Depois de 17 anos no subsolo, milhões de cigarras vão invadir cidades nos Estados Unidos

(dr) Doug Pfeiffer

Depois de 17 anos no silencioso subsolo, milhões de cigarras sazonais estão prontas para emergir em algumas partes do território norte-americano. Virgínia, Virgínia Ocidental e Carolina do Norte serão os estados mais afetados.

Este “exército” de cigarras do género Magicicada é totalmente inofensivo para o Homem e o único problema que poderá trazer aos humanos está relacionado com o ruído, nota o portal Science Alert, dando conta que estes insetos pertencem à chamada “Geração IX”.

“Comunidades e quintas com um grande número de cigarras a emergir ao mesmo tempo podem ter um problema substancial de ruído“, começou por explicar Eric Day, especialista do Departamento de Entomologia da Virginia Tech University, em comunicado.

“Felizmente, qualquer incómodo causado por distúrbios é amenizado pelo facto deste evento ser tão raro e surpreendente”, sustentou.

Os especialistas destacam que este fenómeno natural não ocorre na região desde 2003 – 2004, com a exceção de algumas áreas específicas que observaram o aparecimento da “Geração II” em 2013 – trata-se de um fenómeno raro.

Estes aparecimentos em massa ocorrem anualmente ou de forma periódica a cada 13 ou 17 anos, dependendo da espécie de cigarra em causa.

“A escala destes eventos de emergência é impressionante, havendo até 1,5 milhões de cigarras emergentes por hectare de território. Cada geração periódica cobre uma região geográfica específica, com algumas áreas sobrepostas”, explicam os cientistas, que continuam sem saber ao certo porque é que o processo se reaparecimento é tão longo – “é um dos grandes mistérios do mundo dos insetos“.

“Estudos e modelagens matemáticas sugeres que a duração destes ciclos de reprodução pode ser atribuída a [uma estratégia] para evitar predadores”.

Produtores devem estar atentos

Além de gerarem um ruído que pode ser incómodo, as cigarras podem também representar uma ameaça para pomares ou áreas de cultivo. Estes insetos não se alimentam dos pomares, mas usam-nos para colocar os seus ovos e esta implantação danifica galhos e folhas, podendo prejudicar o crescimento e até matar pequenas árvores ou árvores jovens.

“Produtores em áreas de atividade previstas devem estar vigilantes“, disse Doug Pfeiffer, professor de entomologia, citado na mesma nota de imprensa, sublinhando que estes insetos se podem reproduzir em grandes quantidades.

Contudo, importa frisar, estas cigarras não representam qualquer perigo para os seres humanos, nem mesmo para cães e gatos.

Os especialistas sublinham que este evento, bem como o aparecimento da “Geração X”, que deve emergir no próximo ano, são eventos naturais e raros.  “Este inseto é realmente fascinante, e se não tiverem árvores de frutos ou trepadeiras para proteger, poderão aproveitar esse fenómeno enquanto durar”, concluiu Pfeiffer.

Quanto ao ruído emitido por estes animais, o Science Alert frisa ainda que está diretamente relacionado com o processo de reprodução. São os machos que cantam para as fêmeas, que permanecem em silêncio, através das membranas vibratórias do seu abdómen.

E, tendo em conta que a esperança de vida destes animais é de apenas 4 a 6 semanas após saírem do subsolo, espera-se umas semanas barulhentas em algumas partes do território norte-americano.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

E agora, Portugal? Depois do Grupo da Morte... Bélgica, Itália, França e Espanha no quadro

Teoricamente, desta vez a seleção nacional ficou claramente do lado mais forte na fase a eliminar do Europeu. Haverá um "escaldante" Inglaterra-Alemanha nos oitavos-de-final. Muitos adeptos portugueses ainda se lembram do golo tardio, noutro jogo, que …

Parlamento Europeu aprova novo estatuto do Provedor de Justiça

O Parlamento Europeu aprovou o novo estatuto do Provedor de Justiça Europeu que vai passar a trabalhar com novas regras, podendo avançar com os próprios inquéritos, prevendo-se também no novo regulamento medidas de proteção para …

Fernando Santos: "Estava a dizer à equipa para se chegar à frente"

Explicação do selecionador nacional, que esteve muito agitado durante os últimos minutos do Portugal-França. Uma primeira parte "excelente" e uma decisão duvidosa da equipa de arbitragem que alterou o resultado perto do intervalo. Fernando Santos começou …

Alemanha 2-2 Hungria | Goretzka salva germânicos no fim

Uma Alemanha impiedosa ao atrevimento da Hungria rendeu hoje um empate a duas bolas, selando a qualificação germânica para os ‘oitavos’ do Euro2020 e a despedida dos magiares no quarto e último lugar do Grupo …

Quase 900 funcionários dos Serviços Secretos dos EUA contraíram covid-19

Aproximadamente 900 funcionários dos Serviços Secretos dos Estados Unidos (EUA) testaram positivo para o coronavírus, de acordo com registos do governo obtidos por um grupo de vigilância. De acordo com os registos, obtidos pela Citizens for …

Portugal 2-2 França | Jogo louco vale empate com sabor a oitavos

A seleção portuguesa de futebol qualificou-se hoje para os oitavos de final do Euro2020, ao empatar 2-2 com a campeã mundial França, em encontro da terceira jornada do Grupo F do Euro2020, na Puskás Arena, …

Em 2020, mais de 8.500 crianças foram usadas como soldados

De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), no ano passado, mais de 8.500 crianças foram usadas como soldados e quase 2.700 foram mortas devido à proximidade com vários conflitos existentes em todo o …

Portugal vs França: seleção empata 2-2 e está nos oitavos do Euro!

A seleção de Portugal jogou esta quarta-feira contra a França, num encontro que podia significar o apuramento para os Oitavos de Final do Euro 2020 ou o regresso a casa mais cedo e sem glória. …

Rússia nega investimento em IA para criação de microchips cerebrais

A Rússia negou as alegações de que estaria a investir em Inteligência Artificial que permitiria aos humanos controlar carros, aviões e usinas nucleares através de microchips implantados nos seus cérebros. O diário Kommersant relatou na terça-feira …

Bombeiro que socorreu a princesa Diana após o acidente revela as suas últimas palavras

Quase 24 anos depois da morte da princesa Diana, o chefe dos bombeiros que esteve no local na noite do acidente em Paris, revelou as suas últimas palavras. Amada por todo o mundo, a princesa do …