28-06-2021: o melhor dia de sempre num Europeu de futebol?

Robert Ghement / EPA

Os jogos emocionantes e memoráveis entre Espanha e Croácia e entre França e Suíça não vão ser esquecidos nos próximos tempos. Dois jogos, 14 golos: o dia mais goleador de sempre na prova.

E aquela oferta do guarda-redes da Espanha para inaugurar o dia?

E a reviravolta da Espanha, que se pôs a ganhar por dois golos a um quarto de hora do fim?

E a Croácia, que perdia por dois a cinco minutos do final e levou o jogo para prolongamento?

E o Morata, que se lembrou de marcar?

E viste que esse jogo teve 12 substituições?

E o Seferović bisou diante da campeã mundial?

E aquele domínio do Benzema?

E aquele golo do Pogba?

E aquela bola à barra a cinco segundos do fim?

E o Mbappé que estragou tudo?

A campeã mundial já está fora do Europeu? Sim. E a campeã europeia também, já agora.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Já que no futebol há 11 jogadores em cada equipa, ficam aqui 11 perguntas sobre momentos marcantes dos jogos Espanha-Croácia e França-Suíça, que se disputaram nesta segunda-feira.

Um dia de oitavos-de-final do Euro 2020. O dia 28 de junho de 2021 ficará na memória de muita gente.

Copenhaga já assistiu a um momento muito emocionante, logo no segundo dia do torneio. Mas a preocupação à volta de Eriksen transformou-se numa adrenalina, ao longo do duelo entre Espanha e Croácia.

Pedri fez um passe de longe (com muita velocidade, sim) para o seu guarda-redes mas Unai Simón deveria estar a olhar para outro lado e deixou a bola entrar. A Croácia, sem realizar qualquer remate à baliza, estava a ganhar.

Mas a Espanha é melhor e deu a volta: Sarabia, Azpilicueta (que nunca tinha marcado pela seleção) e Ferrán Torres marcaram. 84 minutos, 3-1. Resolvido? Não. Mislav Oršić e Mario Pašalić, este já nos descontos, empataram.

Na meia hora extra, o “crucificado” Morata resolveu aparecer e apontou um belo golo. Três minutos depois, Oyarzabal confirmou triunfo de Luis Enrique, que a partir daí estaria já a preparar um encontro com a França nos quartos-de-final.

Mas o selecionador espanhol vai ter que apagar tudo e preparar novas estratégias: a França está fora do Euro 2020.

Seferović marcou primeiro. A Suíça ganhava ao intervalo. Ricardo Rodríguez poderia ter aumentado a vantagem helvética mas falhou uma grande penalidade; dois minutos depois, Benzema marcou; quatro minutos depois, Benzema marcou de novo. E que toque no primeiro desses dois golos.

Pogba, mais um grande golo. 80 minutos, 3-1. Resolvido? Não. Eis Seferović a bisar e eis Gavranović a empatar, mesmo perto dos 90′. Mas ainda houve tempo para uma bola à barra na baliza suíça. Foi Coman, que ficou a perguntar “comment?”.

Com oportunidades mas sem golos no prolongamento, nas grandes penalidades ninguém falhou…até à última tentativa. Lá vai ele, Mbappé, a estrela. Não falha. Falhou. Ainda ficaram todos à espera de saber se o guarda-redes Sommer se tinha adiantado, mas falhanço confirmado.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

O dia mais goleador de sempre

Pegando na questão colocada no título deste artigo, não sabemos se este foi o melhor dia de sempre num Europeu de futebol. Ou o mais surpreendente, ou incrível, ou extraordinário, ou desesperante, sobretudo para croatas e franceses.

Mas sabemos que este foi o dia com mais golos de sempre num Europeu. Dois jogos, 14 golos. Nunca tinha acontecido.

Curiosamente, o dia que se aproxima mais ao último dia de Europeus é…o primeiro dia de Europeus. 6 de julho de 1960, logo o primeiro dia da fase final do primeiro Euro: a União Soviética derrotou a Checoslováquia por 3-0 e a Jugoslávia bateu a França por 5-4. Dois jogos, 12 golos – e três países que já nem existem.

Mais tarde houve quatro edições de Europeus que contaram 10 golos no mesmo dia, começando em 1984 e acabando em 2016. Um dos casos aconteceu em Portugal, e nesse dia 21 de junho de 2004 um dos jogos que colaboraram para essa dezena de golos foi…um França-Suíça. Tal como agora. Em Coimbra a França venceu a Suíça por 3-1 (nessa vez não houve recuperação) e, à mesma hora, a Inglaterra derrotou a Croácia por 4-2, na Luz.

  Nuno Teixeira, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.