Marinho e Pinto apreensivo com opções do Syriza

RTP / Flickr

O euro-deputado António Marinho e Pinto

O euro-deputado António Marinho e Pinto

O eurodeputado e promotor do Partido Democrático Republicano (PDR), Marinho e Pinto, afirmou-se hoje “apreensivo” com a situação na Grécia na sequência da aliança entre o partido vencedor Syriza e “um partido da direita mais retrógrada”.

“Estou apreensivo não tanto pelo resultado das eleições, mas pelas opções que o vencedor fez logo a seguir”, disse Marinho e Pinto em declarações à agência Lusa à margem de uma homenagem organizada pelo PDR à primeira tentativa de implantação da República, a 31 de janeiro de 1891.

Admitindo ter dito “noutros tempos que, se estivesse na Grécia, teria votado no Syriza“, o antigo bastonário da Ordem dos Advogados afirmou que, “se fosse hoje, pensava duas vezes“, confessando-se desiludido com a aliança pós-eleitoral firmada com os Gregos Independentes, “um partido da direita mais retrógrada da Grécia”.

“O partido com o qual o Syriza se aliou está mais perto da extrema-direita nazi do que do Syriza e isto é preocupante. Não percebo esta aliança com um partido antissemita, xenófobo, racista e homofóbico, que lembra os piores tempos da Europa”, sustentou, considerando que “a única coisa que têm em comum é o antieuropeísmo“.

“Europeísta” assumido, mas defensor de “profundas reformas nas estruturas institucionais da Europa”, Marinho e Pinto recorda que “a Grécia deve uma quantia enorme, que lhe foi emprestada para que o Estado pudesse satisfazer os seus compromissos, pelo que dizer que não paga ou alimentar a ilusão de que as dívidas não são para pagar é muito perigoso”.

“Ao contrário de uma certa esquerda que anda aí a vender ilusões e fantasias ao eleitorado português, nós dizemos que as dívidas são para pagar, mas que vamos negociar com os credores as modalidades de pagamento”, sustentou, salientando, contudo, que esta negociação não pode ser “tema de campanha eleitoral”, mas uma “discussão serena e reservada com os credores”.

“Nós, os devedores, não temos nem o queijo, nem a faca na mão, pelo que é preciso alguma humildade e, sobretudo, alguma honestidade política para se resolver este problema”, considerou.

O partido Syriza, liderado por Alexis Tsipras, obteve no domingo passado uma vitória clara, com 36,34% dos votos, elegendo 149 deputados, menos dois do que os 151 necessários para a maioria absoluta.

Este resultado obrigou o Syriza a formar uma coligação governamental, anunciada no dia seguinte com os Gregos Independentes (nacionalistas com 13 deputados no parlamento).

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

"Janelas de Vinho". Itália ressuscita tradição do tempo da peste

Centenas de bares e restaurantes italianos "ressuscitaram" a tradição antiga das chamadas "Janelas de Vinho" durante a pandemia de covid-19, tentando assim servir os seus clientes com o mínimo contacto pessoal. A tradição remonta aos …

Um dos maiores telescópios do mundo ficou gravemente danificado devido a um cabo partido

O radiotelescópio de Arecibo, um ícone da busca para entender o Universo, sofreu graves danos como resultado do rompimento de um cabo. A causa da quebra e quanto tempo o telescópio demorará a ser consertado …

Pumpkin Island já custou 78 dólares. Agora pode comprá-la por 17 milhões

Se ainda não decidiu onde passar férias fica aqui uma dica: uma ilha privada na costa da Austrália está à venda por 17 milhões de dólares (cerca de 14,5 milhões de euros). A Pumpkin Island …

Desaparecem oito mulheres por dia no Peru, mais três do que antes da pandemia

O número de mulheres desaparecidas no Peru, um fenómeno endémico no país, subiu de cinco por dia, em média, para oito, desde a quarentena decretada para travar a pandemia de covid-19, indicou o provedor de …

EUA já gastaram quase tanto com a covid-19 como com a II Guerra Mundial

Até ao momento, os Estados Unidos da América gastaram quase tanto com a pandemia de covid-19 como gastaram com a II Guerra Mundial. A Segunda Guerra Mundial travou-se entre 1939 e 1945 e deixou milhões de …

Sporting recusou proposta de 32 milhões por Joelson Fernandes

O Sporting CP rejeitou uma proposta de 32 milhões de euros do Arsenal por Joelson Fernandes. Os 'leões' pedem 45 milhões pelo jovem extremo de 17 anos. Continua o leilão pela promessa sportinguista Joelson Fernandes. Depois …

CIA tentou desenvolver um "drone-pássaro" nuclear para espiar a União Soviética na Guerra Fria

Durante a Guerra Fria, a CIA tentou desenvolver um drone nuclear do tamanho de um pássaro para espiar a União Soviética e outros países do bloco comunista. Porém, o projeto nunca foi concluído. De acordo com …

Para combater o desperdício, China acaba com os banquetes tradicionais

Conhecidos pela gastronomia e pelo bom apetite, os chineses terão de adotar a austeridade, invertendo a tradição, que exige que sejam servidos à mesa tantos pratos quantos forem os convidados e mais um. A nova regra …

Com apenas 4 dólares é possível dormir na última Blockbuster. E ainda participa na festa pijama

Já sente saudades de sair de casa para ir alugar um filme e comprar umas pipocas? A última loja da icónica Blockbuster está agora disponível no Airbnb. A antiga loja da cadeia americana pode ser …

Espanha com quase mais 3.000 novos casos. É o maior aumento desde maio

Espanha registou o maior número de infeções de covid-19 desde o final de maio, com 2.935 novos casos nas últimas 24 horas, anunciou o Ministério da Saúde, ressalvando que o balanço inclui dados de Madrid …