Cohen revela ligações com Wikileaks e acusa Trump de ser “racista” e “burlão”

Justin Lane / EPA

Michael Cohen, ex-advogado do Presidente dos EUA, Donald Trump

O ex-advogado do presidente dos EUA Michael Cohen vai afirmar esta quarta-feira perante o Congresso, em Washington, que Donald Trump conhecia as ligações entre a campanha republicana e a organização Wikileaks de Julian Assange.

Num rascunho do testemunho que vai prestar, enviado previamente a alguns meios de comunicação social norte-americanos, incluindo o jornal The New York Times, Michael Cohen acusa o presidente dos Estados Unidos de ser “racista” e “burlão” e acrescenta que Trump “é um engano”.

Cohen foi condenado a três anos de prisão no final do ano passado pelas atividades que desempenhou na campanha eleitoral de Donald Trump em 2016 e deve começar a cumprir a sentença de cadeia efetiva a partir do próximo mês de maio.

Esta quarta-feira, o ex-advogado do chefe de Estado norte-americano vai começar a testemunhar perante o Comité de Supervisão e Reforma da Câmara Baixa. Trata-se da única sessão pública de um total de três audições no Congresso, em Washington.

Na declaração que está a ser antecipada pela imprensa, Cohen revela que Trump sabia que o colaborador Roger Stone – que também já foi processado – estava em contacto com a organização Wikileaks no sentido da publicação das mensagens de correio eletrónico do Partido Democrata durante a campanha presidencial de 2016.

“Poucos dias antes da Convenção do Partido Democrata, eu estava no gabinete de Trump no momento em que a secretária anunciou que Roger Stone estava ao telefone. Trump colocou a conversa em ‘alta voz’. Stone disse a Trump que tinha acabado de falar com Julian Assange”, refere Cohen no testemunho que vai apresentar no Congresso.

Na conversa, Assange, fundador do Wikileaks, terá dito a Stone que dentro de “um par de dias” ia conseguir obter as mensagens de correio eletrónico que iriam “prejudicar a campanha de Hillary Clinton”. Cohen refere igualmente no mesmo documento admitir que mentiu anteriormente perante o Congresso sobre os negócios de Trump na Rússia.

“Em conversas que mantivemos durante a campanha (2016) enquanto eu negociava para ele (Donald Trump) na Rússia, olhava-me nos olhos e dizia: ‘Não há negócios na Rússia’ e depois em público mentia aos norte-americanos e dizia a mesma coisa. À sua maneira estava a dizer-me para eu mentir”, indica Cohen.

Em considerações pessoais que constam da declaração, o antigo advogado pessoal de Trump define o presidente como “racista” sublinhando que “em privado é muito pior”.

“Uma vez perguntou-me se eu podia dizer o nome de um país dirigido por um negro que não fosse ‘um buraco de merda’”, escreve Cohen acrescentando que, numa outra ocasião, Trump terá afirmado num bairro pobre de Chicago que “só os negros poderiam viver daquela maneira”.

“Lamento ter mentido à primeira-dama”

Cohen prevê entregar documentos ao comité do Congresso, além das cópias de um cheque bancário que terá recebido para pagar à atriz de filmes pornográficas Stormy Daniels para “silenciar” a relação que manteve com Donald Trump.

“Ele pediu-me para pagar a uma atriz de filmes para adultos com quem teve uma relação e para mentir à mulher dele sobre o assunto. Lamento ter mentido à primeira-dama. Ela é amável e boa pessoa. Respeito-a muito e não merecia”, diz na mesma declaração.

O advogado vai também dizer que, durante a campanha presidencial, Trump lhe pediu para ameaçar estabelecimentos de ensino para que não revelassem as classificações académicas que obteve ao longo dos anos e que “mascarava” os rendimentos para aparecer na lista Forbes que depois negava para pagar menos impostos.

“Quando em 2008 me disse que ia cortar os ordenados dos empregados – incluindo o meu – mostrou-me o que disse ser uma devolução das Finanças de cerca de 10 milhões de dólares afirmando que não podia acreditar na estupidez do Governo”, recorda.

Cohen vai concluir a declaração – que vai ler perante o Congresso – com um pedido de desculpas “por ter trabalhado ativamente para esconder a verdade sobre Trump”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Novo lay-off conta apenas com 1% das adesões do simplificado

O sucedâneo do lay-off simplificado conta apenas com 1.268 adesões nas primeiras duas semanas. Este valor é apenas 1% do número de empresas que acederam ao primeiro apoio. Nas primeiras duas semanas desde a sua implementação, …

Trump promove falsa teoria de que Kamala Harris não nasceu nos EUA (e que não será elegível para vice)

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que ouviu que Kamala Harris, candidata democrata à vice-presidência da Casa Branca, não era elegível para o cargo, com base num boato que sugeria que pode não …

"Avante!". Pede-se máscara obrigatória, mas PCP só dá ouvidos à DGS

Vários peritos pedem o uso obrigatório de máscara na Festa do Avante!, mas o PCP só atende às recomendações feitas pela Direção-Geral da Saúde. Depois de muita contestação, a Festa do Avante! vai mesmo realizar-se, entre …

Coreia do Sul com maior número de casos desde março. Seul reforça medidas restritivas

A Coreia do Sul endureceu este sábado as medidas restritivas para conter a pandemia de covid-19 em Seul e arredores após registar o número mais elevado de novos casos diários em cinco meses. As regras, que …

Cavani tem viagem marcada para fechar acordo com o Benfica

Vários órgãos de informação avançam que Edinson Cavani tem viagem marcada para a Europa, onde deverá assinar com o SL Benfica dentro dos próximos dias. Depois de várias semanas de negociações, Edinson Cavani está praticamente garantido …

Novo Banco. Gama Life garante não ter relação com Greg Lindberg (mas GNB mudou-se para a sua morada)

O fundo da Apax Partners que assumiu o controlo da GNB Vida depois da compra ao Novo Banco “mudou-se” para a mesma morada de empresas do multimilionário Greg Lindberg em Londres, apesar da seguradora garantir …

Ministra admite que não leu relatório sobre Reguengos (e desvaloriza surtos em lares)

A ministra da Segurança Social admitiu, em entrevista ao semanário Expresso, que não leu o relatório sobre Reguengos de Monsaraz, mas considerou que a dimensão dos surtos de covid-19 em lares “não é demasiado grande …

Calvário no Barcelona. Setién de saída, Messi faz ultimato e Piqué fala em "vergonha"

O Barcelona foi esmagado (8-2) pelo Bayern Munique, nos quartos de final da Liga dos Campeões. Setién está de saída, Messi fez um ultimato e Piqué falou em "vergonha". Foi a noite mais negra de sempre …

Antonoaldo Neves quer receber mais para sair da TAP (mas Governo não paga "nem mais um cêntimo")

Quando foi anunciado o acordo de saída de David Neeleman da TAP, o Governo anunciou também que Antonoaldo Neves, CEO da companhia, seria substituído. No entanto, ainda não se chegou um acordo para a saída. …

Explosão em Beirute terá sido causada por trabalhos de manutenção

A explosão no porto de Beirute, no Líbano, que matou 171 pessoas, feriu mais de 6 mil e deixou um rasto de destruição na cidade, poderá ter sido causada por trabalhos de manutenção num armazém. …