/

Medina em vantagem na corrida a Lisboa com potencial de voto de 67%

1

CML

O presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina

O atual presidente da Câmara de Lisboa reúne um potencial de voto de 67%, de acordo com uma sondagem da Aximage para JN/DN/TSF.

De acordo com a sondagem da Aximage para o Jornal de Notícias, Diário de Notícias e rádio TSF, a um mês das eleições autárquicas, o socialista Fernando Medina tem um potencial de voto de 67% e está à frente do social-democrata Carlos Moedas, que marca 47%.

Segue-se o candidato da CDU, João Ferreira, que reúne um potencial de voto de 35%, e Beatriz Gomes Dias, do Bloco de Esquerda, com 28%. Mais atrás ficam o liberal Bruno Horta Soares e Manuela Gonzaga, do PAN, ambos com um potencial de voto de 21%. Em último está o candidato do Chega, Nuno Graciano, com 14%.

O socialista tem também vantagem sobre o social-democrata entre os cidadãos lisboetas que já têm a certeza em quem vão votar. Medina consegue 25% das intenções de voto, ficando 14 pontos à frente de Moedas (11%). Segue-se a CDU (4%) e o Bloco (3%). Iniciativa Liberal, PAN e Chega têm ambos 2% cada.

Segundo destaca o JN, mesmo com a polémica sobre o envio de dados de manifestantes para a embaixada russa (59% admitem que o caso teve um impacto negativo), a avaliação ao último mandato do socialista tem mesmo assim saldo positivo. 42% estão satisfeitos, enquanto 23% dão nova negativa.

A sondagem da Aximage quis ainda saber em quem os inquiridos nunca votariam. Nuno Graciano, candidato do Chega, surge em primeiro lugar com 77% da taxa de rejeição. A CDU, a Iniciativa Liberal e o PAN surgem depois (52%), assim como o BE (49%). Carlos Moedas chega a uma taxa de rejeição de 40% e Fernando Medina de 30%.

Os candidatos do Iniciativa Liberal e do PAN são também os candidatos que têm mais problemas de notoriedade: 27% dos inquiridos dizem não os conhecer, segundo o jornal.

  ZAP //

1 Comment

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE