Marta Temido antevê dias complicados e alta pressão sobre o SNS (e admite novas medidas)

António Pedro Santos / Lusa

A ministra da Saúde disse que se vive “um momento muito difícil da evolução da pandemia em Portugal e na Europa” e que “os próximos dias se anteveem complicados e com elevada pressão sobre o Serviço Nacional de Saúde”.

Apesar de vaticinar dias complicados nas próximas semanas, Marta Temido garantiu esta sexta-feira que os hospitais do SNS têm capacidade para responder à pandemia.

“O Ministério da Saúde quer dar um conjunto de notas. A primeira está relacionada com a capacidade instalada do SNS, em especial a capacidade hospitalar”, começou por explicar.

“Quero recordar  que os hospitais do SNS têm uma capacidade total de 21 mil camas“, disse, notando, contudo que nem todas as camas podem ser enquadradas num contexto de resposta potencial à covid-19, pelo facto de estarem incluídas nesse número hospitais especializados, como unidades psiquiátricas

“Para efeitos de resposta potencial, estas são 19.700 camas em hospitais gerais: 34% no Norte, 21% no Centro, 36% em Lisboa e Vale do Tejo, 4% no Alentejo e 5% no Algarve. Das cerca de 19.700 camas, algumas não podem ser consideradas para resposta a picos de afluência, com camas afetas a acidentes vasculares cerebrais, problemas coronários ou neonatologia. Por regra, para a nossa contabilização são contabilizadas apenas camas médico-cirúrgicas, ou seja, 17.700. Esta é a capacidade máxima”, afirmou.

Temido afirmou ainda que foram feitas várias recomendações no Conselho Nacional de Saúde Pública, ouvido esta sexta-feira, e adiantou que o Ministério da Saúde pediu uma nova reunião com os especialistas na próxima semana para “aprofundamento da agenda de análise das medidas que podem ser tomadas nesta fase tão distinta da primeira”.

Restrições em Lousada, Paços de Ferreira e Felgueiras

Questionada sobre as medidas de restrição decretadas esta quinta-feira em Felgueiras, Lousada e Paços de Ferreira, concelhos do distrito do Porto onde o número de novas infeções tem subido exponencialmente nos últimos dias, a governante afirma que foi uma “combinação” de fatores que levou às decisões específicas para a região

“[A decisão] prende-se com a incidência dos novos casos nos últimos sete e 14 dias, mas também com a velocidade de crescimento de novos casos nesta região e com a pressão que se está a sentir em termos de resposta de serviços de saúde. É uma análise combinada de aspetos numéricos e fatores de capacidade de resposta e preocupação com a saúde desta população. São áreas geográficas com alta densidade população e temos um risco de transmissão dos mais altos do país”, reiterou Marta Temido.

Na mesma conferência de imprensa, a governante revelou esta sexta-feira que está a ser montado um hospital de campanha anexo ao Hospital de Penafiel, motivado pela subida de infeções neste concelho nos últimos dias.

Um novo centro de testes à infeção pelo novo coronavírus entrou esta sexta-feira em funcionamento em Paços de Ferreira e na segunda-feira vai abrir outro, representando um reforço de 350 testes diários, revelou a autarquia.

Segundo o presidente Humberto Brito, os dois novos centros significam, no conjunto, um reforço de 350 testes diários, que se juntam à capacidade que já existia no concelho.

Ministério aceita 500 mil testes rápidos

Marta Temido revelou também na conferência desta sexta-feira que o Ministério da Saúde aceitou a proposta de fornecimento de 500 mil testes rápidos de deteção de infeção com o novo coronavírus apresentada pela Cruz Vermelha.

A governante revelou que estes testes vão chegar por fases e que a primeira entrega deve ocorrer no início do próximo mês.

“O ministério da Saúde aceitou a disponibilidade da Cruz Vermelha Portuguesa para o fornecimento de testes rápidos. Estão pré-reservados, pela Cruz Vermelha Portuguesa, um total de 500 mil testes. [Serão recebidos] em tranches, de forma faseada, ao abrigo de um financiamento europeu. A primeira fase de entrega, 100 mil testes, será na primeira semana de novembro e serão utilizados nas condições definidas pela norma de estratégia nacional de testes para a SARS-CoV-2 em contexto de surtos”, observou.

Marta Temido clarificou mais à frente na conferência de imprensa que a integração destes testes rápidos não vai pesar no financiamento previsto para o Ministério da Saúde no Orçamento do Estado e que estes testes antigénio serão aproveitados para lidar com surtos em lares, segundo uma norma que vai sair “até ao final desta semana”.

A ministra revelou ainda que há 63 escolas e 107 lares com surtos de covid-19 ativos.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Uma coisa é praticamente certa: a gripe, este ano, vai ter um impacto reduzido devido ao facto de as pessoas, além de recorrerem mais à vacinação, estarem protegidas com as máscaras e a desinfeção das mãos. O que protege contra um vírus de propagação aérea, protege contra os outros que se propagam da mesma forma.

  2. A “menina espertinha (…) e birrenta” está a ver A PORCARIA QUE VEM FAZENDO? Não seria melhor, em vez de brincar, SER VERDADEIRAMENTE UMA MINISTRA?

RESPONDER

Governo diz que não há reavaliação da taxa de recursos hídricos nas barragens vendidas pela EDP

O Ministério do Ambiente e Ação Climática considera que não há lugar a uma reavaliação do valor da Taxa de Recursos Hídricos (TRH) depois da venda das barragens da EDP à Engie. Este esclarecimento foi divulgado …

Bloco entrega proposta na AR para criminalizar enriquecimento injustificado

O Bloco de Esquerda propõe que os titulares de altos cargos públicos sejam obrigados a declarar como a justificar "acréscimos patrimoniais acima de 50 salários mínimos nacionais", prevendo pena de prisão até cinco anos em …

1.º de Maio. CGTP cumpre a tradição na rua, UGT com conferência sindical

A CGTP vai assinalar o Dia do Trabalhador com concentrações, desfiles e manifestações. Já a UGT vai promover uma conferência sobre os desafios da negociação coletiva. A Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses (CGT) vai assinalar o …

Submarino da Marinha indonésia desaparece com 53 pessoas a bordo

A Marinha de Guerra da Indonésia procura um submarino com 53 pessoas a bordo depois de ter perdido o contacto com o navio no final de exercícios ao largo de Bali, foi hoje anunciado. Um porta-voz …

Presidente do Aliança é candidato a Torres Vedras

Paulo Bento, presidente do Aliança, vai lançar-se à Câmara Municipal de Torres Vedras nas eleições autárquicas do outono. O presidente do Aliança, Paulo Bento, vai candidatar-se à Câmara Municipal de Torres Vedras, no distrito de Lisboa, …

Governo recusa relançar o programa Apoiar Restauração

Apesar do apelo da AHRESP, o Governo recusa relançar o programa Apoiar Restauração. Os restaurantes continuam com limitações de horário aos fins de semana e feriados. Nesta terceira fase do desconfinamento, que avançou esta segunda-feira, deu-se …

Lidl vai oferecer pensos e tampões na Irlanda para combater pobreza menstrual

O Lidl vai tornar-se a primeira grande cadeia de supermercados a oferecer produtos menstruais em todas as lojas de um país. A iniciativa, que ocorre na República da Irlanda, tem como objetivo o combate à …

Parlamento altera lei para permitir candidatos independentes nas autárquicas

A comissão de Assuntos Constitucionais iniciou, esta quarta-feira, a alteração à lei eleitoral autárquica em que reduz o número de assinaturas dos grupos de cidadãos independentes e admite uma candidatura simultânea a uma câmara e …

Neutralidade carbónica até 2050. Lei Europeia do Clima é "mais um compromisso concretizado", diz Costa

O primeiro-ministro António Costa saudou, nesta quarta-feira, o acordo político provisório sobre as emissões de gases com efeito de estufa, dizendo que se trata de "um sinal inequívoco da determinação da [União Europeia] UE no …

Pai de Valentina condenado a 25 anos de prisão. Madrasta condenada a 18 anos e 9 meses

O pai da criança que foi encontrada morta, em maio do ano passado, em Peniche, foi condenado a 25 anos de prisão. A madrasta foi condenada a 18 anos e nove meses. De acordo com o …