México investiga lenda de “ressurreição” de traficante “santo”

Francisco Castellanos J. / BBC

San Nazario

San Nazario

Há poucas semanas, a Polícia Federal mexicana prendeu um homem que se identificou como o suposto operador financeiro de Nazario Moreno González, o fundador dos cartéis de drogas Família Michoacana e Os Cavaleiros Templários.

As milícias de autodefesa que atuam em Michoacán, lutando ilegalmente contra os traficantes, impuseram a captura de Moreno González como condição para baixar as suas armas.

O problema, no entanto, é que “El Chayo”, “Él Más Loco” ou “El Doctor”, nomes como é conhecido Moreno González, está oficialmente morto: em dezembro de 2010 o governo do ex-presidente Felipe Calderón assegurou que tinha sido abatido num confronto com a Polícia Federal.

Três anos depois, essa versão ameaça cair por terra. Em Michoacán, no Oeste do México, muitos garantem que “El Más Loco está vivo” e que comanda as operações dos Templarios.

No entanto, a notícia da morte nunca foi desmentida pelo atual governo. O secretário executivo do Sistema Nacional de Segurança Pública, Monte Alejandro Rubido, disse que assim que houver novidades sobre Moreno González, estas serão divulgadas.

Vivo ou morto, El Chayo é um dos elementos centrais da guerra contra o tráfico de drogas no México, especialmente em Michoacán, onde agora se concentra o maior número de tropas e agentes federais do país.

Surrealismo

O jornalista José Gil Olmos, da revista Processo, que há muito tempo acompanha o conflito em Michoacán, afirmou que há um elemento “surrealista” na história. “Nazario começou a criar dentro dos Cavaleiros Templários uma espécie de corrente religiosa e esotérica, porque ser apenas o líder não era suficiente”, disse à BBC.

“Ele decidiu sagrar-se como um santo e para isso precisava de morrer. Assim, foi declarado morto há quase três anos, mas ninguém fez o reconhecimento de seu corpo”, afirma Olmos. “A partir de sua morte ele renasce em si mesmo e começa a ser criada essa história totalmente surreal do primeiro santo traficante, que é uma espécie de guia espiritual de um dos grupos mais organizados e ao mesmo tempo mais violento do tráfico de drogas no México”.

As versões de que Nazario Moreno está vivo não são novas. As primeiras referências apareceram dias depois de o governo Calderón o declarar morto.

Há alguns dias, as milícias de autodefesa exibiram túnicas, imagens e capelas dos Templarios onde aparentemente o líder criminoso realizava cerimônias de iniciação dos mais novos membros do cartel.

Em meados de 2011, na comunidade de Holanda, na região montanhosa ao sul do estado de Michoacán, foi construída uma capela para venerar a imagem de Moreno, a quem um jornalista local definiu ironicamente como “o único santo vivo que há no mundo”.

Ainda que não haja confirmação de que El Chayo esteja vivo, a influência que exerce na região é importante, segundo Gil Olmos.

“É possível perceber a sua liderança, todas as pessoas de Michoacán dizem que não morreu, até dizem que está em alguns povoados. Contam ainda que ele comanda o cartel ao lado de Servando Gómez La Tuta. Nesse conflito, Nazario não é só o líder físico dos Templarios, mas também o guia espiritual que aponta o caminho”.

Longa História

Como é possível a existência de uma personagem como El Más Loco?

Segundo o especialista Martín Barrón, do Instituto Nacional de Ciência Penais, o que agora se vive em Michoacán é o resultado de um longo processo de conflitos e problemas sociais. “A grande força cultural da religião católica tem-se perdido nos últimos anos, porque estão a aparecer outras associações religiosas e isso tem causado conflitos dentro das comunidades”, disse à BBC.

A essa mistura soma-se o abandono do poder público por vários anos, abrindo uma espaço que foi ocupado por grupos de crime organizado, segundo Barrón.

Nazario Moreno criou um grupo de ajuda a jovens dependentes de drogas, que, ao longo dos anos, serviu de local de recrutamento de empregados e assassinos do grupo criminoso.

Analistas e autoridades concordam que o aspecto semi-religioso que deu à sua organização é um dos elementos de união do grupo e, ao mesmo tempo, fornece uma capa de proteção social nas comunidades onde atua.

Também por essa razão é difícil combater a influência de El Más Loco em Michoacán, afirmou José Gil Olmos. “As pessoas procuram coisas em que acreditar e acabam por criar esses santos populares. Por outro lado, temos um personagem que gosta tanto de si mesmo que decidiu tornar-se um deles”.

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Huawei afirma que a tecnologia 6G vai estar disponível daqui a 10 anos

O CEO da Huawei, Ren Zhengfei, assinalou, durante uma entrevista à CNBC, que a sua empresa está a trabalhar em redes móveis 6G, que estarão completamente desenvolvidas daqui a 10 anos.   "Trabalhámos em 5G e 6G …

Nazismo e comunismo classificados em pé de igualdade pelo Parlamento Europeu

No passado dia 19 de setembro, a União Europeia colocou comunismo e nazismo em pé de igualdade, depois de aprovar no Parlamento Europeu uma resolução condenando ambos os regimes por terem cometido "genocídios e deportações …

Conselho da Europa teme que polícia de Malta tenha “recusado provas” no caso da jornalista assassinada

Daphne Galizia era jornalista, acompanhava casos de corrupção no país e foi assassinada há dois anos. Pieter Omtzigt, relator do Conselho da Europa responsável pelo caso, diz que a abordagem da polícia e dos …

Itália quer mudar sede da final da Liga dos Campeões

A Itália quer que a final da Liga dos Campeões deste ano, marcada para o Estádio Olímpico Atatürk Olympic, mude de sede. Os últimos dias não têm sido fáceis para a UEFA. Depois dos incidentes racistas …

CNN coloca broa portuguesa entre os 50 melhores pães do mundo

A propósito das celebrações do Dia Mundial do Pão, que se celebra esta quarta-feira, a CNN fez uma lista com os 50 melhores pães do mundo e um deles é a broa portuguesa. A broa conhecida …

CP lança nova campanha: Lisboa-Porto por cinco euros e mais descontos até 80%

Há 10.300 bilhetes a custos muito reduzidos, anunciou a CP – Comboios de Portugal esta terça-feira. A nova campanha garante viagens nos comboios de longo curso Alfa Pendular e Intercidades “com 80% de desconto”, abrangendo …

"Níveis recorde". Glaciares suíços perderam 10% do seu volume nos últimos cinco anos

Os glaciares suíços perderam 10% do volume nos últimos cinco anos, a maior redução em cem anos, alertou esta terça-feira a Academia Suíça das Ciências. A Academia baseia-se nas medições feitas pelos peritos do painel intergovernamental …

Caso BPN. Relação condena dois dos absolvidos e agrava penas a outros dois

O Tribunal da Relação de Lisboa condenou esta quarta-feira dois dos três arguidos absolvidos no processo principal da falência do BPN, Ricardo Oliveira e Filipe Nascimento, e agravou as penas a dois dos 12 arguidos …

Operação Éter. Hermínio Loureiro entre as dezenas de autarcas arguidos

Hermínio Loureiro, ex-presidente da Câmara de Oliveira de Azeméis, está entre as dezenas de atuais e antigos autarcas que foram constituídos arguidos no âmbito da Operação Éter. Este processo levou à prisão preventiva do antigo presidente …

Proteção Civil quer que bombeiros voltem a ser obrigados a usar cinto de segurança

A estrada mata mais bombeiros do que os incêndios. Por isso, a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil criou um grupo específico para analisar o problema. Rui Ângelo, chefe da Divisão de Segurança, Saúde e …