Médico presente na sala de emergência revela detalhes da morte de John F. Kennedy

Um médico que estava presente na emergência do Parkland Memorial Hospital, para onde John F. Kennedy (1917-1963) foi transferido depois de ser baleado numa visita política ao estado do Texas, revelou novos detalhes sobre a morte do antigo Presidente norte-americano.

Em declarações ao portal MedPage Today, o cardiologista Joe Goldstrich revela que, à época dos acontecimentos, tinha 25 anos. Estava a completar a sua passagem como residente na neurocirurgia quando John F. Kennedy deu entrada no hospital.

Foi “a pessoa mais jovem que participou ativamente nos esforços de ressuscitação” do Presidente norte-americano, revela Goldstrich, agora com 82 anos.

“Entrei na urgência ao mesmo tempo que JFK estava a entrar na cama”, disse, recordando que a 22 de novembro de 1963, data em que o incidente ocorreu, a equipa de Kemp Clark, o neurocirurgião-chefe da unidade, foi convocada por volta do meio dia.

Goldstrich ajudou a deslocar o antigo Presidente dos Estados Unidos da maca para a mesa de observação e tratamento e, posteriormente, despiu-o.

Poucos minutos depois de dar entrada, contou, vários especialistas estavam já no local para tentar salvar a vida de John F. Kennedy.

Goldstrich recorda ainda alguns dos momentos que lhe ficaram gravados na memória. Enquanto o responsável da emergência, Charlie Baxter, fazia compressões torácicas no paciente, Clark entrou na sala, contou Goldstrich, e ao ver os ferimentos na cabeça do antigo Presidente norte-americano, disse: “Meu Deus. O que é que estás a fazer, Charlie? O cérebro [de John F. Kennedy] está no chão”.

O cardiologista recorda ainda a reação da antiga primeira dama dos Estados Unidos, Jacqueline Kennedy Onassis, que acompanhou o seu marido depois do acidente.

Jackie estava em choque, tal como um cervo em frente aos faróis de um carro. [A antiga primeira-dama] ficou surpresa por alguém estar a falar com tanta franqueza sobre o que tinha acontecido”, contou ao mesmo portal.

Goldstrich considera ainda que JFK já estava morto quando chegou ao hospital.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Exposição duma série de trivialidades para no final nos atirarem com a lavagem ao cérebro da praxe: “Não houve segundo atirador no assassinato de John F. Kennedy” que não faz parte do depoimento do dito médico nem ele tem dados sobre isso; e quando já está mais do que visto e provado que houve pelo menos mais um atirador localizado à frente do carro e cuja impacto de bala fez projectar a cabeça do presidente violentamente para trás (na direcção de Oswald, que nunca poderia ser capaz de disparar essa bala! – a menos que fosse uma bala extra-terrestre capaz de fazer uma viragem em U)

RESPONDER

China publica imagens a cores da superfície de Marte

A Administração Espacial da China divulgou, esta sexta-feira, uma imagem panorâmica de 360 graus e duas fotografias a cores da superfície de Marte e dos dispositivos da sonda Tianwen-1, que chegou ao Planeta Vermelho a …

Portugal regista mais 519 casos e uma morte

O boletim da DGS desta sexta-feira assinala mais 519 infeções, uma vítima mortal e 295 recuperações. O boletim da Direção-Geral de Saúde regista nas últimas 24 horas um óbito, 519 infetados. Há ainda 306 doentes internados, …

José Sócrates vai ser julgado por juíza encarregue do caso Rui Pinto

O sorteio do coletivo que vai ficar com o julgamento de José Sócrates, no âmbito da Operação Marquês, aconteceu esta sexta-feira feira. Margarida Alves, que tem estado a julgar Rui Pinto, é a escolhida. Além de …

Von der Leyen vem a Lisboa na próxima quarta-feira dar "luz verde" ao PRR

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, desloca-se a Lisboa na próxima quarta-feira, com o objetivo de anunciar formalmente a aprovação do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) português, ainda sujeito a aprovação …

"Os brasileiros emergiram da selva", declarou Presidente argentino

Durante uma visita do primeiro-ministro espanhol Pedro Sánchez à Argentina, o Presidente Alberto Fernández indicou que "os mexicanos vieram dos indígenas, os brasileiros saíram da selva, mas nós, os argentinos, chegamos de barco. Em barcos …

Distrital e concelhia irão tomar decisão sobre candidato do PS no Porto

O secretário-geral adjunto do PS recusou nesta sexta-feira esclarecer se é candidato à Câmara Municipal do Porto, remetendo para a distrital e para a concelhia dos socialistas a decisão sobre o cabeça-de-lista à autarquia nas …

PS considera “lamentável” caso da Câmara de Lisboa e critica "atitude cínica" de Rio

O secretário-geral adjunto do PS considerou hoje “lamentável" a partilha de dados de manifestantes russos pela Câmara de Lisboa e anunciou que o Governo está a preparar uma nova lei sobre o direito de manifestação. Em …

Oito concelhos dos distritos de Faro e Bragança em risco máximo de incêndio

Oito concelhos dos distritos de Faro e Bragança apresentam hoje risco máximo de incêndio, segundo dados do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA). Em risco máximo de incêndio estão os concelhos de São Brás …

Encontrado num saco no mar o corpo de Olivia, uma das irmãs raptadas pelo pai em Tenerife

O corpo da pequena Olivia, de 6 anos, uma das duas irmãs raptadas pelo pai em Tenerife, nas Ilhas Canárias, foi encontrado no fundo do mar, dentro de um saco. Ao seu lado, estava outro …

Bolsonaro quer desobrigar o uso de máscara para vacinados

O Presidente brasileiro afirmou, esta quinta-feira, que o seu Governo irá publicar um parecer que desobriga o uso de máscaras para cidadãos já vacinados contra a covid-19 e para os que já estiveram infetados. "Acabei de …