Ministro da Saúde da Argentina criou “centro de vacinas VIP”. Já se demitiu

Honorable Cámara de Diputados de la Nación Argentina

Ginés González García, ex-ministro da saúde da Argentina

Ginés Gonzáles Correia demitiu-se depois de se saber que guardou 3000 doses da vacina Sputnik V para seu uso discricionário. Agora, o escândalo político pode afetar o Presidente Alberto Fernandéz.

A notícia de que o ministro da Saúde da Argentina, Ginés González García, tinha um “centro de vacinas VIP” ao lado do seu gabinete e que reservou 3000 doses da Sputnik V para vacinar pessoas à sua escolha provocou um escândalo político e mesmo com a demissão deste, o caso pode atingir o Presidente, Alberto Fernandéz.

Agora, está a decorrer uma investigação para determinar outras irregularidades na distribuição dos imunizantes contra a covid-19, avança o Público.

“Foi com dor que lhe exigi a renúncia. Ginés era um grande ministro, e ainda por cima, gosto dele”, disse o Presidente ao jornal Pagina 12, contudo considera que “o que fez é imperdoável”.

Em Fevereiro, Beatriz Sarlo, professora e ensaísta, disse que lhe tinha sido oferecida uma “vacina por baixo da mesa”, mas que a tinha rejeitado.

Após a revelação, vários jornalistas argentinos tentavam descobrir de onde teria vindo a oferta. O jornalista que acabou por esclarecer o assunto foi, no entanto, um que fez parte do clube de privilegiados. Horacio Verbitsky disse na rádio que tinha sido vacinado no dia anterior, esclarecendo que o ministro da Saúde, seu “velho amigo”, lhe tinha arranjado uma vaga na sede do Ministério.

No seguimento do caso acabou por se descobrir que o ministro tinha um stock de 3000 vacinas com que foram sendo vacinados políticos, familiares, e amigos, entre eles o sindicalista, milionário e presidente do clube de futebol Independiente Hugo Moyano.

O procurador Guillermo Marijuan apresentou uma queixa-crime contra o ministro, o jornalista e “outras pessoas” por possível delito de prevaricação e exigiu a lista de pessoas vacinadas de forma irregular. “Trata-se de uma ação de grande gravidade institucional”, declarou.

Na Argentina, as vacinas foram dadas com prioridade aos profissionais de saúde, e apenas a semana passada abriram vagas para os maiores de 80 anos, que têm primeiro de se registar numa página de Internet e esperar ser chamados, diz a BBC.

Este foi o segundo grande escândalo com vacinas na América Latina, depois de no Peru se ter descoberto que o antigo Presidente Martín Vizcarra e a mulher, Maribel, tinham sido vacinados com a vacina chinesa Sinopharm, aproveitando um ensaio clínico.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

#CancelCanadaDay. População quer pôr fim ao Dia do Canadá

Uma cidade canadiana e uma "Primeira Nação" do país cancelaram formalmente o Dia do Canadá alegando que não querem continuar a homenagear a "tentativa de genocídio" contra os povos indígenas. A prefeita da cidade de Victoria, …

Plástico é responsável por 80% do lixo nos oceanos

Um estudo global publicado na quinta-feira revelou que 80% do lixo encontrado nos oceanos é composto por plástico, sobretudo sacolas e garrafas. Em seguida surge o metal, vidro, roupas e outros artigos têxteis, borracha, papel …

Governo sabia da partilha de dados de ativistas russos desde março

O Governo sabia do envio para a embaixada russa dos dados pessoais dos manifestantes anti-Putin desde março. A notícia foi avançada pela RTP. Os ativistas russos revelaram que a sua queixa sobre a atitude da Câmara …

Nome "Donald" atingiu um recorde de baixa popularidade nos EUA

Donald Trump parece ter garantido que será o "Donald" mais notável dos próximos anos, já que o nome do ex-presidente dos Estados Unidos atingiu o recorde de baixa popularidade, em 2020. Um novo relatório da Social …

Euro2020. Eriksen caiu inanimado no relvado, mas já está "estável"

O encontro entre Dinamarca e Finlândia, da primeira jornada do Grupo B do Euro2020, foi interrompido ao minuto 43 depois do médio Christian Eriksen ter caído inanimado do relvado. O jogador do Inter Milão, de 29 …

Hungria quer proibir conteúdos sobre homossexualidade a menores de 18

O Governo conservador húngaro preparou nova legislação que proíbe a exibição de material pornográfico de qualquer tipo e de quaisquer conteúdos que encorajem a mudança de género ou a homossexualidade a menores de 18 anos. O …

Boris "não hesitará" em suspender acordo por causa da Irlanda do Norte

O primeiro-ministro britânico afirmou, este sábado, que "não hesitará" em suspender o acordo do Brexit se a União Europeia (UE) não mostrar flexibilidade e aceitar aplicá-lo de forma "sensata". "Se o protocolo continua a ser aplicado …

País de Gales 1-1 Suíça | Desperdício helvético com preço alto

Dois golos nascidos em pontapés de canto ditaram, este sábado, um empate 1-1 entre um País de Gales aguerrido e uma Suíça penalizada pela ineficácia ofensiva, num embate da primeira jornada do grupo A do …

Sesimbra também não avança para a nova fase de desconfinamento

O concelho de Sesimbra não vai avançar para uma nova fase de desconfinamento, ao contrário do que estava previsto, devido ao aumento local de casos de covid-19, disse à agência Lusa o presidente da autarquia, …

Influente bispo alemão não vê "por que não" se pode abençoar casais homossexuais

"Se os homossexuais pedem alguma bênção, por que não?", disse, esta sexta-feira, um bispo alemão que foi recebido pelo papa Francisco no Vaticano, a propósito da delegação da Comissão Episcopal da União Europeia (Comece). Franz-Josef Overbeck, …