Merkel prepara deportação de refugiados após assaltos sexuais de Colónia

medienmagazinpro / Flickr

Angela Merkel, chanceler alemã

Angela Merkel, chanceler alemã

Numa inversão radical da chamada “política de boas vindas” aos refugiados que imperou na Alemanha em 2015, as autoridades alemãs preparam-se agora para expulsar milhares de refugiados oriundos dos países balcânicos.

A 4 de setembro do ano passado, a chanceler alemã Angela Merkel tomou uma decisão que converteu a Alemanha na terra prometida para milhares de refugiados.

Na altura, Merkel ignorou as rígidas normas da União Europeia e permitiu que dezenas de milhares de refugiados estacionados em Budapeste, na Hungria, fossem recebidos na Alemanha.

Desde então, mais de um milhão de refugiados procurou asilo na Alemanha – deixando Merkel perante uma crise política que colocou em causa a sua liderança e popularidade.

Mas apesar da oposição interna à sua “política de boas vindas”, diz a Deutsche Welle, terá sido a crise despoletada pelas agressões sexuais a mulheres na noite de passagem de ano a provocar uma mudança na posição de Merkel.

Segundo a DW,  depois das agressões sexuais na noite de réveillon em Colónia, a chanceler da Alemanha apoia agora um endurecimento das leis para acelerar a expulsão de imigrantes condenados por crimes.

As vítimas dos ataques apontaram como autores das agressões homens “de aparência árabe ou do norte de África”, dando origem a um debate aceso sobre a capacidade de a Alemanha integrar os quase 1,1 milhões de refugiados que procuraram o país em busca de asilo no último ano.

O Ministério do Interior alemão revelou na sexta-feira terem sido identificados 31 suspeitos – 18 dos quais requerentes de asilo – que estarão a ser investigados pela onda de agressões.

“O mais importante é que os factos acerca do ocorrido sejam mencionados de modo franco e aberto”, disse Merkel durante um encontro do seu partido, a União Democrata Cristã, na cidade de Mainz.

Aconteceram coisas terríveis, às quais devemos reagir“, disse a chanceler.

Esta foi a primeira vez que a chanceler se manifestou explicitamente a favor de uma mudança na legislação.

Horas antes, os ministros do Interior, Thomas de Maizière, e da Justiça, Heiko Maas, tinham estado reunidos para discutir modificações nas leis de asilo da Alemanha.

Segundo as leis atuais, os requerentes de asilo na Alemanha apenas podem ser deportados caso a Justiça os condene a três anos de prisão e julgue que não enfrentarão riscos ao serem repatriados.

Na sequência do encontro de Mainz, a CDU emitiu uma posição oficial a solicitar o endurecimento da lei para casos como os de Colónia, e a redução dos obstáculos à deportação de refugiados culpados por crimes no país.

Uma coisa é certa, a “política de boas vindas” parece ter os dias contados.

ZAP

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Foi por culpa dela que entraram, e não só na Alemanha mas em toda a Europa, felizmente que destes nenhum queira vir para Portugal, se calhar ouviram dizer que as mulheres portuguesas têm bigode, disso já eles estão fartos na terra deles!!!

  2. Deportação???
    Primeiro cumpriam pena, que os reclusos e principalmente os Skins alemães os faziam pagar, o que fizeram e só depois os deportar… primeiro pagam pelo que fizeram.
    Um aparte… com tanto controlo em registos telefónicos, ameaças bombistas, etc… como foi que centenas (há quem diga milhares) de “pessoas” combinam ataques sexuais e roubos e ninguém soube… foram milhares de mensagens passadas de certeza, e não só na Alemanha pelos vistos e mais… como é possível terem-se contactado entre eles…possuem uma base de dados entre eles???
    Podia ter sido a minha mulher ou a minha filha…. ;(

  3. No dia em que os políticos europeus abrirem completamente os olhos já será demasiado tarde para inverter a marcha dos acontecimentos!

RESPONDER

João Leão infetado com covid-19

João Leão, ministro das Finanças, testou positivo à covid-19. O governante encontra-se assintomático e em confinamento domiciliário. O ministro de Estado e das Finanças, João Leão, testou positivo à covid-19. A informação foi adiantada este sábado …

Ricardo Salgado quer anular multa de 75 mil euros

A defesa de Ricardo Salgado recorreu ao Supremo Tribunal de Justiça para tentar anular uma decisão do Tribunal da Relação de Lisboa que confirmou uma multa de 75 mil do Banco de Portugal por causa …

Portugueses começam a votar nas Presidenciais este domingo. Há 246 mil inscritos

Os portugueses começam a votar já neste domingo, uma semana antes das eleições Presidenciais de 24 de janeiro, no chamado voto antecipado em mobilidade para que se inscreveram mais de 246 mil eleitores. As europeias e …

Maduro ofereceu oxigénio ao Amazonas (quando há venezuelanos a morrerem por falta dele)

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, ofereceu oxigénio hospitalar ao Estado do Amazonas, no Brasil, para ajudar a combater a falta deste gás devido ao elevado número de casos de covid-19. Uma generosidade que está …

Pior dia da pandemia. Portugal regista 10.947 infetados e 166 mortos em 24 horas

O boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) revela que, este sábado, Portugal atingiu dois recordes num só dia. Portugal voltou a registar um novo máximo este sábado, no dia dois do novo confinamento. Nas últimas …

Vírus duplica incidência em Espanha. Já provocou quase 2.500 mortos em 2021

Nos primeiros 15 dias de 2021, o número de infeções por covid-19 duplicaram em Espanha, com mais 300 mil novos contágios e 2.477 mortes, segundo números das autoridades sanitárias. Espanha começou o ano de 2021 com …

Apoio do Governo para pagar conta da luz em Janeiro não passa dos 2,40 euros por família

O apoio extraordinário que o Governo vai dar às famílias portuguesas para o pagamento da conta da luz, neste mês de Janeiro, devido ao confinamento e às temperaturas anormalmente baixas, é modesto. A verba máxima …

Crónica ZAP - Nota Artística por Nuno Miguel Teixeira

Nota artística: um clássico que valia 14 pontos

https://soundcloud.com/nuno-teixeira-264830877/fc-porto-1-1-benfica-o-musical-1 Chegámos.   Chegámos ao grande jogo do campeonato. Desta vez aparece no calendário só a meio de Janeiro, mas cá está ele. O grande jogo. "Ai não! Há Sporting, há Boavista, há Braga!". O Sporting e o …

Armin Laschet sucede a Angela Merkel na liderança da CDU

Este sábado, Armin Laschet foi eleito líder do partido alemão União Democrata-Cristã (CDU), depois de Angela Merkel ter abandonado o cargo, em setembro. Armin Laschet, chefe do governo da Renânia do Norte-Vestfália, é o novo líder …

"Não há vagas". Ambulâncias fazem fila à porta dos hospitais (até parece Itália em Março)

Os engarrafamentos de ambulâncias à entrada das urgências dos Hospitais de Torres Vedras e de Santa Maria, em Lisboa, ilustram a gravidade do que está a acontecer no Serviço Nacional de Saúde (SNS) com o …