Croácia 3-5 Espanha | “La roja” apura-se em jogo épico

Stuart Franklin / POOL / EPA

A Espanha, campeã europeia em 1964, 2008 e 2012, qualificou-se, esta segunda-feira, para os quartos de final do Euro 2020, ao vencer a Croácia, vice-campeã mundial em título, por 5-3, após prolongamento, em Copenhaga, na Dinamarca.

Álvaro Morata, aos 100 minutos, e Mikel Oyarzabal, aos 103, selaram, na primeira parte do tempo extra, o triunfo do onze de Luis Enrique, que no tempo regulamentar virou de 0-1 para 3-1, mas depois permitiu a igualdade.

Os outros golos espanhóis foram de Pablo Sarabia, aos 38 minutos, César Azpilicueta, aos 57, e Ferran Torres, aos 77, enquanto Pedri, aos 20, na própria baliza, Mislav Orsic, aos 85, e Mario Pasalic, aos 90+2, marcaram para os croatas.



Nos quartos de final, a Espanha vai medir forças com o vencedor do embate de hoje entre França e Suíça, em encontro marcado para sexta-feira, pelas 19h00 locais (20h00 em Lisboa), em São Petersburgo, na Rússia.

Um jogo para a História

Espanha está nos quartos-de-final do EURO 2020. Num jogo verdadeiramente louco, que teve de tudo, autogolos, tecnologia da linha de golo, reviravoltas, reacções nos descontos e prolongamento, a “la roja” ganhou por 5-3, após ter estado a vencer por 3-1 e permitido o empate nos descontos do tempo regulamentar. Porém, nos 30 minutos extra, a sua qualidade ofensiva acabou por ditar leis. Grande espectáculo de futebol.

A primeira parte ficou indelevelmente marcada pelo disparate de Pedri e Unai Simón, aos 20 minutos.

O médio fez um passe do meio-campo para o seu guarda-redes mesmo para o meio da baliza, e este último falhou o domínio e deixou a bola entrar na baliza. Um autogolo caricato que interrompeu um amplo domínio de Espanha que, ainda assim, recompôs-se e chegou ao empate por Sarabia. Os números ao intervalo mostravam uma superioridade completa por parte da “la roja”.

O segundo tempo confirmou a maior força da selecção de Espanha, que aproveitou bem melhor os seus lances de ataque, com tentos por Azpilicueta (57′) e Ferrán Torres (76′). Os croatas não mostravam ter, na frente, a qualidade necessária para fazer mossa a uma “la roja” organizada, veloz a trocar a bola e com uma técnica individual dos seus jogadores muito acima da média.

Mas na recta final tudo mudou. Num lance muito confuso, Mislav Oršić (85′) reduziu, tento confirmado pela tecnologia da linha de golo, e bem dentro dos descontos, Mario Pašalić, de cabeça, fez o golo e levou o jogo a prolongamento.

Aí, Espanha foi superior, ampliando por Álvaro Morata (100′) e Mikel Oyarzabal (103′). Os croatas já não tiveram energia para encetar nova recuperação.

Melhor em Campo

Este é um daqueles jogos que podia ter vários protagonistas dignos de serem MVP, mas só pode haver um e esse foi Ferrán Torres. O extremo espanhol do Manchester City encheu o campo, terminando com um GoalPoint Rating de 8.4, fruto um golo, uma assistência, duas ocasiões flagrantes criadas em quatro passes para finalização, sete cruzamentos, quatro deles eficazes. Justificou o regresso á titularidade.

Destaques da Croácia:

Mario Pašalić 7.0 – O médio esteve a um passo de tornar-se herói nacional croata, e teria sido assim se a sua equipa tivesse ganho, pois foi ele o autor do golo, nos descontos, que levou o jogo a prolongamento. Pašalić fez um tento, criou duas ocasiões flagrantes, um passe de ruptura e três intercepções. Nota afectada por uma flagrante falhada.

Mislav Oršić 6.4 – A estrela do Dínamo Zagreb fez o segundo golo croata, que lançou o assalto final à baliza espanhola. Além disso fez uma assistência em dois passes para finalização, somou oito acções com bola na área contrária e fixou o máximo de tentativas de drible (6).

Dominik Livaković 6.0 – O guardião sofreu cinco golos, mas ainda assim acabou com um excelente rating, e isso diz muito da sua exibição. Sem culpa nos golos, fez cinco defesas, todas a remates na sua área.

Destaques da Espanha:

Álvaro Morata 7.3 – O avançado reencontrou-se com os golos e as boas exibições, embora não se tenha livrado de alguns “tiques” (duas flagrantes falhadas).

O atacante da Juventus fez um tento em quatro remates, dois enquadrados, fez dois passes para disparos dos colegas e fixou o máximo de acções com bola na área contrária (9). Trabalhou imenso, somando oito recuperações de posse e quatro acções defensivas no meio-campo contrário, e sofreu oito faltas, recorde deste EURO.

Pablo Sarabia 7.0 – Andou meio perdido na primeira parte, mas foi dele o golo do empate 1-1 e, a partir daí, foi sempre em crescendo. Fez dois passes para finalização e somou sete acções com bola na área croata.

Sergio Busquets 6.7 – Pêndulo de Espanha, com 114 acções com bola, um passe de ruptura e um raio de acção que lhe permitiu fazer quatro acções defensivas no meio-campo da Croácia, quatro desarmes e outras tantas intercepções.

Resumo

ZAP // Lusa / GoalPoint

PARTILHAR

RESPONDER

Sondas espaciais com "cunho" português vão passar perto de Vénus

As sondas espaciais europeias Solar Orbiter e BepiColombo, ambas com tecnologia e ciência portuguesas, vão passar perto de Vénus a 9 e 10 de agosto, respetivamente, anunciou esta segunda-feira a Agência Espacial Europeia (ESA). A passagem …

Elvis Presley terá morrido de doenças genéticas (e não por overdose de medicamentos)

Segundo um novo livro de Sally Hoedel, a morte de Elvis Presley estará, afinal, relacionada com o tratamento para doenças congénitas das quais sofria. O cantor norte-americano, que morreu há quase 44 anos, estava fortemente medicado …

A cidade mais populosa de África está a viver em contra-relógio

Os habitantes da Nigéria, o país mais populoso de África, já estão habituados a contornar as inundações anuais que invadem o país. No entanto, este ano a situação saiu fora do controlo, com o principal …

"Pensávamos que a Casa Branca mandava". Biden sob fogo devido ao fim da proibição dos despejos

A inacção de Joe Biden perante o fim das moratórias que proíbem os despejos durante a pandemia está a ser criticada até dentro do próprio Partido Democrata. A moratória federal aos despejos acabou este sábado, para …

Na ausência de Biles, Sunisa Lee coroou-se rainha da ginástica. É a primeira hmong a ganhar ouro

Sunisa Lee chegou a Tóquio com a missão de ajudar os Estados Unidos a garantir o ouro e de garantir a presença em finais individuais de aparelhos. Com o abandono de Biles, tornou-se a estrela …

Presidente afegão culpa retirada “abrupta” dos EUA pelo rápido avanço dos talibãs

O chefe de Estado afegão prometeu vencer o conflito com as milícias talibãs e os Estados Unidos dizem-se prontos a receber mais milhares de refugiados. O Presidente do Afeganistão, Ashraf Ghani, prometeu esta segunda-feira vencer o …

42% das pessoas em enfermaria no Hospital de são João têm vacinação completa

No Centro Hospitalar de São João (CHSJ), 42% das pessoas internadas em enfermaria e 15% das internadas em unidades de cuidados intensivos tinham a vacinação completa. Segundo os últimos dados da Direção-Geral da Saúde (DGS), apenas …

António Oliveira e uma arbitragem "conveniente"

Athletico Paranaense perdeu novamente no Brasileirão e a equipa de arbitragem ajudou os vencedores, queixou-se o treinador português. O Athletico Paranaense, líder do Brasileirão nas primeiras jornadas, está numa fase negativa: apenas uma vitória nas últimas …

André Ventura - Chega

Autárquicas. Chega concorre sozinho a 220 municípios para avaliar o seu "impacto"

André Ventura anunciou esta segunda-feira que o Chega irá concorrer nas eleições autárquicas a “cerca de 220 municípios” do país, sublinhando que o partido vai a votos sozinho para avaliar o seu “impacto”, mas sem …

Ex-guarda nazi julgado aos 100 anos por cumplicidade em assassinatos

Um homem de 100 anos que supostamente serviu como guarda num campo de concentração nazi será julgado em outubro por cumplicidade no assassinato de mais de 3.500 pessoas durante a Segunda Guerra Mundial, informou a …