Milhares de professores vacinados antes de médicos. Presidente do México acusado de fazer política com a vacinação

Carlos Ramirez / EPA

Milhares de professores do ensino público que lecionam nas zonas mais rurais do México foram vacinados contra o novo coronavírus antes dos profissionais de saúde que combatem a pandemia na mesma região.

De acordo com o jornal norte-americano Wall Street Journal, milhares de docentes foram vacinados antes dos profissionais de saúde, apesar de no plano de vacinação oficial do Governo mexicano constar que, nas áreas mais afetadas pela pandemia, médicos, enfermeiros e idosos devem ter prioridade na vacinação.

Os professores destes estados mais rurais, recorda o jornal, são eleitores-chave.

Por este mesmo motivo, os críticos do Presidente e líder do Governo do México, Andrés Manuel López Obrador, acusam-no de estar a fazer política com o processo de vacinação contra a covid-19, que só em território mexicano já matou 180.000 pessoas – é o terceiro país do mundo com maior índice de mortalidade.

Outro aspeto que está a gerar controvérsia é a administração do fármaco: nestes estados rurais, os professores estão a ser vacinados pelos “Servos da Nação” – um grupo de funcionários do Governo que se apresenta com um colete com um emblema nacional gravado – e não pelos profissionais de saúde públicos, tal como dita o plano de vacinação.

Um destes estados-chave é Campeche, cujos eleitores vão ser chamados às urnas no próximo mês de junho no âmbito de eleições intercalares. As últimas sondagens mostram que o partido de Obrador pode conseguir derrubar o ex-governante do Partido Revolucionário Institucional (PRI), que governa Campeche desde o final dos anos 1920.

Os profissionais de saúde mostraram-se desagradados com a prioridade dada aos professores, uma vez que metade dos médicos e enfermeiros de Campeche continua ainda à espera de uma vacina para travar o SARS-COV-2.

A pandemia do novo coronavírus matou pelo menos 2.518.080 pessoas em todo o mundo, desde que a Organização Mundial de Saúde (OMS) registou o início da doença, no final de dezembro de 2019, segundo a informação recolhida pela agência noticiosa AFP.

Mais de 113.374.410 casos de infeção foram oficialmente diagnosticados desde o início da epidemia, dos quais pelo menos 69.506.100 já são considerados curados.

Os Estados Unidos são o país mais afetado em número de mortes e de casos, com 510.467 mortes para 28.486.575 casos, de acordo com a contagem da Universidade John Hopkins.

Depois dos Estados Unidos, os países mais afetados são o Brasil com 252.835 mortes e 10.455.630 casos, o México com 184.474 mortes (2.076.882 casos), a Índia com 156.938 mortes (11.079.979 casos) e o Reino Unido com 122.415 mortos (4.163.085 casos).

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Já pode "adotar" um pedaço de Notre-Dame para ajudar na sua reconstrução

Uma organização está a dar a oportunidade de o público ajudar na reconstrução de artefactos específicos da catedral de Notre-Dame, em França, que foi parcialmente destruída por um incêndio em 2019. De acordo com a cadeia …

Proporção divina identificada na gerbera

Descobrir como se formam os padrões distintos e omnipresentes das cabeças das flores tem intrigado os cientistas há séculos. Quando se pede a alguém que desenhe um girassol, quase todas as pessoas desenham um grande círculo …

Audi apresenta o novo Q4 e-tron que traz uma autonomia até 520 km

Ainda antes do verão, a Audi vai colocar no mercado o seu primeiro SUV elétrico concebido de raiz e não adaptado a partir de uma plataforma concebida para motores a combustão. O Q4 e-tron destaca-se pela …

Vanuatu em alerta depois de um corpo com covid-19 ter dado à costa

Vanuatu proibiu viagens de e para a sua principal ilha três dias depois de ter dado à costa um corpo de um pescador filipino, que testou positivo à covid-19. De acordo com a Radio New Zealand, …

Cientistas russos querem criar a primeira vacina comestível contra a covid-19

O Instituto de Medicina Experimental de São Petersburgo, na Rússia, anunciou o seu plano de concluir dentro de um ano os testes pré-clínicos da primeira vacina comestível do mundo contra o novo coronavírus. Em entrevista à …

Em plena crise política, o país mais pobre das Américas ainda não recebeu nenhuma vacina

Numa altura em que a maior parte dos países já têm o processo de vacinação a decorrer, o governo do Haiti ainda não garantiu uma única dose da vacina contra o coronavírus. O país mais pobre …

Afinal, Leonardo da Vinci não esculpiu o busto de Flora

Está terminada a controvérsia que durou mais de cem anos após a aquisição do Busto de Flora em 1909, por Wilhelm von Bode. A datação por radiocarbono revelou, recentemente, que a obra não foi …

Crise climática "implacável" intensificou-se em 2020, diz relatório da ONU

Houve uma intensificação "implacável" da crise climática em 2020, com a queda temporária nas emissões de carbono devido ao confinamento a ter um impacto pouco significativo nas concentrações de gases de efeito de estufa, revelou …

Já se sabe o que causou a misteriosa "tempestade de asma", que vitimou dez pessoas em 2016

Em 2016, na cidade de Melbourne, aconteceu o evento de "tempestade de asma" mais grave do mundo. Os cientistas descobriram agora o culpado. No dia 21 de novembro de 2016, as urgências de um hospital em …

Carlos César reivindica papel do PS na construção da democracia e no combate à corrupção

O presidente do PS defendeu, esta segunda-feira, que se deveu ao seu partido o aprofundamento da democracia e os avanços no combate à corrupção, embora admitindo desvios", "erros" e "omissões num ou outro momento da …