Milhares de ossos de várias espécies encontrados numa caverna na Arábia (e já se sabe quem foi o culpado)

Um equipa de cientistas encontrou uma enorme coleção de ossos pertencentes a várias espécies no fundo de um antigo tubo de lava no noroeste da Arábia Saudita.

Ao analisar os ossos, os investigadores perceberam que centenas de animais, e até humanos, tinham sido o alimento de uma espécie faminta que passou pelo local, sendo que rapidamente perceberam quem poderiam ter sido os causadores daquele cenário.

Entre as vítimas estavam cavalos, burros, lobos, raposas, ovelhas, camelos, cabras, gazelas e até humanos. A datação por radiocarbono revelou que alguns dos ossos têm quase 7.000 anos de idade, mas outros são mais jovens, o que indica que foram sendo adicionados ao longo de vários milénios.

Em conjunto, os especialistas perceberam que as hienas seriam o animal mais provável de atacar todas aquelas espécies, já que se carateriza por ser “um acumulador de ossos muito ávido”, referiu Mathew Stewart, um zooarqueólogo do Instituto Max Planck para o Estudo da História Humana, ao Gizmodo.

Embora as hienas sejam, atualmente, uma espécie ameaçada na Arábia Saudita, costumavam ser uma presença assídua nos campos de lava no noroeste do país e permaneceram na região durante a maior parte da época do Holoceno, da qual todos os ossos no tubo de lava datavam.

O tubo de lava, de quase um quilómetro de comprimento, já havia sido descoberto no início deste milénio, mas os investigadores tiveram receio de se aventurar até às suas profundezas.

Agora, o principal objetivo da equipa passa por descobrir de que forma o grande número de ossos – que representam pelo menos 40 espécies diferentes – acabou por se acumular na parte de trás do tubo de lava.

Para já, a equipa tem uma certeza: as hienas são as culpadas. A conclusão foi tirada depois de uma análise a todos os ossos e marcas de dentes.

Segundo Stewart, um sinal claro de que este “trabalho” foi executado por hienas é o facto de existirem vários crânios no local, já que os necrófagos são conhecidos por assaltar sepulturas humanas para obter carne, sendo que, por norma, “é sempre apenas a calota craniana que sobrevive”. O especialista explica que os animais sempre apresentaram pouco interesse em crânios.

Há mais para descobrir

A descoberta acabou por surpreender os investigadores sobretudo pelo material estar “tão bem preservado”, uma vez que “na Arábia não temos restos faunísticos”, destaca Stewart, acrescentando que, normalmente, quando a equipa tem restos para examinar, os ossos estão em condições tão degradadas que não é possível tirar grandes conclusões.

No entanto, agora que esse grande repositório de história animal foi encontrado, a equipa espera extrair mais informações genéticas dos ossos.

Os especialistas também consideram que será possível aprender mais sobre as dietas e migrações dos animais com base em isótopos alojados nos seus dentes.

Por outro lado, a equipa espera saber mais sobre a forma como a população da época vivia. Alguns dos tubos de lava podem ter sido ocupados por humanos em diferentes momentos no passado, o que levanta a possibilidade de vários artefactos culturais poderem ser encontrados ao lado de mais restos de animais, refere o Ancient Origins.

O estudo sobre o trabalho da equipa no local foi publicado no Archaeological and Anthropological Sciences.

Ana Isabel Moura, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Presidente da República argentino cancela viagens para impedir que vice assuma Governo

Cristina Kirchner é parceira maioritária na coligação de Governo e exige, entre outras mudanças, a substituição de ários ministros, secretários e presidentes de organismos públicos. Recentemente, tem mostrado em público o seu descontentamento face à …

"Bazuca" europeia não resolve problema da falta de habitação

De acordo com vários especialistas, as 26 mil casas identificadas como prio­ritárias pelo Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) não chegam para as necessidades do país, que podem chegar às 46 mil. A questão da aplicação …

Peça que terá sido usada no batismo de D.Maria II está à venda. Estado não a compra por ser demasiado cara

Há uma semana que está à venda uma peça que pertenceu à coroa portuguesa. Terá pertencido à família real depois do Terramoto de 1755 e, de acordo com o antiquário que agora a comercializa, terá …

"Dupla pancada". Vítimas de violência doméstica são deixadas ao abandono sem indemnização

Mais de 80% das vítimas de violência doméstica, a maioria mulheres, não recebem indemnizações, nem dos agressores nem do Estado. Se as vítimas não tiverem sofrido uma incapacidade para o trabalho por um período igual ou …

Ministério Público declara ilegal eleição de André Ventura

Ministério Público invalidou a mudança nos estatutos do Chega, incluindo a eleição direta de André Ventura. O líder do partido admite um novo congresso. No início do mês, o Ministério Público (MP) pediu ao Tribunal Constitucional …

Ministra dos Negócios Estrangeiros dos Países Baixos demite-se por causa do Afeganistão

Sigrid Kaag demitiu-se do seu cargo de ministra dos Negócios Estrangeiros dos Países Baixos, depois de o Parlamento considerar que o Governo fez uma má gestão da retirada de cidadãos do Afeganistão. A ministra dos Negócios …

Rio "atirou" Costa aos macacos e pediu aos eleitores que "penalizem" o descaramento do PS

Rui Rio afirma nunca ter visto um "desplante" semelhante ao do PS no que respeita a promessas eleitorais como o que está a acontecer na atual campanha para as autárquicas. Mais um dia, mais uma capelinha. …

Boris quer destronar Thatcher com mais uma década no poder

Há quem acredite que o atual primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, quer bater o recorde de Margaret Thatcher, que exerceu o cargo de 1979 a 1990. Um membro do Governo britânico terá dito ao The Times que …

Itália passa a exigir certificado verde a todos os trabalhadores

Medida é das mais restritivas atualmente em vigor no mundo inteiro, já que todos os regimes de obrigatoriedade que vigoram atualmente aplicam-se sobretudo a profissionais do setor da saúde. A partir de 15 de outubro, itália …

Com receio de que violência negacionista possa escalar, PSP reforça segurança pessoal de políticos

As forças de segurança temem que a violência negacionista aumente e o movimento atraia pessoas desequilibradas. No passado sábado, vários negacionistas, reunidos em mais uma manifestação, desta vez com o mote “Pelas nossas crianças – Rumo …