Líder de corrente conservadora no CDS deixa partido e adere ao Chega

Pedro Borges de Lemos / Facebook

Pedro Borges de Lemos, militante do CDS-PP que agora se desfilia do partido

O militante do CDS-PP, da corrente não formalizada “CDS XXI”, anunciou, esta sexta-feira, que se desfiliou do partido, com críticas à direção, e manifestou-se disponível para aderir ao Chega.

“Em virtude das declarações dadas pelo presidente do CDS-PP à revista Visão, em que afirmou que a minha presença na manifestação ‘Portugal não é racista’ ‘constituía uma infração passível de ser apreciada pelos órgãos de jurisdição do partido’, declaro que lhe enviei, hoje, a minha desfiliação do CDS-PP, onde era militante desde 2013”, revelou Pedro Borges de Lemos, num comunicado enviado à agência Lusa.

O advogado não integrava qualquer órgão dirigente, mas liderava, desde 2017, uma corrente interna designada “CDS XXI”, que defendia um “partido conservador e assumidamente de direita”.

Crítico do que classificou como “deriva liberal” das anteriores direções de Paulo Portas e de Assunção Cristas, Borges de Lemos apoiou Francisco Rodrigues dos Santos no congresso de janeiro para a liderança do CDS-PP, no qual apresentou uma moção.

Contudo, o centrista criticou no comunicado o percurso de Rodrigues dos Santos desde aí, considerando que “tem sido o percurso de alguém a quem falta a força, a coragem e a personalidade de um líder, com um discurso imberbe e refém de uma máquina partidária inane de ideias e de ações”.

Afirmando que já não se identifica com “este CDS”, Pedro Borges de Lemos elogiou a “recetividade e solidariedade do Chega e do seu líder”, André Ventura, declarando-se “aberto desde já a servir Portugal na única força política de direita que tem demonstrado a coragem de combater o sistema em todas as suas fraquezas”.

Entretanto, em declarações ao Diário de Notícias, o agora ex-militante afirmou também que “o CDS já não representa a direita e que é preciso um partido anti-sistema“.

O ex-centrista defende que, “neste momento, o partido já não está a representar o eleitorado clássico do CDS, que é assumidamente conservador e de direita, e enquanto isso não acontecer a opção é o Chega porque está a lutar contra o sistema”, sobretudo em temas como o combate à corrupção e imigração ilegal.

Sobre a sua participação na manifestação promovida pelo Chega, Borges de Lemos defende-se, dizendo que “era uma manifestação da direita, transversal e onde participaram muitos militantes do CDS“.

Em reação à sua saída do partido, a Secretaria-Geral do CDS-PP esclarece que “o ‘CDS XXI’, do qual o Sr. Lemos se dizia líder e do qual era o único membro que se conhecia, não está estatutariamente constituído como corrente de opinião, nem tão pouco como tendência interna do CDS-PP. Portanto, o Sr. Lemos não representava nada nem ninguém no CDS, para além da sua isolada militância”, cita o DN.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

"Lupin". Livros originais regressam aos mais vendidos com série na Netflix

Novo fenómeno da Netflix, a série francesa Lupin estreou a bater recordes no ecrã… e não só. Com o sucesso da adaptação moderna da história clássica do ladrão Arsène Lupin, os livros originais voltaram aos …

Escavações revelam canibalismo azteca durante invasão espanhola

Centenas de invasores espanhóis capturados na localidade azteca de Tecoaque em 1520 terão sido sacrificados e devorados pelos indígenas, motivando um posterior massacre ordenado pelo "conquistador" Hernan Cortés. Um estudo publicado pelo Instituto Nacional de Antropologia …

A carrinha NV350 da Nissan inaugura uma nova forma de teletrabalho

O teletrabalho pode tornar-se menos aborrecido graças à Nissan. A fabricante japonesa apresentou a sua carrinha NV350 através do YouTube, na semana passada. A empresa destacou a principal caraterística deste veículo: pode ser formatado para …

Hospitais estão no limite. Modelos computacionais podem ajudar a manter as portas abertas

Modelos computacionais podem ser aplicados para ajudar a fazer uma melhor gestão das camas disponíveis para o internamento de doentes infetados com o novo coronavírus. A covid-19 está a causar pressão nos serviços de saúde em …

Guardas diabólicas. Mulheres comuns pertenceram à SS (e torturaram outras em campo de concentração)

Prosseguir, torturar e matar judeus não foi uma ação impulsionada apenas por homens. Na altura da Segunda Guerra Mundial foram muitas as mulheres que se juntaram à SS para fiscalizar e realizar tarefas nos campos …

Sp. Braga 2-1 Benfica | Braga bate Benfica no jogo aéreo e volta à final da Taça da Liga

O Sporting de Braga venceu esta quarta-feira o Benfica por 2-1, com dois golos de cabeça, e vai defender o título na Taça da Liga em futebol na final de sábado, frente ao Sporting, em …

EUA. Com medo da covid-19, homem esconde-se em aeroporto durante três meses

Com receio de ir para casa devido à covid-19, um homem de 36 anos ficou durante três meses no Aeroporto Internacional O'Hare, em Chicago, nos Estados Unidos (EUA), sem ser descoberto. De acordo com um artigo …

Congeladores em vez de assentos. Empresa remodela avião para transportar vacinas contra a covid-19

O transporte de vacinas contra a covid-19 acabou de se tornar mais fácil graças a uma empresa aeronáutica italiana que remodelou uma avião para o efeito. A empresa italiana Tecnam normalmente fabrica peças de aeronaves para fabricantes, além …

Netanyahu tem a seringa com que foi vacinado contra a covid-19 exposta no seu escritório

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, guardou a seringa com que foi vacinado contra a covid-19. O objeto está agora exposto no seu escritório no interior de uma caixa de vidro com uma base em …

Presidente da Câmara de Pedrógão Grande acusado de 11 crimes

O presidente da Câmara de Pedrógão Grande foi acusado de 11 crimes na sequência dos incêndios de junho de 2017, sete de homicídio por negligência e quatro de ofensa à integridade física por negligência. Numa informação …