O Degrau Hillary, de aproximadamente 12 metros, é a última grande barreira para se chegar ao topo, devido à atenção e paciência necessárias para o cruzar, tanto na ascensão como no descida, já que se trata de um trecho bastante estreito e que se transforma num funil – o que resulta na formação de longas filas de alpinistas, atrasando as expedições e aumentando o risco de à medida que a noite se aproxima.

Agora, segundo Tenzi, onde antes ficava o Degrau Hillary, resta apenas um monte de neve. “O grande terremoto de 2015 pode tê-lo deslocado para outro lugar”, especulou o escalador, que acrescentou, no entanto, que isto só poderá ser confirmado com um estudo.

O terramoto de 25 de abril de 2015, que alcançou magnitude 7,5 na escala Richter, provocou uma avalanche no Everest que deixou 19 escaladores mortos. Juntamente com as fortes réplicas que se lhe seguiram, o terramoto causou mais de 9 mil mortes no Nepal.

Gyanendra Sherstha, representante do governo nepalês para as escaladas no Everest, e que em 2011 alcançou também o cume da montanha, explicou à agência EFE que vários escaladores também os tinham informado de que o famoso Degrau Hillary já não se encontra onde estava.

“Alguns escaladores informaram-nos o ano passado de que o Degrau Hillary já lá não estava, e este ano voltaram a dizer-nos o mesmo”, comentou Sherstha.

  // EFE

1 Comment

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.