Más exibições no Euro 2020 valem coro de críticas (e ameaças) a Álvaro Morata

Stuart Franklin / EPA

Rendimento do avançado da Juventus tem ficado aquém das expectativas dos adeptos e jornalistas espanhóis. Nos casos mais extremados, as redes sociais do jogador têm sido palco de ameaças contra o próprio e respetiva família, o que levou Luís Enrique, selecionador espanhol, a apelar à intervenção da polícia. 

A má sorte de Álvaro Morata no Europeu de 2020 começou a moldar-se logo no primeiro jogo de La Roja, contra a Suécia. Foram duas as oportunidades desperdiçadas pelo próprio num empate a zeros que teimou em se arrastar pelos 90 minutos apesar do total domínio espanhol — nuestros hermanos trocaram a bola entre si 970 vezes enquanto que a Suécia o fez em 162 ocasiões.

O resultado e a exibição, sobretudo, foram suficientes para dar inicio a um coro de críticas que se alastrou por quase toda a Espanha, que chegam ao jogador através das redes sociais, e que contou com a ajuda de uma insaciável imprensa desportiva.

Com o ruído a crescer em torno da equipa, Luís Enrique saiu em defesa do jogador, afirmando que no jogo seguinte, contra a Polónia, seriam “Morata e mais dez”.

No entanto e mesmo com a demonstração pública de apoio por parte do selecionador, o rendimento do avançado (e da própria equipa) continuou a ficar aquém das expectativas: assinou um golo no empate a uma bola contra a Polónia, no segundo jogo disputado em casa, na cidade de Sevilha.

Findo o encontro e em declarações aos jornalistas, o avançado pôde finalmente defender-se das críticas e explicar quais os mecanismos que tem vindo a utilizar para se resguardar da tormenta mediática. “Eu encarei esta situação com normalidade, a opinião das pessoas não altera a minha disposição. Eu tenho vindo a trabalhar desde os sub-17 para estar aqui e jogar estes torneios. Eu não posso ser gostado por todos”, reagiu.

Morata reconheceu ainda que os resultados pouco conseguidos da seleção, apesar das boas prestações, têm tido algum impacto no seu bem-estar. “É normal que, quando empatas um jogo e sentes que merecias ganhá-lo, te custe a dormir.”

No entanto, numa entrevista dada à rádio Cope e citada pelo Expresso, o jogador da Juventus revelou os verdadeiros contornos da sua situação. “Estive nove horas sem dormir antes do jogo frente à Polónia. Recebi ameaças, insultos à minha família. Disseram que oxalá os meus filhos morressem”, relatou.

O avançado pediu mesmo aos adeptos que se colocassem no seu lugar para que “compreendessem como é” e revelou estar a receber ajuda psicológica. “É muito bom ter uma pessoa que compreende e que te ouve sempre que é preciso.”

Com a vitória contundente no último jogo da fase de grupos, 5-0 contra a Eslováquia, Espanha carimbou a tão desejada passagem aos oitavos de final — irá jogar esta noite contra a Croácia.

Na antevisão do encontro, Luis Enrique mostrou-se novamente ao lado do jogador, caracterizando os comentários e as mensagens deixadas ao jogador nas redes sociais de “muito graves”, como noticia o The Guardian. “A situação deveria ser colocada nas mãos da polícia. Trata-se de um crime muito grave e espero que haja alguma intervenção”, apelou.

  ARM, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas estão a plantar mesas de xadrez de corais para restaurar recifes - e contam com a ajuda de garrafas de Coca-Cola

Nas últimas três décadas, os recifes de coral têm sofrido uma grande tensão e consequente destruição, devido ao impacto das alterações climáticas. Agora, os cientistas querem minimizar os danos e já encontraram uma solução. O objetivo …

Belenenses 0-4 Sporting | Melhor o resultado que a lesão

O Sporting, da I Liga, venceu hoje o Belenenses, do Campeonato de Portugal, por 4-0, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal de futebol, garantindo o apuramento para a próxima fase da competição. No …

Sintrense 0-5 FC Porto | Dragões goleiam e seguem em frente na Taça

O FC Porto, da I Liga, venceu hoje o Sintrense, do Campeonato de Portugal, por 5-0, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal de futebol, e segue em frente na competição. A jogar em …

Nova tecnologia usa calor dos estacionamentos subterrâneos para aquecer apartamentos

A startup Enerdrape, que funciona dentro da Escola Politécnica de Lausanne (EPFL), na Suíça, desenvolveu uma tecnologia que aproveita o calor emanado pelo solo no aquecimento de apartamentos. Quase 60% do aquecimento utilizado nos edifícios residenciais …

Pela primeira vez, um drone transportou os pulmões de um dador em segurança. Voo demorou seis minutos

Pela primeira vez na história da medicina, um drone aéreo transportou os pulmões de um dador com rapidez e segurança entre dois hospitais. O voo, que durou apenas seis minutos, ocorreu no passado dia 25 de …

Grupo de hackers clonou a voz de empresário para roubar 35 milhões de dólares do banco

Um grupo de hackers clonou a voz do diretor de uma empresa, conseguindo assim roubar mais de 35 milhões de dólares de um banco nos Emirados Árabes Unidos. No início do ano passado, o gerente de …

Portugueses comem duas vezes mais do que o recomendando

Os portugueses consumiram, em média, duas vezes mais calorias do que o recomendando para um adulto entre 2016 e 2020, ano em que a pandemia provocou uma redução do consumo de alimentos diário, mas ainda …

Aos 95 anos, a rainha Isabel II terá de abdicar da sua bebida favorita

A monarca foi aconselhada pelos médicos a abdicar do seu habitual martini de fim de dia, em antecipação a uma fase de agenda especialmente preenchida. Com 95 anos, a rainha Isabel II tem tido uma semana …

Médicos vão avaliar estado mental do atacante da Noruega

A investigação ao ataque com arco e flecha que na quarta-feira fez cinco mortos na Noruega reforçou, até agora, a tese de um ato devido a doença, anunciou hoje a polícia norueguesa. “A hipótese que foi …

Há mais de 100 anos, o Hawai teve uma monarquia - mas a força da princesa Ka'iulani não chegou para a preservar

Antes de morrer, com apenas 23 anos, a princesa Victoria Ka'iulani foi a última herdeira da coroa havaiana. A jovem era uma das últimas esperanças em manter a monarquia viva, mas nem a sua determinação …