Covid-19. México investiga mercado negro de atestados de óbito falsos

Christophe Petit Tesson / EPA

As autoridades da Cidade do México anunciaram que estão a investigar um suposto mercado negro de atestados de óbito relacionado com a covid-19, no dia em que o país registou 625 mortes nas últimas 24 horas.

Esta sexta-feira, o México superou os 110 mil casos e as 13 mil mortes por covid-19, ao registar nas últimas 24 horas 625 óbitos e 4.346 contágios.

No mesmo dia, a autarca da Cidade do México, Claudia Sheinbaum, disse que vários médicos são suspeitos de emitirem atestados de óbito falsos.

À medida que as mortes aumentam no México, a necessidade de se libertarem os cadáveres aparentemente levou a um mercado negro de atestados de óbito.

Ao descrever a investigação, a autarca alegou que os médicos “estavam envolvidos na cobrança desses serviços”. Apesar de os atestados de óbito serem gratuitos, o processo pode ser demorado e burocrático.

“Eles venderam esses certificados quando não o deveriam”, disse Sheinbaum.

O esquema terá envolvido pelo menos um funcionário do governo da cidade e cerca de 10 médicos, nenhum dos quais era funcionário do hospital da cidade, acrescentou.

Há também indicações de que os médicos podem ter assinado outras causas de morte além do covid-19 para corpos que nunca examinaram, embora os motivos não sejam claros, disseram as autoridades.

Os corpos estavam a acumular-se em hospitais na Cidade do México, à medida que a pandemia piorava, e alguns familiares podem simplesmente ter querido que os familiares falecidos fossem libertados mais rapidamente.

Além disso, os corpos das pessoas que morreram com a covid-19 precisam ser cremados ou enterrados sob regras mais rígidas. Para evitar isso ou o estigma social que o vírus carrega, algumas famílias terão comprado um atestado falso.

Este não é o primeiro escândalo no México a envolver empresas que cresceram em torno da pandemia.

Em maio, as autoridades encontraram 3,5 toneladas de lixo hospitalar ilegalmente despejadas na floresta, nos arredores da Cidade do México. As autoridades também descobriram resíduos médicos empilhados até ao teto de um armazém no estado de Puebla, enquanto pilhas de caixões descartados se amontoavam do lado de fora dos crematórios sobrecarregados da Cidade do México.

O México é atormentado por problemas comuns com empresas não regulamentadas, tanto na indústria de eliminação de resíduos quanto na de funerais.

Segundo o Senado, 60% das agências funerárias no México ou não estão registadas ou o processo de registo está incompleto.

Esta sexta-feira, o México superou os 110 mil casos e as 13 mil mortes por covid-19, ao registar nas últimas 24 horas 625 óbitos e 4.346 contágios.

Se o número de mortes baixou (1.092 na quarta-feira e 816 na quinta-feira), o balanço diário revelou o segundo dia em que foram identificados mais casos desde o início da pandemia.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Cidade japonesa acaba de proibir a utilização de telemóveis enquanto se caminha

A cidade japonesa de Yamato acaba de aprovar uma proposta de lei que proíbe as pessoas de utilizarem telemóveis enquanto caminham. A cidade, localizada num subúrbio de Tóquio, entende que os telemóveis são um risco …

MIT apagou base de dados popular que ensinou IA a ser racista e sexista

O Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), nos Estados Unidos, viu-se obrigado apagar uma base de dados de treinamento de Inteligência Artifical (IA) depois de esta ensinar vários algoritmos a usar insultos racistas e sexistas. …

Escola Básica e fábrica de Paços de Ferreira encerradas, com nove casos positivos

A Escola Básica n.º 2 e a Fábrica de Lacados Abrelac, em Paços de Ferreira, Porto, foram encerradas após diagnosticados nove casos de covid-19 para “prevenção” e para “interromper as cadeias de transmissão”, disseram hoje …

Mais nove mortes e 328 casos confirmados em Portugal

Portugal regista hoje mais nove óbitos por covid-19, em relação a sábado, e mais 328 casos de infeção confirmados, dos quais 254 na região de Lisboa e Vale do Tejo, segundo os dados da Direção-Geral …

Cientistas criam miniatura de ondas de choque de supernovas (e quase desvendam um mistério)

Esta versão em miniatura das ondas de choque das supernovas pode ter ajudado os cientistas a chegar muito perto da resolução de um antigo mistério cósmico. Uma equipa de investigadores do Departamento de Energia do Centro …

Na Indonésia, são os recém-licenciados quem mais vai sofrer com o impacto económico da covid-19

A covid-19 continua a desacelerar a economia na Indonésia e pode causar graves impactos nos recém-licenciados que entram no mercado de trabalho pela primeira vez. Na Indonésia, o crescimento económico diminuiu para 2,97% durante o primeiro …

Mudanças climáticas ameaçam 60% das espécies de peixes do mundo

Uma nova investigação levada a cabo por cientistas do Instituto Alfred Wegener, na Alemanha, sugere que as mudanças climáticas podem destruir mais espécies de peixes do que se pensavam anteriormente. Se as temperaturas globais subirem …

Engenheiros desenvolvem célula de combustível duas vezes mais eficiente do que a de hidrogénio

Uma equipa de engenheiros da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, desenvolveu um novo processo para uma célula de combustível que funciona com o dobro da tensão das células a combustível tradicionais de hidrogénio. O novo …

Preços das bebidas concertados durante anos. Seis supermercados sob suspeita de cartel

Seis grupos de distribuição alimentar e dois fornecedores de sumos, vinhos e outras bebidas, foram acusados pela Autoridade da Concorrência de concertarem preços durante vários anos em prejuízo do consumidor. "Após investigação, a Autoridade da Concorrência, …

Sindicato denuncia mobilização forçada de médicos para tratar surto de Reguengos de Monsaraz

O Sindicado dos Médicos da Zona Sul (SMZS) denunciou hoje o que diz ser uma “mobilização forçada de médicos” pela Administração Regional de Saúde (ARS) do Alentejo para o combate ao surto de covid-19 de …