Menezes diz-se vítima de “ataque de homicídio pessoal e político inacreditável”

O.D. Roberto Santorini / Wikimedia

Luís Filipe Menezes

Luís Filipe Menezes

O antigo presidente da Câmara de Gaia, Luís Filipe Menezes, afirmou esta sexta-feira ter sido “sujeito a um ataque de homicídio pessoal e político inacreditável” nos últimos dias.

Em comunicado enviado à agência Lusa, o social-democrata pronuncia-se sobre o seu alegado envolvimento em atos ilícitos e refere que o ataque surgiu “de várias fontes, somando mentiras e calúnias arrancadas do nada”.

“Curiosamente, as notícias de jornal não têm qualquer ligação com qualquer tipo de iniciativa formal de autoridades judiciais ou de investigação criminal em relação à minha pessoa”, salienta Luís Filipe Menezes, que liderou a Câmara de Gaia durante quatro mandatos.

Para Menezes, “mais uma vez, como acontece há anos, a promiscuidade pútrida entre alguns jornalistas venais e as entranhas do poder judicial faz dos cidadãos entidades sem direitos e sujeitos a julgamentos e condenações sumárias na praça pública, sem hipóteses de defesa”.

“Esta atoarda irresponsável toca o inconcebível, mesmo em matérias em que uma análise simples tornaria ridícula qualquer acusação. Não tendo sido, dolosamente, feita, torna esses procedimentos noticiosos em matéria sujeita a processos crimes sujeitos a penas pesadas, dado tratar-se de acusações que atingem titular de cargo público”, vinca o social-democrata.

Enquanto cidadão, Menezes exige que, “se houver matéria para soçobrarem quaisquer esclarecimentos” da sua parte, “tal seja imediato [feito] e de acordo com o cumprimento das regras de direitos, liberdades e garantias que, neste caso, estão a ser completamente postergadas”.

O antigo autarca adianta que, “apesar de não ser formalmente suspeito, testemunha ou arguido em qualquer tipo de processo”, vai “suspender de imediato as colaborações enquanto comentador político de televisão ou articulista de jornais”, porque “não é curial que alguém sob suspeita opine sobre o que quer que seja perante um auditório alargado de cidadania”.

Quanto ao cargo que ocupa no Conselho de Estado, diz que “nada no seu estatuto” o “impele a um pedido de resignação ou substituição”.

“Sei da minha seriedade, sei que assustei demasiados interesses que nunca me perdoarão, mas vencerei e comigo vencerá a verdade. Defendo que quem prevarica em funções públicas deve ser exemplarmente punido, mas também defendo punição agravada para quem denigre a imagem de detentores sérios de cargos públicos”, conclui, sublinhando que se remeterá “ao silêncio expectante de quem acredita no Estado de Direito”.

Na sequência de notícias publicadas na quinta-feira, a Procuradoria-Geral da República confirmou estar a investigar casos relacionados com o anterior mandato autárquico de Gaia, adiantando que “até ao momento não foram constituídos arguidos”.

A Câmara de Gaia indicou depois que a Polícia Judiciária foi às suas instalações em julho para recolher documentos “particularmente” sobre 2013, último ano do anterior mandato, precisando que não se tratou de buscas a coberto de mandado judicial.

/Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Este Sr. parece que levou a CM de Gaia a uma situação financeira, muito negativa e ainda andou a comprar quintas no Douro e colocou o seu filho como deputado no PSD.
    Ainda se acham vitimas, se fosse eu, já estaria no tribunal ou nas finanças a prestar contas.

Já são conhecidos os nomeados aos Globos de Ouro. Netflix lidera com "O Irlandês" e "Marriage Story"

A cerimónia de entrega de prémios realiza-se a 5 de janeiro de 2020 no hotel Beverly Hilton, em Los Angeles, e será apresentada por Ricky Gervais. Já são conhecidos os nomeados à 77ª edição dos Globos …

Falhas na formação de médicos levam ministra a criar grupo de trabalho

A ministra da Saúde determinou a constituição de um grupo de trabalho para criar um manual de regras e procedimentos para a avaliação das capacidades de formação de médicos no SNS, depois de falhas apontadas …

Surto de sarampo leva Samoa a fechar escolas e serviços. Ativista anti-vacinação detido

Com o objetivo de conter o surto de sarampo que já matou 60 pessoas, o governo de Samoa está a pedir à população que coloque uma bandeira vermelha em frente às casas nais as pessoas …

Poluição do ar leva Sarajevo a cancelar todos os eventos públicos

As autoridades bósnias consideram que a poluição na capital do país, Sarajevo, atingiu níveis perigosos nos últimos dias. Perante a densa nuvem de nevoeiro que paira na cidade, o governo regional decidiu cancelar todos os …

A banana colada à parede que custou 108 mil euros foi comida

A banana mais cara do mundo, presa a uma parede com fita adesiva, foi descascada e comida por um artista que visitava o stand da galeria Perrotin, na feira de arte contemporânea Art Basel, nos …

Empresas norte-americanas reforçam domínio na venda global de armas

O Instituto Internacional de Estudos de Paz de Estocolmo (SIPRI) revelou esta segunda-feira que as empresas norte-americanas aumentaram o domínio no comércio global de armas em 2018, para 59% do volume total entre as 100 …

Faltam medicamentos para doenças crónicas nas Farmácias (e ninguém sabe porquê)

Há medicamentos para doenças crónicas que estão, constantemente, em falta nas Farmácias Portuguesas. Uma situação preocupante, sobretudo para os pacientes que deles precisam, e que não tem uma explicação. A Associação Nacional de Farmácias está …

Mais de dois mil coalas mortos devido aos incêndios na Austrália

O presidente da Aliança das Florestas do Nordeste da Austrália disse que os incêndios florestais que deflagram no leste do país, desde o início de novembro, provocaram a morte a mais de dois mil coalas. O …

Regionalização sem referendo é “golpe de estado palaciano”

Luís Marques Mendes falou este domingo, no habitual espaço de comentário político na SIC, sobre a regionalização, os "tempos difíceis para a direita", Greta Thunberg e Joe Berardo. Houve ainda tempo para falar sobre o …

China diz que detidos em Xinjiang estão "formados" e "vivem felizes"

Um alto quadro do regime chinês afirmou, esta segunda-feira, que os membros de minorias étnicas chinesas de origem muçulmana mantidos em "centros de treino vocacional" no extremo oeste do país já se "formaram" e levam …