Médicos Sem Fronteiras acusados de recurso a prostitutas e assédio sexual

nesimo / Flickr

Médicos Sem Fronteiras (MSF)

Ex-trabalhadoras da ONG Médicos Sem Fronteiras revelaram que o recurso a prostitutas era recorrente. A troca de medicamentos por sexo foi outra das alegações feitas em relação ao pessoal de logística.

Antigas funcionárias da organização não-governamental Médicos Sem Fronteiras (MSF) denunciaram ao programa de Victoria Derbyshire, da BBC, que muitos trabalhadores humanitários recorreram a prostitutas locais nas suas missões em vários países africanos.

As acusações são dirigidas à equipa de logística e não aos médicos ou enfermeiros daquela que é uma das maiores agências de ajuda internacional.

De acordo com o Expresso, uma das denunciantes afirmou que um superior seu dava medicação em troca de sexo. Por sua vez, uma outra garantiu que o recurso a prostitutas locais era recorrente e “generalizado”.

“Ele sugeria que muitas raparigas jovens que perderam os pais durante a crise do Ébola fariam qualquer coisa sexual em troca de medicamentos”, disse uma das testemunhas, referindo-se a um dos colegas.

Uma das testemunhas chegou, inclusivamente, a ver um dos membros mais velhos da equipa a levar raparigas para o alojamento da MSF. “As raparigas eram muito novas e havia rumores de que eram prostitutas”, disse.

Uma terceira afirmou que tanto o assédio sexual (de que ela própria foi vítima) como a troca de medicamentos por sexo são comportamentos “endémicos” que fazem parte da própria instituição.

O programa da BBC conversou com oito mulheres que trabalharam para os Médicos Sem Fronteiras em várias secções europeias e africanas.

A instituição negou, afirmando que não tolera “abuso, assédio ou exploração” e que o recurso a prostitutas é banido pelo seu estrito código de conduta. E acrescentou que “lamenta quaisquer casos em que pessoas tenham sofrido assédio, abuso ou de outra forma de maus tratos”.

Segundo o Observador, em fevereiro, e depois das alegações de que funcionários da Oxfam contrataram prostitutas enquanto trabalhavam no exterior, a Médicos Sem Fronteiros admitiu ter demitido 19 funcionários por assédio sexual no ano passado.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Lulas gigantes estão a deixar enormes cicatrizes em tubarões brancos

Cientistas marinhos encontraram evidências que sugerem que grandes tubarões brancos (Carcharodon carcharias) estão a ser atacados por lulas gigantes no Oceano Pacífico. Uma equipa de investigadores encontrou 14 tubarões brancos (Carcharodon carcharias) com evidências de cicatrizes …

Twitter passa a alertar utilizadores que colocam "like" em informações incorretas

O Twitter passou a alertar os utilizadores quando estes tentam 'curtir' uma publicação que contenha informações consideradas incorretas, medida que faz parte da esforço da empresa para combater a desinformação. Esta mudança significa que os utilizadores …

Erosão causada por tempestade tropical revela naufrágio do século XIX na Florida

Depois da tempestade tropical Eta arrebatar o norte da Florida no início deste mês, um banhista fez uma descoberta inesperada enquanto caminhava na costa de St. Augustine. Ao caminhar pelas dunas de areia de Crescent Beach, …

Uma mentira de um trabalhador de uma pizzaria forçou o confinamento na Austrália do Sul

O estado da Austrália do Sul decretou um confinamento geral, no dia 18 de novembro, depois de um funcionário de uma pizzaria ter mentido. Segundo o Huff Post, o homem, de nacionalidade espanhola, estava infetado com …

Jogar Monopólio, Scrabble ou até bilhar pode ser (ainda) mais divertido com uma nova mesa touch

Por mais divertidos que sejam os jogos de tabuleiro, estes podem ser um passatempo caro pois quem realmente gosta não se cansa de os comprar. Agora, a empresa Arcade1Up criou o Infinity Game Table que …

A apreensão histórica de cetamina na Tailândia não foi assim tão histórica. Eram só aditivos alimentares

Análises laboratoriais revelaram que a apreensão "histórica" de cetamina anunciada pelo Governo da Tailândia há cerca de duas semanas foi, na verdade, uma apreensão de aditivos alimentares e agentes de limpeza. As autoridades tailandesas anunciaram, …

Para clínicas de Terceiro Mundo. Dispositivo movido a energia solar esteriliza equipamentos médicos ao ar livre

As autoclaves são consideradas essenciais para esterilizar equipamentos médicos, mas não estão disponíveis nos países de Terceiro Mundo, onde o acesso à eletricidade é limitado. Um novo dispositivo portátil, movido a energia solar, pode ser …

China pondera novas regras sobre estrangeiros para "proibir o extremismo religioso"

Um projeto-lei publicado esta semana pelo Ministério da Justiça chinês aponta para novas restrições sobre a atuação de fiéis estrangeiros no país, com o intuito de evitar a disseminação do "extremismo religioso" ou do uso …

Regar, cortar e matar insetos. Robô dá conta de todas as tarefas de jardinagem (e até afasta intrusos)

A jardinagem é uma terapia para muitas pessoas, mas também pode ser um incómodo. O robô Yardroid foi projetado para lidar de forma autónoma com essas tarefas, utilizando inteligência artificial. Semelhante a um tanque em miniatura, …

ProToiro vai impugnar IVA das touradas e avança com queixa em Bruxelas

A Federação Portuguesa de Tauromaquia (ProToiro) vai avançar com a impugnação do valor do IVA na tauromaquia e com uma queixa na Comissão Europeia, exigindo que a taxa passe de 23% para 6%. Em comunicado, a …